Região Sudeste lidera o ranking do trabalho escravo

Norte e Nordeste tiveram queda no número de trabalhadores resgatados no ano; Sul também registrou aumento O número de pessoas flagradas no campo trabalhando em condições análogas à escravidão cresceu nas regiões Sudeste e Sul, as mais ricas e desenvolvidas do País, contrariando uma tendência nacional de queda. De janeiro a setembro deste ano, foram resgatadas 743 vítimas em propriedades localizadas no Espírito Santo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e São

Emissão de gás-estufa no país sobe 24,6% entre 1990 e 2005

Desmate cresceu menos que energia e agropecuária, mas ainda é a maior fonte Estimativa inédita feita por grupo da USP de Piracicaba cobre vácuo deixado por dados oficiais do governo federal, que vão só até 1994 As emissões de gases do efeito estufa no Brasil aumentaram 24,6% entre 1990 e 2005, indica uma estimativa feita por cientistas da USP. Desde 1994 -o último ano para o qual o país havia produzido um

67 cidades paulistas querem que o governo suspenda incentivos a hidrelétricas em rios com potencial turístico

Grupo protesta contra barragens - A Associação das Prefeituras de Cidades Estâncias do Estado de São Paulo (Aprecesp) quer proibir a instalação de hidrelétricas em rios com potencial turístico nas 67 cidades que a integram. Em documento apresentado na Câmara dos Deputados, o presidente da Aprecesp e prefeito de Itu, Herculano Passos Júnior (PV), argumentou que os empreendimentos causam impactos negativos ao meio ambiente e ao turismo. Ele quer que

O cerrado exige ações de preservação

Cerrado: O mapa da destruição. Imagem AE A Amazônia é bioma tão majestoso que ofusca os demais existentes no Brasil. Fala-se muito — interna e externamente — na preservação da floresta. A preocupação é legítima. E deve manter-se. Não significa, porém, que se deva fechar os olhos para os demais. É o caso do cerrado. Segundo maior bioma do país em extensão, ele ocupa 24% do território nacional. Nos 2.039.386km² de área

Onda de suicídios na France Télecom leva França a discutir cultura ‘pós-privatizações’

Onda de suicídios na France Télecom provocou protestos na França Uma onda de suicídios numa das maiores empresas francesas vem levando o país a discutir o "choque cultural" entre os valores tradicionais do funcionalismo público do país e o foco na competição adotado após processos de privatização. Após o 25º suicídio de um funcionário da France Télécom em apenas 20 meses, o governo francês fixou nesta semana um prazo para que grandes

Terras agrícolas do Vietnã, produtoras de alimentos básicos como arroz e milho, se transformam em campos de golfe

O campo de golfe Dai Lai, na província de Vinh Phuc, desalojou milhares de pessoas de suas terras, mas forneceu empregos para apenas 30 moradores locais Este talvez seja o negócio mais capitalista no Vietnã comunista - feito pelos ricos e para os ricos: uma proliferação de campos de golfe que está desalojando milhares de fazendeiros e devorando as plantações de arroz das quais depende o país. Até o ano passado, de

Top