Comissão de Constituição e Justiça da Câmara deve votar hoje projeto Ficha Limpa

A Comissão de Constituição e Justiça da Câmara (CCJ) deverá votar hoje (28), o parecer do deputado José Eduardo Cardoso (PT-SP) ao projeto de lei que exige ficha limpa para pessoas se candidatarem a cargos eletivos. A proposta foi apresentada à Câmara com mais de 1,6 milhão de assinaturas e depende agora de votação da CCJ e depois do plenário da Casa.

No início da sua discussão em plenário foram apresentadas 28 emendas que pretendem modificar o parecer apresentado ao projeto pelo deputado Índio da Costa (DEM-RJ), que relatou a matéria em comissão especial. Por causa das emendas de plenário, o projeto foi encaminhado à apreciação da CCJ. Só depois de votado na comissão ele será levado à votação no plenário.

O presidente da Câmara, deputado Michel Temer (PMDB-SP), prometeu colocar o projeto Ficha Limpa em votação na Câmara na primeira semana de maio. Com isso, o presidente da CCJ, deputado Eliseu Padilha (PMDB-RS), afirmou hoje que pretende cumprir o prazo estabelecido por Temer para a votação na CCJ para que a matéria seja apreciada pelo plenário na semana que vem.

Reportagem de Iolando Lourenço, da Agência Brasil, publicada pelo EcoDebate, 28/04/2010

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário do Portal EcoDebate
Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta utilizar o formulário abaixo. O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Participe do grupo Boletim diário EcoDebate
E-mail:
Visitar este grupo

3 comentários em “Comissão de Constituição e Justiça da Câmara deve votar hoje projeto Ficha Limpa

  1. É necessário que toda população tenha condições de conhecer a posição de cada político responsável por esse resultado, antes das eleições deste ano. Talvez até conhecer quem está emperrando esta decisão.
    Não deve ser fácil para os “poderesos” fazerem esta escolha. A população tem direito de saber o que cada um de seus representantes pensa ao representá-lo.
    Espero que este portal possa nos dar este “valioso presente”

Comentários encerrados.

Top