Relatório que aponta violações de direitos em obras do Comperj será apresentado em audiência na Câmara

 

direitos humanos

 

O relatório que evidencia violações de direitos decorrentes do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj) será apresentado nesta quinta-feira (07) na Câmara dos Deputados.

“Indústria do Petróleo e Conflitos Ambientais na Baía de Guanabara: o caso do Comperj” é resultado da Missão realizada nos meses de dezembro de 2012 e fevereiro de 2013 pela Relatoria do Direito Humano ao Meio Ambiente, da Plataforma de Direitos Humanos (Dhesca Brasil).

O documento mostra que o empreendimento, sob responsabilidade da Petrobras, causa impactos em ecossistemas protegidos, teve severas falhas em seu processo de licenciamento pelo Instituto Estadual do Ambiente (Inea), além de ter prejudicado drasticamente a vida dos pescadores da região.

>> Faça o download do
 relatório completo ou de sua versão reduzida.

O relatório foi 
lançado no último dia 9 de setembro em audiência pública realizada na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro. A Petrobras foi convidada a participar da audiência, mas não enviou representantes. O Inea, órgão ambiental do Rio de Janeiro, também recebeu o convite, mas ninguém compareceu.

Durante o lançamento foi definida a realização de uma audiência na Câmara dos Deputados, em razão da necessidade de promover um debate nacional sobre os impactos da indústria do petróleo, a flexibilização das políticas ambientais e as violações de direitos humanos ocasionadas pelo avanço desta e de outras indústrias geradores de conflitos ambientais.

A audiência é realizada pela Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Câmara, por requerimento dos deputados federais Chico Alencar.(PSOL/RJ) e Sarney Filho (PV/MA).

Além da presença da Relatora Cristiane Faustino, a audiência contará com a participação de Alexandre Anderson de Souza (Pres. Associação Homens e Mulheres do Mar – AHOMAR) e Lideranças de seis localidades impactadas pelo Comperj no Rio de Janeiro também estarão presentes. , Gabriel dos Santos Rocha (Sec. Nac. Promoção e Defesa dos Direitos Humanos da Secretaria de Direitos Humanos) e Carlos Klink (Sec. de Mudanças Climáticas e Qualidade Ambiental do Ministério do Meio Ambiente). Aguarda-se também confirmação da Petrobras.


Serviço:

Audiência Pública para apresentação do Relatório “Indústria de Petróleo e Conflitos Ambientais na Baía de Guanabara: o caso do Comperj”
Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável
Horário: 10:00h
Dia: 7 de novembro de 2013
Local: Câmara dos Deputados, Anexo II, Plenário 8 – Brasília-DF

 

EcoDebate, 06/11/2013


[ O conteúdo do EcoDebate pode ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, ao EcoDebate e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário do Portal EcoDebate
Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta clicar no LINK e preencher o formulário de inscrição. O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Remoção da lista de distribuição do Boletim Diário do Portal EcoDebate
Para cancelar a sua inscrição neste grupo, envie um e-mail para ecodebate@ecodebate.com.br. O seu e-mail será removido e você receberá uma mensagem confirmando a remoção. Observe que a remoção é automática mas não é instantânea.

Alexa

Top