Estudo descobre que taxa de reinfecção de COVID-19 é inferior a 1% para pessoas com doença grave

 

Covid19

Estudo descobre que taxa de reinfecção de COVID-19 é inferior a 1% para pessoas com doença grave

Uma revisão de mais de 9.000 pacientes norte-americanos com infecção grave por COVID-19 mostrou que menos de 1% contraíram a doença novamente, com um tempo médio de reinfecção de 3,5 meses após um teste inicial positivo.

Essas são as conclusões de um estudo conduzido por pesquisadores da Escola de Medicina da Universidade de Missouri e da MU Health Care .

Os pesquisadores se uniram ao MU Institute for Data Science and Informatics e ao Tiger Institute for Health Innovation para revisar os dados de 62 instalações de saúde nos Estados Unidos. Eles descobriram que 63 dos 9.119 pacientes (0,7%) com infecção grave por COVID-19 contraíram o vírus uma segunda vez, com um período médio de reinfecção de 116 dias. Dos 63 que foram reinfectados, dois (3,2%) morreram. Os pacientes classificados como não brancos tinham maior risco de reinfecção do que os pacientes brancos.

“Nossa análise também descobriu que a asma e a dependência da nicotina estavam associadas à reinfecção”, disse o pesquisador principal Adnan I. Qureshi, MD , professor de neurologia clínica na Escola de Medicina MU. “No entanto, houve uma taxa significativamente menor de pneumonia, insuficiência cardíaca e lesão renal aguda observada com a reinfecção em comparação com a infecção primária.”

Qureshi definiu a reinfecção por dois testes positivos separados por um intervalo superior a 90 dias após a resolução da infecção inicial, conforme confirmado por dois ou mais testes negativos consecutivos. Ele analisou dados de pacientes que receberam testes seriados entre dezembro de 2019 e novembro de 2020.

“Este é um dos maiores estudos desse tipo nos Estados Unidos, e a mensagem importante aqui é que a reinfecção de COVID-19 após um caso inicial é possível, e a duração da imunidade que uma infecção inicial fornece não está completamente clara,” Qureshi disse.

Além de Qureshi, os autores do estudo incluem colaboradores da Faculdade de Medicina da MU, Iryna Lobanova, MD, especialista em pesquisa do Departamento de Neurologia; S. Hasan Naqvi, MD , professor associado de medicina clínica; William Baskett, estudante de graduação; Wei Huang, estudante de graduação; e Chi-Ren Shyu, PhD, Diretor, MU Institute for Data Science e professor de Informática, Engenharia Elétrica e Ciência da Computação.

Seu estudo, “Re-infection with SARS-CoV-2 in Patients Undergoing Serial Laboratory Testing”, foi publicado recentemente na revista Clinical Infectious Diseases. O apoio para este estudo foi fornecido pelo National Institutes of Health. Os autores do estudo declaram não ter conflitos de interesse relacionados a este estudo e que o conteúdo não representa necessariamente a opinião oficial do National Institutes of Health.

Referência:

Adnan I Qureshi, MD, William I Baskett, BS, Wei Huang, MA, Iryna Lobanova, MD, PhD, S Hasan Naqvi, MD, Chi-Ren Shyu, PhD, Re-infection with SARS-CoV-2 in Patients Undergoing Serial Laboratory Testing, Clinical Infectious Diseases, 2021;, ciab345, https://doi.org/10.1093/cid/ciab345

 

Henrique Cortez, tradução e edição, a partir de original da University of Missouri School of Medicine

in EcoDebate, ISSN 2446-9394, 15/06/2021

 

A manutenção da revista eletrônica EcoDebate é possível graças ao apoio técnico e hospedagem da Porto Fácil.

 

[CC BY-NC-SA 3.0][ O conteúdo da EcoDebate pode ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, à EcoDebate com link e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate, ISSN 2446-9394,

Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta enviar um email para newsletter_ecodebate+subscribe@googlegroups.com . O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Remoção da lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate

Para cancelar a sua inscrição neste grupo, envie um e-mail para newsletter_ecodebate+unsubscribe@googlegroups.com ou ecodebate@ecodebate.com.br. O seu e-mail será removido e você receberá uma mensagem confirmando a remoção. Observe que a remoção é automática mas não é instantânea.

Top