Festival Internacional de Audiovisual Ambiental exibe 68 longas e curtas de diversos países do mundo no RJ

 

Festival Internacional de Audiovisual Ambiental

 

Terceira edição do evento acontece de 30 de agosto a 05 de setembro

As sessões são gratuitas

Programação completa no site:

http://www.filmambiente.com/index.php/festival-2013.html

De 30 de agosto a 05 de setembro de 2013, acontece no Rio de Janeiro o 3º FILMAMBIENTE, Festival Internacional de Audiovisual Ambiental, que neste ano contempla o tema Do DDT e Hormônios à Segurança Alimentar. O evento reúne 68 filmes das mais recentes produções nacionais e internacionais sobre questões ambientais, com o objetivo de provocar debates e contribuir para ampliar o conhecimento e a consciência sobre as mudanças comportamentais necessárias, de governos, empresas e indivíduos, pela preservação da vida no planeta.

A Mostra Competitiva, que será realizada no Espaço Itaú de Cinema – Botafogo (sala 1: às 19h e às 21h), terá 12 documentários e 21 curtas-metragens (animações, documentários e ficções), que vão concorrer aos prêmios do Júri Popular de Melhor Filme, Júri Oficial de Melhor Documentário, Melhor Curta-metragem e Prêmio de Relevância Jornalística, dado pela RBJA (Rede Brasileira de Jornalismo Ambiental).

Entre os longas, destaque para Queremos seu Dinheiro (Give us the Money), que conta a trajetória de luta de Bob Geldorf e de BonoVox em prol do fim da pobreza na África; Vertente: Uma nova Ética da Água para um novo Mundo (Wartershed: exploring a new Ethics for the new West), filme narrado e produzido por Robert Redford; Cabeça de Touro (Rundskop), indicado ao Oscar de melhor filme estrangeiro de 2012; Vida engarrafada: O Negócio da Nestlé (Bottled Life – Nestlé’s Business with Water),onde o jornalista Suiço Res Gehringer investiga a empresa que domina o comercio mundial de água engarrafada; Caçadores de Frutas (The Fruit Hunters), que abre o evento, e a ficção Os Meninos de Kinshasa (Kinshasa Kids), que encerra o festival.

Já entre os curtas, o festival destaca o brasileiro “Joaozinho, Carne e Osso”, o Italiano “O Cruzeiro da Casca de Banana” e o francês “23”.

Nessa terceira edição, o festival terá cinco Mostras Paralelas:

  1. Do DDT e Hormônios à Segurança Alimentar (nove filmes);
  2. Planeta Ultrajado (oito filmes);
  3. Será mesmo só ficção (cinco filmes);
  4. Agir+Mudar (seis filmes);
  5. Carta branca” National Film Board (sete filmes).

As mostras serão exibidas no Instituto Moreira Salles às 16h, 18h e 20h; no Museu do Meio Ambiente (às 13h30 e 15h30) e no Instituto Italiano de Cultura (às 18h30, de segunda à quinta). O Instituto Moreira Salles e o Museu do Meio Ambiente não abrem às segundas-feiras.

Nesse ano haverá uma agenda de Atividades Extras que incluirá duas exibições de “aquecimento” no final de semana anterior ao inicio do evento, nos Espaços Comuna, em Botafogo e Casa Sou.l, em Santa Teresa. No sábado, dia 30, durante o evento, será realizado o debate “O Audiovisual como Ferramenta de Transformação” no Museu do Meio Ambiente, e inaugurada a mostra de VideoArte “Histórias Legais para quando o Planeta ficar Quente”, com a presença da curadora alemã, Anne-Maria Melster.

Em parceria com a prefeitura do Rio, a terceira edição do Filmambiente promoverá também sessões de cunho social na Arena Cultural Chacrinha (Pedra de Guaratiba) e na Nave do Conhecimento (Parque Ecológico de Madureira).

Será presenteada uma bicicleta Blitz dobrável ao espectador que assistir a mais filmes durante o evento. O resultado será apurado mediante contagem de ingressos depositados nas urnas das salas, e o resultado será anunciado na sessão de encerramento do festival.

JÚRI

A Terceira edição do FILMAMBIENTE terá duas comissões julgadoras:

  1. JÚRI OFICIAL LONGA-METRAGEM:
  • Mario Branquinho nasceu em Sabugueiro, Seia/Portugal. É Licenciado em Ciências Sociais e possui Mestrado em Animação Artística. Como Técnico Superior do Município de Seia, é responsável pela programação da Casa Municipal da Cultura de Seia, da qual é diretor e criador do CineEco, único Festival Internacional de Cinema Ambiental realizado em Portugal. É Autor dos livros “Sentido Figurado” e “O Mundo dos Apartes” e tem sido ao longo dos anos colaborador de vários órgãos de imprensa local e regional. Também é fotógrafo premiado e autor do blog http://www.seiaportugal.blogspot.com/ ;
  • Chris Paine, americano, é diretor e roteirista dos filmes Quem matou o carro elétrico e Vingança do Carro elétrico, este último a ser exibido no evento; Paine também atuou como produtor executivo em filmes como “Charge”, “Faster!” e “No Maps for These Territories”. É fundador do site  counterspill.com, que mapeia e denuncia derramamentos de óleo pelo mundo.
  • Artur Xexéo, jornalista brasileiro, com passagens pela Veja e IstoÉ, foi editor de cultura do Jornal do Brasil e de O Globo, onde mantém duas colunas semanais, além de blog. É comentarista da rádio CBN e do programa Estudio I, na Globo News. Escritor, publicou uma biografia de Janete Clair, um livro de crônicas sobre os bastidores das coberturas de Copas do Mundo e, mais recentemente, escreveu a peça teatral “Nós sempre teremos Paris”, além de roteiros para televisão.
  1. JÚRI OFICIAL CURTA-METRAGEM

Os integrantes desse júri foram escolhidos pela curadoria do Festival por suas formações e atividades ligadas ao cinema socioambiental. São eles:

  • Pedro Sol de Abreu Nunes: Cursou Cinema e TV na Universidade Estácio de Sá e Geografia e Meio Ambiente na PUC-Rio e, desde 2003, é Diretor Executivo da Imagine Arte Cultura e Paz Ltda. Produziu, dirigiu e coordenou projetos de caráter ambiental e pedagógico como o Vídeo Ambiental, o Ecomuseu Itinerante de Santa Cruz e as Caravanas Euclidianas, entre outros. Atuou como fotógrafo, editor e finalizador em produções audiovisuais como A Linha da Lealdade, Kuka Hitchuti, A Paz é Dourada, Museu da Maré, entre outras. 
  • Isabel Veiga: Formada em Cinema pela Universidade Federal Fluminense (UFF), há três trabalha com curadoria, coordenação e produção de mostras e festivais de cinema. Desenvolve projetos de documentários nas áreas de pesquisa e direção. Como diretora, realizou os curta-metragens: Mamulengos (2012) e Partedois – Do Outro Lado do Rio (2010). Atualmente também ministra oficinas de linguagem cinematográfica, fotografia e produção em vídeo.
  • Olívia Janot: Cursou Edição de Vídeo, Letras, Roteiro e Dramaturgia em escolas como a Casa das Artes de Laranjeiras Darcy Ribeiro e Oi Kabum – Arte e Tecnologia. Atualmente trabalha como freelancer em roteiro e edição e estagia em cinema como Assistente de Direção.

O FILMAMBIENTE faz parte do Green Film Network, associação de festivais internacionais ambientais que conta com 19 festivais espalhados pelo mundo.

FILME DE ABERTURA

Os Caçadores de Fruta(The Fruit Hunters), de Yung Chang

Canada, 2012, 94 min, documentário.

Sinopse : Você pode encontra-los imersos na selva de Borneo, nas montanhas da Úmbria ou mesmo no seu próprio quintal. Eles são os caçadores de frutas, como o ator Bill Pullman, os aventureiros Noris Lederma e Richard Campbell e muitos outros, que viajam pelo mundo com a esperança de localizar e interferir antes que as plantas sejam pasteurizadas pela industrialização. O filme atravessa culturas, história e geografia para mostrar como estamos ligados às frutas que comemos.

Com presença do diretor Yung Chang

FILME DE ENCERRAMENTO

Os Meninos de Kinshasa (Kinshasa Kids), de Mark-Henri Wajnberg

Bélgica, 2012, 85min, Ficção

Sinopse: Em Kinshasa, Congo, cerca de trinta mil crianças são acusadas de bruxara e expulsas de casa. Vivendo nas ruas, José e seus amigos – todos acusados de serem crianças bruxas – decidem formar uma banda para se proteger da má sorte, com um empresário meio louco chamado Bedson. Juntos, eles vão arrasar em Kinshasa!

Trailer http://kinshasakids.com/

Site http://kinshasakids.com/

Com presença do diretor Mark-Henri Wajnberg

 

Festivais: Venice days |Toronto Intl FF (TIFF) |New York Intl FF (NYFF)| Busan Intl FF (BIFF) |

BFI London FF| Zagreb FF.

MOSTRAS COMPETITIVAS:

LONGAS-METRAGENS DOCUMENTÁRIOS

Felicidade… a terra prometida (Happiness… Promised Land),de Laurent Hassel (França, doc)

Vida engarrafada: O Negócio da Nestlé(Bottled Life – Nestlé’s Business with Water),de Urs Schnell (Suíça, doc)

Pedaço de Terra(Little Land), de Nikos Dayandas (Grécia, doc)

Não há lugar distante(No Hay Lugar Lejano), de Michelle Ibaven (México, doc)

Os Caçadores de Fruta(The Fruit Hunters), de Yung Chang (Canadá, doc)

Que contarão com a presença de seus diretores e mais:

Mais que Mel(More Than Honey), de Markus Imhoof (Suiça/Alemanha/Áustria, doc)

Cerro Rico, Terra Rica(Cerro Rico, Tierra Rica), de Juan Vallejo (Colombia/Bolivia/EUA, doc)

O Fim do Tempo (The End Of Time), de Peter Mettler (Suiça/Canadá, doc)

Os Chefões Piraram (Big Boys Gone Bananas), de Fredrik Gertten (Suécia, doc)

Para Além das Montanhas (Beyond The Mountains), de Aya Koretzky (Portugal, doc)

Park Avenue: Dinheiro, Poder e o Sonho Americano (Park Avenue: Money, Power and the American Dream),de Alex Gibney (EUA, doc)

Vila no fim do Mundo(Village at the end of the world), de David Katznelson (UK, doc)

CURTAS-METRAGENS

23 (23),de Michel Kharoubi e Alexandra Pichereau (França, ficção)

Alex (Alex),de Ji-seon Choi (Coréia do Sul, animação)

Aprendendo a Pescar (Learning to Fish), de Teemu Auersalo (Irlanda, animação)

Aqui ainda não terminou (Here is not over yet),de Mohamed Elashhab (Egito, doc)

Cumplice (Complicit), de Gavin Hoffman (Irlanda, animação)

Escalada (Escalade), de Paulo Muppet e Luciana Egutti (Brasil, animação)

Faces (Wojoh / Faces), de Said Najmi (Jordânia, doc)

Gotinhas (Gutty),de Seyed Sajad Moosavi (Irã, ficção)

Homenagem nº 2 (Homage Deux), de Michele Cadei (Itália, exp)

Joaozinho Carne e Osso (Johnny in the Flesh),de Paulo Vespúcio (Brasil, ficção)

Mai: o grande caçador (Mai: El Gran Cazador),de XavierChavezC (Equador, animação)

Mobília Irlandesa (Irish Folk Furniture),de Tony Donoghue (Irlanda, animação)

O Cruzeiro da Casca de Banana (La croicera delle bucce di banana / Banana peels Cruize), de Salvo Manzone (Itália/França, doc)

O Mar não esta prá peixe (The sea is not for the Fish), de Rosani da Cunha Gomes (Brasil, doc)

O Rei Gastão (The King Gaston), de Diogo Viegas (Brasil, animação)

Pescando sem Redes (Fishing without Nets),deCutter Hodierne (EUA, doc)

Salva Vidas (Life-guard), de Isaac Donato (Brasil, ficção)

Ser Cultural: Luiz Poeta (Cultural Being: Poet Luiz),de Ian Moreira Queiroz (Brasil, doc)

Vasos Comunicantes (Communicating Vessels), de Andres Tenusaar (Estônia, animação)

  1. Vento Novo (Vtoroe Dyhanie / Second Wind), de Sergey Tsyss (Russia, ficção)

MOSTRAS PARALELAS

DO DDT E HORMÔNIOS À SEGURANÇA ALIMENTAR

Amor Carnal (LoveMEATender),de Manu Coeman (Bélgica, doc)

Confiamos em Orgânicos (In Organic We Trust),deKiplin Pastor (EUA, doc)

Deus Salve o Verde (God Save The Green), de Michele Mellara e Alessandro Rossi (Itália, doc)

Geneticamente Modificados(GMO OMG), de Jeremy Seifert (EUA, doc)

Muito Além do Peso (Way beyond weight),de Estela Renner (Brasil, doc)

Porto Verde (Green Porto), de Vasco Mendes (Portugal, doc)

Sonhos Enlatados (Canned Dreams),deKatja Gauriloff (Finlândia, doc)

Vida sem Controle (Leben ausser Kontrolle / Life without control), de Bertram Verhaag e Gabriele Kroeber (Alemanha, doc)

Vozes da Transição(Voices of Transition),de Nils Aguilar (Alemanha/França, doc)

SERÁ MESMO SÓ FICÇÃO?

Terra Prometida(Promised Land), de Gus Van Sant (EUA)

Terra Esquecida(Verwundete Erde / Land Of Oblivion), de Michale Boganim (Alemanha/França/Polônia)

Cabeça de Touro(Rundskop), de Michael R. Roskam (Bélgica)

Clima do Futuro(Future Weather), de Jenny Deller (EUA)

Os Meninos de Kinshasa(Kinshasa Kids), de Marc-Henri Wajnberg (França)

MOSTRA PLANETA ULTRAJADO

Andes, Água, Amazônia (Andes Amazon Water) de Marcio Insensee e Sá (Doc, Brasil-Equador)

Guerra de Areia | Sand Wars de Denis Delestrac (Doc/França-Canadá)

Limites Inaceitáveis(Unacceptable Levels), de Ed Brown (EUA, doc)

Os Invisíveis de Belo Monte | Los Invisibles de Belo Monte (Belo Monte’s Invisibles) de François-Xavier Pelletier e Magnolia de Oliveira (Doc/França-Brasil)

Perseguindo o Gelo(Chasing Ice), de Jeff Orlowski (EUA, doc)

Rebujos , de Emiliano Picanço e Renan Bahia (Brasil, experimental)

Semper fi: Sempre Fiel(SemperFi: Always Fatithful), de Rachel Libert e Tony Hardmon (EUA, doc)

Tar Sands: Nos Confins da Terra(Tar Sands), de Christopher Walker (Bélgica, doc)

AGIR & MUDAR

A Vingança do Carro Elétrico(The Revenge of the Electric Car), de Chris Paine (EUA, doc)

Nós somos uma legião: a história dos Hackers ativistas(We Are Legion: The Story of the Hacktivists), de Brian Knappenberger (EUA, doc)

Procurando por Norte Coreanos(Looking for North Koreans), de Jero Yun (França, doc)

Queremos seu Dinheiro(Give us the Money), de Bosse Lindquist (Suécia, doc)

Sobre rodas: o sonho do carro(Keep on rolling: the dream of the automobile), de Óscar Clemente (Espanha, doc)

Vertente: Uma nova Ética da Água para um novo Mundo(Wartershed: exploring a new Ethics for the new West), de Mark Decena (EUA, doc)

CARTA BRANCA: NATIONAL FILM BOARD do CANADA

A terceira edição do FILMAMBIENTE vai exibir sete títulos selecionados pelo National Film Board do Canadá. São eles:

A Guerra de Wiebo (Wiebo’s War), de David York (doc)

Cidade Iluminada (Radiant City), de Gary Burns, Jim Brown (doc)

Dívida(Payback), de Jennifer Baichwal (doc)

Lixo Tóxico (Toxic Trespass), (doc)

Mamori(Mamori), (doc)

Os Guardiões da Terra (Earth Keepers), de Sylvie Van Brabant (doc)

Toda a Verdade (The Hole Story), de Richard Desjardins, Robert Monderie (doc)

Os filmes serão apresentados pelo programador do NFB Éric Ségun

O 3º FILMAMBIENTE é uma realização da Amado Arte & Produção, com patrocínio da Oi, da Secretaria de Estado de Cultura e da Lei Estadual de Incentivo à Cultura do Rio de Janeiro; da CCR, via Lei Rouanet e Lei Municipal de Incentivo à Cultura do Rio de Janeiro. O evento conta com o apoio cultural da Oi Futuro e com os seguintes apoios: Consulado da França, Consulado da Suíça, Instituto Italiano de Cultura; Instituto Moreira Salles; Museu do Meio Ambiente e Jardim Botânico do Rio de Janeiro.

 

EcoDebate, 29/08/2013


[ O conteúdo do EcoDebate pode ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, ao EcoDebate e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário do Portal EcoDebate
Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta clicar no LINK e preencher o formulário de inscrição. O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Remoção da lista de distribuição do Boletim Diário do Portal EcoDebate
Para cancelar a sua inscrição neste grupo, envie um e-mail para ecodebate@ecodebate.com.br. O seu e-mail será removido e você receberá uma mensagem confirmando a remoção. Observe que a remoção é automática mas não é instantânea.

Alexa

Top