Aquecimento do Ártico causa danos nos subtrópicos do leste da Ásia

 

Derretimento do gelo nas ilhas de Severnaya Zemlya
Derretimento do gelo nas ilhas de Severnaya Zemlya (região do Mar de Barents e Laptev). (Imagem: Gabriela Schaepman-Strub, Arctic Century Expedition, 2021)

Aquecimento do Ártico causa danos nos subtrópicos do leste da Ásia

Aquecimento do Ártico causa anomalias de temperatura e danos causados pelo frio a milhares de quilômetros de distância no leste da Ásia

Um estudo internacional realizado por pesquisadores da UZH mostra que o aquecimento do Ártico causa anomalias de temperatura e danos causados pelo frio a milhares de quilômetros de distância no leste da Ásia. Isso, por sua vez, leva à redução do crescimento da vegetação, posterior florescimento, menores colheitas e redução da absorção de CO2 pelas florestas da região.

University of Zurich*

A Suíça teve relativamente pouca neve até agora neste inverno, mas no ano passado foi diferente: trens e bondes pararam de funcionar e galhos de árvores quebraram sob o peso da neve. Durante os últimos dias, a costa leste dos Estados Unidos experimentou fortes nevascas e baixas temperaturas até o sul da Flórida.

Os invernos mais quentes do Ártico agora também estão provocando um clima de inverno extremo desse tipo no leste da Ásia, descobriu uma equipe internacional de pesquisadores da Suíça, Coréia, China, Japão e Reino Unido. Os invernos mais frios do sul reduzem a atividade da vegetação nos subtrópicos perenes e continuam a afetar negativamente os ecossistemas na primavera, por exemplo, devido a galhos quebrados sob fortes nevascas ou folhas danificadas pela geada. O primeiro autor Jin-Soo Kim, do Departamento de Biologia Evolutiva e Estudos Ambientais da Universidade de Zurique, diz: “Os invernos mais frios também reduzem a produtividade agrícola de cereais, frutas, tubérculos e leguminosas”.

Eventos climáticos globalmente conectados

Os cientistas combinaram modelagem do sistema terrestre, dados de satélite e observações locais para o estudo. Eles também analisaram um índice de temperaturas da superfície do mar do Mar de Barents-Kara e descobriram que em anos com temperaturas acima da média do Ártico, as mudanças na circulação atmosférica resultaram em um clima anômalo em todo o leste da Ásia.

Em anos particularmente frios, as condições desfavoráveis afetaram negativamente o crescimento da vegetação e os rendimentos das colheitas e atrasaram a floração. Além disso, os pesquisadores estimaram uma diminuição na capacidade de absorção de carbono na região de 65 megatons de carbono durante o inverno e a primavera (a título de comparação, as emissões de combustíveis fósseis na Suíça são de 8,8 megatons de carbono por ano).

Mudanças climáticas causam danos ecológicos e socioeconômicos

O aquecimento do Ártico causado pelas emissões humanas de gases de efeito estufa está causando danos sociais e econômicos aos seres humanos até os subtrópicos. Gabriela Schaepman-Strub, coautora do estudo, diz: “Este estudo destaca a complexidade dos efeitos das mudanças climáticas. Enquanto observamos um forte aquecimento no sistema ártico, especialmente no Mar de Barents-Kara, descobrimos agora que esse aquecimento afeta ecossistemas a milhares de quilômetros de distância e ao longo de várias semanas por meio de teleconexões climáticas. O aquecimento do Ártico não está apenas ameaçando o urso polar, mas nos afetará de muitas outras maneiras”.

Referência:

Kim, JS., Kug, JS., Jeong, S. et al. Arctic warming-induced cold damage to East Asian terrestrial ecosystems. Commun Earth Environ 3, 16 (2022). https://doi.org/10.1038/s43247-022-00343-7

 

Henrique Cortez *, tradução e edição.

 

in EcoDebate, ISSN 2446-9394, 08/02/2022

 

A manutenção da revista eletrônica EcoDebate é possível graças ao apoio técnico e hospedagem da Porto Fácil.

 

[CC BY-NC-SA 3.0][ O conteúdo da EcoDebate pode ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, à EcoDebate com link e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate, ISSN 2446-9394,

Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta enviar um email para newsletter_ecodebate+subscribe@googlegroups.com . O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Remoção da lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate

Para cancelar a sua inscrição neste grupo, envie um e-mail para newsletter_ecodebate+unsubscribe@googlegroups.com ou ecodebate@ecodebate.com.br. O seu e-mail será removido e você receberá uma mensagem confirmando a remoção. Observe que a remoção é automática mas não é instantânea.

Top