MPF/PI cobra cumprimento de acordo para despoluição dos rios Poti e Paranaiba

 

AGUAPÉS e carananas tomam conta do leito do Rio por causa da poluíção. Foto Diário Teresina
AGUAPÉS e carananas tomam conta do leito do Rio por causa da poluíção. Foto Diário Teresina

 

Em reunião, MPF pediu informações sobre a execução das medidas assumidas pelas partes

O Ministério Público Federal no Piauí (MPF/PI) cobrou cumprimento do acordo firmado com a Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Semam) e do Ibama para a despoluição dos rios Poti e Parnaíba. Em reunião, o procurador da República Kelston Pinheiro Lages pediu informações sobre a execução das medidas assumidas pelas partes.

Na reunião, o secretário Municipal de Meio Ambiente, Agamenon Bastos informou que as medidas estão sendo executadas mas que a construção/ampliação das pontes Mocambinho, Juscelino Kubitschek e Wall Ferraz está ocasionando dificultando o fluxo do rio, uma vez que os entulhos das obras não estão sendo retirados. Afirmou, ainda, que a empresa responsável pela obra já foi notificada para retirada dos referidos entulhos, porém se nega a fazê-lo, alegando que o material já se encontrava no local, antes do início da execução dos serviços, o que segundo o mesmo não procede.

O secretário municipal apresentou, ainda, termo de compensação ambiental. No termo, há comprometimento a pagar ou realizar serviços no valor de R$ 175 mil, que serão usados para a retirada dos aguapés da ponte do Mocambinho, plantio de árvores e contratação de estudo de emissão de gases efeito estufa.

O superintendente do Ibama, Manoel Borges, demonstrou preocupação com a alta concentração de aguapés nas proximidades da ponte do Mocambinho, em direção ao Zoobotânico, na faixa de 350 metros, à vista da possibilidade de uma grande acumulação de aguapés no local romper a própria ponte, em caso de enchente. O secretário da Semam afirmou, que as máquinas já foram providenciadas para a retirada dos aguapés.

Ao final da reunião, o procurador da República Kelston Lages ressaltou a necessidade de acelerar a execução das medidas e demonstrar o cumprimento das ações assumidas perante a Justiça Federal e repassar ao Ibama essas informações, para que esse órgão possa elaborar o relatório, com posterior envio ao MPF e à Justiça Federal, uma vez que a Agespisa já repassou R$ 100 mil para tais ações. Na ocasião, o procurador informou que o novo presidente da Agespisa já iniciou o processo para a ampliação da Rede de Esgoto de Teresina.

Processo nº 2003.40.00.001796-1 e medida cautelar nº 4824-11.2013.4.01.4000

Fonte: Ministério Público Federal no Estado do Piauí

EcoDebate, 10/02/2014


[ O conteúdo do EcoDebate pode ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, ao EcoDebate e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário do Portal EcoDebate
Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta clicar no LINK e preencher o formulário de inscrição. O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Remoção da lista de distribuição do Boletim Diário do Portal EcoDebate
Para cancelar a sua inscrição neste grupo, envie um e-mail para ecodebate@ecodebate.com.br. O seu e-mail será removido e você receberá uma mensagem confirmando a remoção. Observe que a remoção é automática mas não é instantânea.

Alexa

Top