Manifestantes protestam contra construção de Usina de Belo Monte

Brasília, 12/04/2010 - Movimento dos Atingidos por Barragens fazem ato na Esplanada dos Ministérios contra a construção da Usina de Belo Monte e pedem o cancelamento da licença prévia para o leilão, marcado para o dia 20 (Roosewelt Pinheiro/ABr)
Brasília, 12/04/2010 – Movimento dos Atingidos por Barragens fazem ato na Esplanada dos Ministérios contra a construção da Usina de Belo Monte e pedem o cancelamento da licença prévia para o leilão, marcado para o dia 20 (Roosewelt Pinheiro/ABr)

Mais de mil integrantes de movimentos sociais protestaram ontem (12), em Brasília, contra a construção da Usina Belo Monte, no estado do Pará. A passeata teve a participação do Movimento dos Atingidos por Barragem (MAB), de lideranças do Parque Indígena do Xingu, além de ribeirinhos e indígenas que serão atingidos pela construção da hidrelétrica. Com gritos de protesto “água para vida e não para a morte”, “água e energia não são mercadorias”, o grupo fez panfletagem e hasteou bandeiras do movimento.

A mobilização percorreu a Esplanada dos Ministérios. Em frente ao Ministério de Minas e Energia, os manifestantes exigiram o cancelamento da licença prévia e do leilão da Usina de Belo Monte, previsto para o dia 20 de abril.

De acordo com a integrante da coordenação do MAB, Daiane Huhn, o objetivo do protesto é fazer um alerta sobre os interesses das grandes empresas consumidoras de energia na construção da hidrelétrica.

“Estamos aqui porque somos contra a construção da Usina de Belo Monte. Entendemos que a hidrelétrica veio para acabar com a Amazônia e privatizar a água e a energia no país. Ela vem atender apenas as grandes empresas interessadas na construção e no consumo de energia que será produzida.”

Os manifestantes também buscam a abertura de diálogo com o governo para propor alternativas à população que será atingida. Segundo a ribeirinha Audice Freitas da Silva, até o momento, não houve acertos em relação ao futuro dos moradores da região.

“Até o momento não houve diálogo. O governo afirma que isso será por conta da empresa que ganhará a licitação. Não sabemos quando e como serão organizadas as indenizações caso seja aprovada a construção de Belo Monte.”

Durante o protesto, foram coletadas assinaturas dos manifestantes contrários à construção da Usina de Belo Monte. O documento foi entregue pelo movimento ao Ministério de Minas e Energia.

Reportagem da Agência Brasil, publicada pelo EcoDebate, 13/04/2010

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário do Portal EcoDebate
Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta utilizar o formulário abaixo. O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Participe do grupo Boletim diário EcoDebate
E-mail:
Visitar este grupo

7 comentários em “Manifestantes protestam contra construção de Usina de Belo Monte

  1. Bom Dia! considero um desastre ambiental a construção da usina de belo monte.Orio Xingu com extensão de 2000 quilometros é o esteio de várias populaç~~oes indígenas ou não.A criação desta usina tem envolvimento de outros fatores.É necessário uma grabde manifestação para sensibilizar os detentores do poder para que essa construção não seja realizada.Os povos ribeirinhos perderão suas terras e os indígenas ,verdadeiros donos da terra,ficarão ao Deus dará.Inimaginável que tal desastre poderá acontecer em pleno século 21.

  2. Sou contra a usina de Belo Monte. Acredito que todo essa destruíção não será boa num futuro muito próximo. A Natureza vai dar o troco.

  3. Bom dia
    Sou totalmente contra a construção desta usina que, segundo informações, não será capaz de produzir nem a metade da energia que deveria, dadas as proporções de sua dimensão.
    Devemos nos posicionar e agir para impedir este crime, que só tem a aprovação daqueles que pretendem obter vantagens econômicas sem se importarem com os impactos ambientais. Não acredito que seja assim que se resolve um problema.
    Estou disposto a participar de todas as formas de manifestações pacíficas, contrárias a aprovação desta barbárie.

  4. quero um abaixo assinado contra o belo monte.
    isso é um absurdo. n pode mesmo acontecer!!!

Comentários encerrados.

Top