Discurso de energia limpa de gigantes da energia sem ações concretas

 

refinaria

Discurso de energia limpa de gigantes da energia sem ações concretas

Uma análise de 12 anos das empresas BP, Chevron, ExxonMobil e Shell revelou que seus discursos e compromissos relacionados à transição para energia limpa não se alinham com suas ações e investimentos de negócios.

Mei Li, da Universidade de Tohoku, no Japão, e colegas apresentam essas descobertas na revista de acesso aberto PLOS ONE em 16 de fevereiro de 2022.

Por Public Library of Science*

Grandes empresas de petróleo e gás contribuíram significativamente para a mudança climática global por meio das emissões de gases de efeito estufa. Os dados indicam que, para evitar mudanças climáticas perigosas, as emissões líquidas mundiais de dióxido de carbono devem chegar a zero até 2050. Em resposta, algumas empresas de energia expressaram planos de transição de combustíveis fósseis para alternativas limpas, mas pesquisas anteriores sugerem progresso limitado.

Para obter insights mais profundos sobre a atividade de transição de energia limpa, Li e seus colegas conduziram uma análise de quatro gigantes da energia que são responsáveis por mais de 10% das emissões de carbono em todo o mundo desde 1965: BP, Chevron, ExxonMobil e Shell. Para cada empresa, abrangendo os anos de 2009 a 2020, eles avaliaram estratégias de negócios , dados financeiros e palavras-chave relacionadas à transição em relatórios anuais.

A análise revelou que, de 2009 a 2020, os relatórios anuais das empresas continham um discurso crescente relacionado às palavras-chave “clima”, “baixo carbono” e “transição”, especialmente para BP e Shell. As estratégias de negócios mostraram um movimento em direção à descarbonização e modelos de energia limpa, mas esse progresso ocorreu principalmente na forma de promessas em vez de ações concretas. Os dados financeiros indicaram que os modelos de negócios das quatro corporações permanecem dependentes de combustíveis fósseis, com investimentos insignificantes em energia limpa.

Os pesquisadores concluem que nenhuma das quatro empresas está atualmente fazendo a transição de combustíveis fósseis para energia limpa, e que as acusações de mensagens enganosas por parte das empresas parecem bem fundamentadas.

Pesquisas futuras podem ajudar a confirmar essas descobertas e explorar os fatores específicos que estão por trás do descompasso entre o discurso, as ações e os investimentos das empresas.

Os autores acrescentam: “Concluímos, assim, que a transição para modelos de negócios de energia limpa não está ocorrendo, pois a magnitude dos investimentos e ações não condiz com o discurso”.

Referência:

Li M, Trencher G, Asuka J (2022) The clean energy claims of BP, Chevron, ExxonMobil and Shell: A mismatch between discourse, actions and investments. PLoS ONE 17(2): e0263596. https://doi.org/10.1371/journal.pone.0263596

 

Henrique Cortez *, tradução e edição.

 

in EcoDebate, ISSN 2446-9394, 17/02/2022

 

A manutenção da revista eletrônica EcoDebate é possível graças ao apoio técnico e hospedagem da Porto Fácil.

 

[CC BY-NC-SA 3.0][ O conteúdo da EcoDebate pode ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, à EcoDebate com link e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate, ISSN 2446-9394,

Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta enviar um email para newsletter_ecodebate+subscribe@googlegroups.com . O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Remoção da lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate

Para cancelar a sua inscrição neste grupo, envie um e-mail para newsletter_ecodebate+unsubscribe@googlegroups.com ou ecodebate@ecodebate.com.br. O seu e-mail será removido e você receberá uma mensagem confirmando a remoção. Observe que a remoção é automática mas não é instantânea.

Top