O Alto Preço do Desenvolvimento Insustentável, artigo de Gilson de Oliveira Cheble

[EcoDebate] Vivemos dias em que, infelizmente, o dinheiro e os interesses econômicos ainda falam mais alto. A cada instante recebemos notícias de intervenções humanas (ou desumanas) no curso normal da Natureza.

Foi assim com a transposição imprudente do Rio São Francisco, que já começa a apresentar diversos problemas, antes mesmo da conclusão das obras. Foi assim com a aprovação e início da construção da gigantesca Usina Hidrelétrica de Jirau, em Rondônia, que também já causa impactos irreversíveis no Meio Ambiente, com reflexos desastrosos que são sentidos no Sudeste do Brasil.

Foi assim com a grande devastação ocorrida no Pantanal, com queimadas imorais e desmatamento sem precedentes, que já modificaram até mesmo o ciclo de chuvas da região que vêm sofrendo como nunca com longos períodos de secas. Tem sido assim durante anos com total desrespeito aos riquíssimos biomas do Brasil, como, por exemplo, o Cerrado e a Mata Atlântica que quase não existem mais.

É triste ver que tantos governantes não exercem autoridade e não se posicionam de forma enérgica contra tamanha barbaridade que está sendo feita com a fauna e a flora de nosso país. É lamentável saber que muitos políticos não apenas se omitem (que já é uma incoerência), mas ainda por cima apóiam e incentivam a destruição desenfreada da Natureza.

É lastimável presenciar a maioria esmagadora da população não fazer nada em vista da aprovação de leis que, literalmente, agridem e acabam com o Meio Ambiente. Será que o progresso a qualquer custo justifica essa descabida intervenção desumana na Natureza? Será que os sucessivos e cada vez mais intensos desastres naturais, que vêm causando tantos transtornos, prejuízos e, pior do que isso, vêm ceifando vidas de tantas pessoas inocentes, não são suficientes para darmos um basta nesse total desrespeito ambiental que estamos vivendo em nossa nação?

Chegou a hora de mudarmos essa História, precisamos nos levantar e nos posicionar em favor do Desenvolvimento Sustentável, que verdadeiramente se preocupa com a preservação ambiental e que sabe extrair da natureza apenas o que realmente é necessário para o nosso sustento. Precisamos mudar a nossa mentalidade consumista e respeitar mais a nossa Natureza. Caso contrário, em poucos anos viveremos um verdadeiro caos, pois haverá escassez de recursos naturais como, por exemplo, água e ar puro e, ainda por cima, iremos conviver com altíssimas temperaturas e catástrofes ambientais muito maiores do que as atuais.

Como ensina um sábio ditado popular: “Não podemos matar a galinha dos ovos de ouro.” Podemos afirmar que a Natureza do Brasil simboliza a nossa “galinha dos ovos de ouro.” Portanto, precisamos mudar a nossa postura frente ao Meio Ambiente.

Precisamos nos posicionar firmemente contra as revisões propostas no Código Florestal, contra a construção da Usina Hidrelétrica de Belo Monte, contra a devastação das matas e florestas como, por exemplo, a iminente aprovação da derrubada da Mata do Planalto em Belo Horizonte enfim, contra qualquer proposta que visa destruir a Natureza. Em outras palavras, precisamos defender as nossas Reservas Ambientais e os poucos resquícios de biomas ainda existentes no Brasil, caso contrário, em pouco tempo não teremos mais nada, ou melhor, teremos problemas climáticos sem precedentes, infinitamente maiores do que os atuais.

Por fim, deveríamos nos sentir envergonhados ao recebermos em nossa pátria ambientalistas do mundo inteiro para fazer aquilo que nós mesmos deveríamos fazer, ou seja, proteger as nossas reservas ecológicas. Cada brasileiro deveria ser um verdadeiro defensor da Natureza, pois graças às nossas riquezas naturais é que nós chegamos onde estamos hoje e, certamente, se soubermos utilizá-la de forma sustentável, chegaremos ainda muito mais longe. Vamos agir enquanto é tempo. É melhor nos mobilizarmos hoje do que chorarmos amanhã.

Pensem nisto, pois: Quem sabe que deve fazer o bem e não o faz, comete pecado. Tiago 4.17

Gilson de Oliveira Cheble, carioca, 30 anos, é Administrador e Teólogo.

EcoDebate, 23/02/2011


Compartilhar

[ O conteúdo do EcoDebate é “Copyleft”, podendo ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, ao Ecodebate e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário do Portal EcoDebate
Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta clicar no LINK e preencher o formulário de inscrição. O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Alexa

Top