JBS pagará R$ 3 mi por descumprir normas de saúde e segurança do trabalho em frigorífico

 

notícia

 

Grupo foi processado por descumprir normas de saúde e segurança do trabalho

A 2ª Turma do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) de Rondônia manteve a condenação da JBS em R$ 3 milhões por dano moral coletivo. A empresa, o maior frigorífico do setor de carne bovina do mundo e dona da marca Friboi, havia recorrido da sentença concedida em primeira instância, em ação civil pública ajuizada pelo Ministério Público do Trabalho (MPT).

O grupo foi acionado por descumprir normas de saúde e segurança do trabalho em frigorífico no município de Vilhena (RO). Entre os problemas, estava o desrespeito à norma que trata do conforto térmico dos trabalhadores que exercem atividades em ambientes de baixa temperatura, como as câmaras frias.

Ao relatar o processo, a desembargadora Vânia Maria da Rocha Abensur considerou válidos os argumentos do MPT quanto aos significativos prejuízos causados aos trabalhadores, o número elevado de ações que tramitam na Justiça do Trabalho contra a empresa e a persistente recusa da companhia em adequar as condições de trabalho na unidade.

O julgamento ocorreu no dia 15 de agosto, em sessão que contou com a participação do procurador do Trabalho Fabrício Gonçalves de Oliveira. A decisão também mantém a destinação dada ao dano moral coletivo. O dinheiro servirá para a construção de um centro fisioterapêutico para reabilitação de doenças que comprometam a habilidade motora dos trabalhadores provocada por esforço repetitivo, especialmente em ambientes frigoríficos. O centro funcionará em Vilhena.

Informações: MPT em Rondônia

EcoDebate, 29/08/2013


[ O conteúdo do EcoDebate pode ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, ao EcoDebate e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário do Portal EcoDebate
Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta clicar no LINK e preencher o formulário de inscrição. O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Remoção da lista de distribuição do Boletim Diário do Portal EcoDebate
Para cancelar a sua inscrição neste grupo, envie um e-mail para ecodebate@ecodebate.com.br. O seu e-mail será removido e você receberá uma mensagem confirmando a remoção. Observe que a remoção é automática mas não é instantânea.

Alexa

Top