O valor da biodiversidade brasileira é maior que todo o PIB. Entrevista especial com Roberto Gomes de Souza Berlinck

“A biodiversidade que hoje conhecemos (pelo menos em parte) no nosso planeta é o fruto de 3,5 bilhões de anos de evolução biológica através dos processos de seleção natural. Foi este processo, ao longo de todo este tempo, que levou ao surgimento de todas as espécies biológicas conhecidas (e ainda não conhecidas)”. A definição é do professor e pesquisador Roberto Berlinck, em entrevista concedida, por e-mail, para a IHU On-Line.

Da biodiversidade às florestas e pajés, artigo de Washington Novaes

[O Estado de S.Paulo] Neste Ano Internacional da Biodiversidade, a Organização das Nações Unidas para a Agricultura e a Alimentação (FAO) traz boa notícia: o desmatamento e a conversão de áreas florestadas para a agropecuária caíram na década 2000/2009 para 13 milhões de hectares anuais (ou 130 mil km2, pouco mais de metade da superfície do Estado de São Paulo), ante 16 milhões de hectares anuais na década anterior. Mas

Cresce a disputa por profissionais para atuarem em parques eólicos e pequenas usinas

Faltam experts em energia renovável - Engenheiros e outros especialistas em energias renováveis estão sendo cada vez mais procurados pelos headhunters. A disputa pelos profissionais que unem conhecimento teórico e experiência no setor, perfil ainda raro no mercado brasileiro, acirrou-se com a expectativa sobre a nova edição do Plano Decenal de Expansão de Energia, que estabelecerá as diretrizes a serem seguidas na próxima década. Acredita-se que o governo dará grande impulso

O automóvel elétrico quer mudar sua vida

Carro elétrico sendo 'abastecido'. Foto Jon Mauney/HowStuffWorks O veículo se comunicará com o motorista para ajudá-lo a dirigir. Não será mais preciso comprá-lo e ele poderá armazenar e revender energia. A chegada do carro elétrico obrigará a mudar a forma de dirigir e de circular nas cidades, mas afetará também outros aspectos da vida cotidiana. A princípio, sua autonomia limitada trará inconvenientes, mas ensinará a aproveitar a energia de forma mais eficiente.

EUA estudam taxar refrigerantes e bebidas açucaradas de alta caloria para diminuir consumo

Crescimento da ingestão de calorias por refrigerantes e outras bebidas açucaradas. Gráfico NYT. Campanha “Are You Pouring on the Pounds?” (“Você está derramando os quilos a mais?”, em tradução livre), com cartazes que retratam uma garrafa de refrigerante despejando banha em um copo, é a mais nova arma das autoridades de saúde de Nova York no combate à obesidade. Como ela é doce! A dieta norte-americana. Vários estudos científicos descobriram que a quantidade

Top