RJ: Secretaria do Ambiente fecha fábrica de balões e apreende 50 kg de explosivos junto ao parque da Pedra Branca

 

RJ: Secretaria do Ambiente fecha fábrica de balões e apreende 50 kg de explosivos junto ao parque da Pedra Branca

Foram encontrados 20 balões, armas de vários calibres, explosivos e animais silvestres como aves da espécie trinca-ferro e curió, e três jabutis.

Em megaoperação de fiscalização deflagrada hoje (19/04) nos limites da subsede Piraquara do Parque Estadual da Pedra Branca, em Realengo, na Zona Oeste do Rio, agentes da Cicca (Coordenadoria Integrada de Combate aos Crimes Ambientais; órgão da Secretaria de Estado do Ambiente) fecharam uma fábrica clandestina de balões. No local, foram apreendidos armas de diversos calibres, cerca de 20 balões, alguns com até 20 metros de altura, cerca de 50 kg de explosivos e dezenas de animais silvestres. Uma pessoa foi presa em flagrante e responderá por crimes ambientais e porte ilegal de arma.

O secretário estadual do Ambiente, Carlos Minc, acompanhou a ação. A blitz teve apoio de técnicos do Instituto Estadual do Ambiente (Inea) e de policiais do Batalhão de Polícia Florestal. A fábrica funcionava ao lado da subsede do parque. Segundo os fiscais, os balões estariam sendo produzidos para um festival de balões que aconteceria na madrugada de segunda-feira (23/04), em homenagem ao Dia de São Jorge.

O secretário Carlos Minc destacou que a bem-sucedida operação é resultado de um trabalho de inteligência que a Cicca e o Inea vêm desenvolvendo. “O terreno onde esta fábrica estava funcionando será desapropriado e receberá uma Unidade de Policiamento Ambiental (UPAM), com o objetivo de intensificar as fiscalizações no parque estadual, no combate aos crimes ambientais”, anunciou Minc.

Ao estourar a fábrica, os agentes encontraram 20 balões, alguns com até 20 metros de altura, armas de vários calibres, explosivos e animais silvestres como aves da espécie trinca-ferro e curió, de grande valor no mercado ilegal, e três jabutis. Luiz Claudio de Oliveira, 44 anos, que morava no local em sistema de comodato, foi preso em flagrante e conduzido para a Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente (DPMA). Ele responderá por vários crimes ambientais e por porte ilegal de arma, que é inafiançável.

O coordenador da Cicca, José Maurício Padrone, disse ter sido melhor a apreensão do material antes do festival, que aconteceria na madrugada da próxima segunda-feira. “No dia, seria muito complicado, porque, normalmente, esse tipo de evento concentra um grande número de pessoas, alguns embriagados e outros, armados. Vamos intensificar a fiscalização e apertar o cerco contra esse tipo de crime ambiental”, destacou. Ao final da operação, 20 pássaros silvestres encontrados na fábrica foram devolvidos à natureza.

Informe da Secretaria de Estado do Ambiente – SEA, publicada pelo EcoDebate, 20/04/2012

[ O conteúdo do EcoDebate é “Copyleft”, podendo ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, ao Ecodebate e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário do Portal EcoDebate
Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta clicar no LINK e preencher o formulário de inscrição. O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Alexa

Top