Belo Monte: empresas interessadas na compra da parte da Bertin no Consórcio recebem notificação extrajudicial

Ontem, 22 de março, Dia Mundial da Água , onze empresa,s que se mostraram interessadas na compra da parte da Bertin no Consórcio Norte Energia, responsável pela construção de Belo Monte, receberam notificação extrajudicial

Uma notificação extrajudicial assinada por 17 entidades ligadas ao Movimento Xingu Vivo para Sempre (MXVPS) foi enviada nesta terça, 22, às empresas Vale, Alcoa do Brasil, Arcelor Mittal Inox Brasil, Camargo Correa, China Three Gorges Corporation, CSN, EBX, GERDAU, State Grid, ThyssenKrupp CSA Siderúrgica do Atlântico Ltda. e Votorantim Energia. EssaS empresas manifestaram interesse em participar do leilão de venda da parte da Bertin no Consórcio Norte Energia AS (NESA).

Na notificação, as empresas estão sendo alertadas dos riscos financeiros associados às irregularidades no processo de licenciamento do projeto de Belo Monte. “Essas irregularidades, em conjunto com entraves no funcionamento do judiciário brasileiro, provocaram o envio de petições ao sistema de direitos humanos da ONU e à Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH)”, alerta a notificação.

O texto ainda chama a atenção para as ações civis públicas que tramitam na justiça e que indicam “elevados riscos para o empreendedor, sobretudo em termos do atendimento de futuras obrigações legais com os custos de mitigação e compensação de impactos sociais e ambientais, assim como elevados riscos de reputação”.

Como base para estes alertas, a notificação recorreu ao relatório “Mega-Projeto, Mega-riscos: Análise de Riscos para Investidores no Complexo Hidrelétrico de Belo Monte”, publicado em janeiro de 2011.

Danos à imagem

A notificação enfatiza, também, os impactos socioambientais que recairãosobre os povos indígenas e as populações tradicionais.

“uma campanha ampla e contínua de grande alcance nacional e internacional, realizada por entidades da sociedade civil, envolvendo protestos, denúncias e outras ações de grande repercussão junto à opinião pública, não apenas durante a construção do empreendimento, mas também nos anos seguintes, quando os impactos negativos de Belo Monte se concretizarão. Essa campanha persistente certamente trará conseqüências significativas para a reputação desta empresa, nas es feras nacional e internacional”.

Campanha no Twitter

As pressões sobre as empresas já começaram nesta terça. Com apoio de centenas de organizações, ativistas nacionais e internacionais, o Movimento Xingu Vivo para Sempre iniciou uma campanha na rede social Twitter com a mensagem “#Vale, #Gerdau, #ChinaStateGrid, #ThreeGorgesCorporation, #ThyssenKrupp, estamos de olho no seu apoio a #BeloMonte. #PareBeloMonte”.

O movimento pretende que a campanha no Twitter e outras mídias sociais se estenda durante toda a semana. Com isso as empresas devem ser pressionadas a recalcular os riscos de uma possível participação no projeto Belo Monte.

Fonte: Xingu Vivo

Nota socializada por Telma Monteiro e publicada pelo EcoDebate, 23/03/2011

[ O conteúdo do EcoDebate é “Copyleft”, podendo ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, ao Ecodebate e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário do Portal EcoDebate
Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta clicar no LINK e preencher o formulário de inscrição. O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Alexa

3 comentários em “Belo Monte: empresas interessadas na compra da parte da Bertin no Consórcio recebem notificação extrajudicial

  1. Se impedirmos Belo monte, como teremos energia eletrica? Queimando carvão? petroleo? Gas natural? ou quem sabe Usaremos usinas nucleares?
    pensem nisso!

  2. Seria oportuno que estes investidores saibam dos encminhamentos feitos para averiguar a presença de contaminantes nos produtos químicos utilizados pelos fazendeiros na Terra do Meio,Municípios de São Félix do Xingu e Altamira, Estado do Pará para desmatamento da áreas destinadas á pecuária. Se for comprovado por análise laboratorial específica para detectar a presença de DIOXINAS, todo rebanho daquela área que foi vendido a frigoríficos ligados ao frigorífico de Bertin ( e outros) não poderiam ter sido utilizados ( nem exportado). A ANVISA e o IBAMA ainda não recolheram amostras de solos,águas e restos do produto NUFARM 2,4-D adulterado ( talvez com o 2,5-Treesultando no 2,4,5-TDD ou seja “Agente Laranja”) apesar de ter sido alertadosseja pelos serviços da TV GLOBO ( Terra do Meio: Um Brasil desconhecido) seja por ofícios. Padre Angelo Pansa-Delegado ICEF

  3. DD. SENHORES,
    JORNAL ECODEBATE

    SOU PROFESSOR UNIVERSITÁRIO EM ARCOVERDE E BELO JARDIM PERNAMBUCO, O PROJETO BELO MONTE ATINGE OS INDIOS DO XINGU, TODOS OS INDIOS DO NORTE DO BRASIL E TODOS OS POVOS DA FLORESTA, O GOVERNO BRASILEIRO DEVE REPENSAR ESSE PROJETO DE BELO MONTE, TUDO NO SENTIDO SENTIDO DE PROTEGER OS HABITANTES NATIVOS DA ÁREA E GARANTIR TODA PROTEÇÃO À FLORESTA AMAZÔNICA E AOS HABITANTES DAQUELA VASTA REGIÃO, BOM SENSO ACIMA DE TUDO… (PROF. LAÉCIO DOS SANTOS)

Comentários encerrados.

Top