Governo da China admite que país pode ter ‘vilas do câncer’ em razão dos elevados níveis de poluição

 

elevados níveis de poluição na China
Foto: AFP

 

O Ministério do Meio Ambiente da China reconheceu, pela primeira vez, que elevados níveis de poluição podem estar relacionados à incidência de casos de câncer em algumas localidades do país. Há quatro anos, foi publicado na imprensa local um mapa que identificava essas regiões, chamadas “vilas do câncer”.

O reconhecimento está em um relatório do ministério, que é divulgado no momento em que as autoridades chinesas discutem os problemas causados pela poluição e pelo lixo industrial.

Alguns veículos de comunicação da China divulgaram relatos e dados que mostram que, nas últimas décadas, aumentou a incidência de câncer em vilarejos perto de fábricas e rios poluídos.

No relatório, o Ministério do Meio Ambiente também menciona que as indústrias chinesas podem estar usando substâncias químicas proibidas em países desenvolvidos, por serem consideradas nocivas à saúde humana.

De acordo com dados não oficiais, a poluição aumentou com a rápida industrialização do país durante as últimas três décadas. Algumas cidades chinesas estão entre as mais poluídas do planeta. Mas a poluição não se limita às cidades, conforme o mapa da poluição.

Na relação de substâncias nocivas está o nonifenol, um composto orgânico sintético proibido na indústria têxtil da Europa, mas utilizado na China, que adota o produto também na fabricação de detergentes.

*Com informações da agência pública de notícias de Portugal, Lusa, e da BBC Brasil

Edição: Davi Oliveira

Reportagem de Renata Giraldi*, da Agência Brasil, publicada pelo EcoDebate, 25/02/2013


[ O conteúdo do EcoDebate pode ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, ao EcoDebate e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário do Portal EcoDebate
Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta clicar no LINK e preencher o formulário de inscrição. O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Remoção da lista de distribuição do Boletim Diário do Portal EcoDebate
Para cancelar a sua inscrição neste grupo, envie um e-mail para ecodebate@ecodebate.com.br. O seu e-mail será removido e você receberá uma mensagem confirmando a remoção. Observe que a remoção é automática mas não é instantânea.

Alexa

Top