Índice da edição de 07/12/2009

COP 15, Copenhague, deve levar em consideração a crise humanitária dos refugiados ambientais, por Henrique Cortez Resfriamento Global, artigo de Roberto Malvezzi (Gogó) As duas novas reformas agrárias, artigo de Plínio de Arruda Sampaio Ebictda com ‘C’, o efeito Copenhague, Eduardo Athayde A contrarrevolução jurídica, artigo de Boaventura de Sousa Santos Brasil tem a maior rede pública de transplantes do mundo, mas poucos doadores COP 15: Copenhague se prepara para decidir sobre o futuro do planeta Transporte

COP 15, Copenhague, deve levar em consideração a crise humanitária dos refugiados ambientais, por Henrique Cortez

Foto de Moises Saman/The New York Times [Ecodebate] A COP 15, em Copenhague, deve ser monopolizada pelas discussões dos 'custos' da redução de carbono e as reais ou fantasiosas metas, mas parece que deixará de lado as políticas de redução de danos em relação aos "refugiados de carbono". O Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR), presidido pelo antigo primeiro-ministro português António Guterres, estima que, na atualidade, existam 25 milhões

Resfriamento Global, artigo de Roberto Malvezzi (Gogó)

[EcoDebate] Há muito se fala no resfriamento global. Afinal, é da natureza da Terra reorganizar sua temperatura, como nos ensinou James Lovelock. A Terra passa por alternâncias naturais de sua temperatura e se esperava, para não muito distante, uma nova era do gelo. Afinal, vivemos num intervalo de aproximadamente dez mil anos de aquecimento, já que antes o planeta estava gelado. Quem quiser conhecer as marcas desse fenômeno, vá até

As duas novas reformas agrárias, artigo de Plínio de Arruda Sampaio

[EcoDebate] Reforma-se algo que não está funcionando a contento. Altera-se então a forma de alguma coisa, sem alterar sua substância. Por isso mesmo, uma mesma coisa pode ser reformada várias vezes. Com a estrutura agrária acontece exatamente o mesmo. Todas as vezes em que ela emperra a realização do projeto de algum grupo social importante, esse grupo propõe uma reforma agrária. Na época moderna, o motivo principal das reformas agrárias

Ebictda com ‘C’, o efeito Copenhague, Eduardo Athayde

[EcoDebate] Diferente das outras cúpulas mundiais, Rio 92 e Johannesburgo 2002, que construíram caminhos para o futuro, Copenhague 2009 decidirá os próximos passos da economia global. Metas oficiais de redução de emissões, inclusive a brasileira, comprovam isto. Copenhague não é um evento, mas um momentum quando fatos marcantes revelam as transformações em curso, governantes, empresários, cientistas, ambientalistas e artistas, lutam juntos por saídas da economia de alto carbono, com custos

A contrarrevolução jurídica, artigo de Boaventura de Sousa Santos

Trata-se de um ativismo judiciário conservador que consiste em neutralizar, por via judicial, muito dos avanços democráticos [Ecodebate] Está em curso uma contrarrevolução jurídica em vários países latino-americanos. É possível que o Brasil venha a ser um deles. Entendo por contrarrevolução jurídica uma forma de ativismo judiciário conservador que consiste em neutralizar, por via judicial, muito dos avanços democráticos que foram conquistados ao longo das duas últimas décadas pela via

Brasil tem a maior rede pública de transplantes do mundo, mas poucos doadores

O Brasil tem a maior rede pública de transplantes no mundo e vem registrando um aumento gradativo no número de cirurgias. De acordo com a coordenadora do Sistema Nacional de Trasplantes, Rosana Nothen, apesar da tendência de aumento desde 2006, o número de doadores efetivos é de 8,6 para cada um milhão de habitantes. Na Espanha, esse número chega a 36 por milhão de habitantes. 22173

COP 15: Copenhague se prepara para decidir sobre o futuro do planeta

A megaestrutura montada no Bella Center, centro de eventos que recebe a partir desta segunda-feira (7) cerca de 15 mil pessoas para a 15ª Conferência das Nações Unidas para Mudanças Climáticas (COP-15), representa o tamanho do desafio proposto para 193 nações que participam das discussões em Copenhague, na Dinamarca. A missão das delegações e dos cerca de 100 chefes de Estado e de governo, que devem comparecer só na fase final

Transporte público com combustível limpo é o melhor para reduzir emissões

O chefe do Laboratório de Monitoramento e Controle Ambiental em Transportes da Universidade de Brasília (UnB), Felipe Azevedo, disse que o transporte público de qualidade e que utilize combustíveis limpos é uma das medidas mais importantes para reduzir as emissões de gás carbônico causadas pelo deslocamento de pessoas. Ele ressaltou que o “setor de transporte nos centros urbanos é um dos principais atores na emissão de poluentes e, por isso,

Gado da Destilaria Gameleira terá de ser vendido para pagar trabalhadores em situação análoga a de escravo

Em novembro deste ano a Destilaria Gameleira S/A, pertencente ao Grupo Eduardo Queiroz de Monteiro, foi autuada, pela segunda vez, pelo Ministério Público do Trabalho por manter trabalhadores em situação análogos a de escravo, atrasar salários e outras irregularidades. A destilaria chegou a ser interditada por descumprir normas celetistas e normas regulamentadoras expedidas pelo Ministério do Trabalho, especialmente, pelo descaso para com a manutenção das mínimas condições de trabalho, colocando em

Confecom. As propostas do governo e a democratização da comunicação. Entrevista especial com Jonas Valente

Começa, no próximo dia 14, a Conferência Nacional de Comunicação, fruto de uma luta dos movimentos que defendem a democratização da comunicação que já dura muitos anos. A IHU On-Line conversou, por telefone, com Jonas Valente, do Intervozes, sobre as propostas que o governo pretende discutir, assim como os eixos centrais que devem fazer parte das discussões que serão realizadas neste evento. “A constatação clara, que existe por parte de

Belo Monte: mentira institucionalizada, artigo de Rodolfo Salm

[Correio da Cidadania] Esta semana, o Ministério Público Federal promoveu em Brasília uma Audiência Pública para discutir o projeto da usina de Belo Monte. Apesar de este encontro ter se dado não nos rincões das populações atingidas, mas ao lado da sede do poder executivo federal, não compareceu ao debate nenhum representante dos órgãos de governo mais diretamente relacionados à obra. Apesar da presença de índios de diverstas etnias e centenas

Top