Composto orgânico de origem agroindustrial é alternativa ecológica para campo e cidade

Compostos são opção barata para aumentar fertilidade do solo e ajudar a não sobrecarregar aterros sanitários

Com os conhecimentos gerados em pesquisa desenvolvida na Embrapa Instrumentação por aluna do Instituto de Química de São Carlos (IQSC) da USP, pretende-se subsidiar o desenvolvimento de técnicas e tecnologias em prol do manejo sustentável dos agroecossistemas além de apresentar uma alternativa mais econômica e ambientalmente correta para produtores rurais.

A pesquisa, que é a dissertação de mestrado da química Lívia Botacini Favoretto Pigatin, foi orientada pelo Dr. Ladislau Martin-Neto, e contou com a prestimosa supervisão do Dr. Wilson Tadeu Lopes da Silva e do Dr. Aurélio Vinícius Borsato, pesquisadores da Embrapa. Esta teve como objetivo avaliar a influência de diferentes compostos orgânicos de origem agroindustrial na produção vegetal e fertilidade do solo.

Os compostos utilizados são provenientes de podas de árvore, bagaço de laranja, torta de filtro (resíduo da indústria sucroalcooleira) e esterco bovino. “Nós utilizamos compostos oriundos de resíduos produzidos abundantemente na região de São Carlos, no interior de São Paulo. A aplicação agronômica desses resíduos, após a compostagem, é uma alternativa à crescente produção de resíduos orgânicos no mundo e a aplicação desses compostos estabilizados no solo torna possível diminuir, ao longo dos anos, a aplicação de adubos minerais, melhorando a qualidade do solo”, afirma Lívia.

De acordo com a pesquisadora, a poda de árvores é um resíduo tanto rural como urbano, cujo descarte pode se tornar um problema sobrecarregando aterros sanitários. Enquanto o bagaço de laranja representa cerca de 45% da massa total da fruta e é um resíduo de rápida deterioração. A torta de filtro é proveniente da indústria sucroalcooleira obtido do processo de clarificação do caldo de cana. Já o esterco bovino, resíduo que é amplamente usado in natura como adubo orgânico, tem suas propriedades fertilizantes otimizadas por intermédio do processo de compostagem.

Fertilizantes minerais X Compostos orgânicos
Segundo a bacharel em química, os fertilizantes minerais estão cada vez mais caros, enquanto os compostos orgânicos podem ser produzidos a partir de resíduos orgânicos da própria propriedade rural.

Para verificar a influência de quatro diferentes compostos orgânicos, estes foram aplicados em doses previamente definidas na produção da planta medicinal Ocimum Selloi Benth. O experimento foi conduzido em vasos em casa de vegetação. O solo utilizado no foi o arenoso, ou seja, pobre em matéria orgânica.

A Ocimum Selloi Benth, nativa das regiões Sul e Sudeste do Brasil, conhecida popularmente como atroveran, em São Paulo, é de grande interesse terapêutico (antidiarréico, antiespasmódico e antiinflamatório) e condimentar.

“Pôde-se constatar que o composto que possui como material de partida esterco bovino e poda de árvores foi o que mais se destacou, trazendo maiores benefícios quando aplicado ao solo em questão. De modo geral constata-se a viabilidade do uso de compostos orgânicos como alternativa ao uso de fertilizantes minerais, contudo o manejo e as implicações na nutrição de plantas e a plena produtividade das culturas ainda representa desafio importante para as pesquisas”, conclui Lívia.

Reportagem de Marcelo Pellegrini, da Agência USP de Notícias, publicada pelo EcoDebate, 17/08/2011

[ O conteúdo do EcoDebate é “Copyleft”, podendo ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, ao Ecodebate e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário do Portal EcoDebate
Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta clicar no LINK e preencher o formulário de inscrição. O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Alexa

Top