A Índia com fecundidade abaixo da reposição

 

A Índia com fecundidade abaixo da reposição, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

“Precisamos nos preocupar com a explosão populacional”
Narendra Modi, 15/08/2019

A Índia está na iminência de ultrapassar a China e se tornar o país mais populoso do mundo. Mas a novidade é que a Taxa de Fecundidade Total (TFT) indiana caiu abaixo do nível de reposição, o que vai ter um grande impacto na dinâmica demográfica nas próximas décadas.

Segundo as projeções da Divisão de População da ONU (revisão 2019) a população da Índia era de 1,056 bilhão de habitantes em 2000 e passou para 1,38 bilhão em 2020, um aumento de 323 milhões. No mesmo período, a China passou de 1,29 bilhão de habitantes para 1,43 bilhão, um aumento de 148 milhões de habitantes em 20 anos. Portanto, a Índia cresceu mais do dobro do crescimento chinês de 2000 a 2020.

O gráfico abaixo mostra as projeções da ONU até 2100 (feitas antes da pandemia da covid-19) e já mostravam que a China vai ter decrescimento populacional ainda na década de 2021-30 e a Índia manteria o crescimento populacional até a década de 2060 – com uma população de mais de 1,6 bilhão de habitantes, para depois apresentar decrescimento populacional nas últimas décadas do século. Em 2100 a população da Índia seria de 1,4 bilhão e da China de cerca de 1 bilhão de habitantes.

população total e projeções para Índia e china

O gráfico abaixo, também da Divisão de População da ONU mostra que a Taxa de Fecundidade Total da Índia estava acima de 6 filhos por mulher em meados do século passado e caiu para 2,5 filhos por mulher em 2015. A estimativa é que a TFT ficaria abaixo do nível de reposição por volta de 2030. Se mantendo em cerca de 1,8 filhos por mulher na segunda metade do século XXI.

Segundo a pesquisa National Family Health Survey (NFHS) de 2019-21 a Taxa de Fertilidade Total (TFR) da Índia caiu abaixo de 2,0 pela primeira vez. A TFT segundo a NFHS de 2005-06 foi de 2,7 filhos por mulher e na NFHS de 2,2 filhos por mulher. A transição da fecundidade de 6 filhos para 2 filhos gastou cerca de 60 anos na Índia e menos de 30 anos na China (e cerca de 35 anos no Brasil). De qualquer forma, a queda da fecundidade foi maior do que se previa e a população da Índia pode começar a diminuir antes do meio do atual século. A pandemia da covid-19 teve um efeito na queda da fecundidade, mas o fim da pandemia não deve trazer de volta a TFT para patamares superiores ao nível de reposição.

taxa de fertilidade total (tfr) da Índia

A queda da TFT na Índia é uma boa notícia, pois o país já tem uma densidade demográfica muito alta, além de seríssimos problemas ambientais como a falta de água potável para o consumo humano direto e para a produção de alimentos, a poluição generalizada das águas, do solo e a poluição do ar. A Índia também é grande emissora de gases de efeito estufa, já ultrapassou os EUA em emissões por área e só emite menos do que a China. Com menos pessoas a Índia vai poder investir mais na redução da pobreza, na restauração ambiental e na redução da pegada ecológica total.

José Eustáquio Diniz Alves
Doutor em demografia, link do CV Lattes:
http://lattes.cnpq.br/2003298427606382

Referências

ALVES, JED. População da Índia: bônus demográfico e envelhecimento, Ecodebate, 12/07/2019
https://www.ecodebate.com.br/2019/07/12/populacao-da-india-bonus-demografico-e-envelhecimento-artigo-de-jose-eustaquio-diniz-alves/

ALVES, JED. A Índia deve ultrapassar a população da China até 2024, Ecodebate, 25/01/2019
https://www.ecodebate.com.br/2019/01/25/a-india-deve-ultrapassar-a-populacao-da-china-ate-2024-artigo-de-jose-eustaquio-diniz-alves/

ALVES, JED. Pegada ecológica no mundo, Canadá e Índia: o que fazer?, Ecodebate, 29/07/2016
https://www.ecodebate.com.br/2016/07/29/pegada-ecologica-no-mundo-canada-e-india-o-que-fazer-artigo-de-jose-eustaquio-diniz-alves/

 

in EcoDebate, ISSN 2446-9394, 08/03/2022

 

A manutenção da revista eletrônica EcoDebate é possível graças ao apoio técnico e hospedagem da Porto Fácil.

 

[CC BY-NC-SA 3.0][ O conteúdo da EcoDebate pode ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, à EcoDebate com link e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate, ISSN 2446-9394,

Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta enviar um email para newsletter_ecodebate+subscribe@googlegroups.com . O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Remoção da lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate

Para cancelar a sua inscrição neste grupo, envie um e-mail para newsletter_ecodebate+unsubscribe@googlegroups.com ou ecodebate@ecodebate.com.br. O seu e-mail será removido e você receberá uma mensagem confirmando a remoção. Observe que a remoção é automática mas não é instantânea.

Top