Aumentam as secas no verão na Europa

 

Alerta de incêndios na Europa, do European Forest Fire Information System (EFFIS)
Alerta de incêndios na Europa, do European Forest Fire Information System (EFFIS)

Aumentam as secas no verão na Europa

Europa – Estudo indica um aumento substancial de secas mais curtas de verão que são simultâneas com um aumento na evapotranspiração potencial

Um novo estudo da Universidade Tcheca de Ciências da Vida de Praga (CZU), Faculdade de Ciências Ambientais, descobriu que o aumento de secas no verão na Europa é um fenômeno dinâmico e em desenvolvimento.

Czech University of Life Sciences Prague*

A seca é uma das principais ameaças à segurança alimentar e à produtividade do ecossistema. Nas últimas décadas, a Europa passou por uma série de secas que causaram perdas socioeconômicas e impactos ambientais substanciais. Os cientistas do CZU perguntaram se há características semelhantes nessas secas, especialmente quando comparadas com as que ocorreram ainda mais no passado. Responder a essa pergunta é impossível com as abordagens tradicionais de índice único, e a pesquisa também sofre com registros de curto prazo e muitas vezes espacialmente inconsistentes.

Os cientistas usaram um algoritmo de agrupamento multidimensional baseado em aprendizado de máquina e a reconstrução hidrológica da seca europeia . Eles determinaram os tipos de seca dominantes e investigaram as mudanças na tipologia de seca. Eles relatam um aumento substancial de secas mais curtas de verão que são simultâneas com um aumento na evapotranspiração potencial. Se essas mudanças persistirem, “então precisaremos de novas políticas de gestão adaptativa da água e, no longo prazo, podemos observar alterações consideráveis CO2 nos regimes de vegetação e funcionamento do ecossistema”, disse o pesquisador principal, Dr. Yannis Markonis.

Os pesquisadores acrescentam que o aumento das secas no verão na Europa é um fenômeno dinâmico e em desenvolvimento. Já afetou o funcionamento do ecossistema e o crescimento econômico. Uma questão que ainda precisa ser respondida é se esse tipo de evento de seca vai persistir e se tornar uma característica comum do hidroclima europeu. As tendências atuais nas variáveis CO2 hidrológicas derivadas da análise dos cientistas apoiam que isso deve ocorrer antecipadamente. Nesse caso, as secas aumentarão ainda mais a demanda de água para a agricultura, afetarão a vegetação e aumentarão a probabilidade de grandes incêndios florestais.

Mas a complexidade do fenômeno da seca não deve ser subestimada nem amplificada. A modelagem hidrológica de longo prazo, juntamente com a classificação baseada em dados, fornece uma estrutura promissora que vem com certas limitações e suposições. Apesar das restrições, o padrão emergente apresentado em seu estudo é um primeiro passo crucial para entender como a seca mudou nas últimas décadas e para estabelecer novas políticas de gestão adaptativa da água para mitigar os riscos de futuros desastres hidroclimáticos.

O estudo, “The rise of compound warm-season droughts in Europe“, foi publicado na Science Advances .

Referência:

The rise of compound warm-season droughts in Europe
Yannis Markonis, Rohini Kumar, Martin Hanel, Oldrich Rakovec, Petr Máca, Amir AghaKouchak
Science Advances 03 Feb 2021: Vol. 7, no. 6, eabb9668
DOI: https://doi.org/10.1126/sciadv.abb9668

 

Henrique Cortez *, tradução e edição

 

in EcoDebate, ISSN 2446-9394, 12/08/2021

 

A manutenção da revista eletrônica EcoDebate é possível graças ao apoio técnico e hospedagem da Porto Fácil.

 

[CC BY-NC-SA 3.0][ O conteúdo da EcoDebate pode ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, à EcoDebate com link e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate, ISSN 2446-9394,

Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta enviar um email para newsletter_ecodebate+subscribe@googlegroups.com . O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Remoção da lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate

Para cancelar a sua inscrição neste grupo, envie um e-mail para newsletter_ecodebate+unsubscribe@googlegroups.com ou ecodebate@ecodebate.com.br. O seu e-mail será removido e você receberá uma mensagem confirmando a remoção. Observe que a remoção é automática mas não é instantânea.

Top