Setor solar no Brasil terá média de 327 empregos criados por dia em 2020

Por: Ruy Fontes – Agência #movidos

instalação de telhado solar

Oportunidades estarão espalhadas por todo o país e impulsionadas pelo crescimento das instalações em telhados brasileiros.

Segundo estimativa da Absolar (Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica), o setor solar brasileiro irá criar mais de 120.000 postos de trabalho em todo o país em 2020.

Dividido no ano, esse número resulta em uma média aproximada de 327 vagas de emprego em energia solar a cada dia no Brasil.

A maior parte dos empregos estará nas instalações residenciais e comerciais do segmento de geração distribuída (GD), que em 2019 cresceram mais de 222% em relação a 2018.

Com 2 Gigawatts (GW) de capacidade instalada ao final de 2019, a Absolar projeta um crescimento de 170% do segmento para 2020, fechando o ano com cerca de 5,4 GW.

A porta de entrada para os profissionais que buscam ingressar nesse setor é a realização de cursos e treinamentos em fotovoltaica, com opção também de curso de energia solar online.

Essa capacitação técnica na tecnologia é fundamental para assegurar a qualidade e segurança dos sistemas, que duram mais de 25 anos quando bem instalados.

A longa vida útil da tecnologia e a economia de até 95% que oferece nas contas de luz dos consumidores são alguns dos motivos que puxam o crescimento das instalações no Brasil.

Com um marco regulatório favorável, os micro e minigeradores solares ainda ganharam um impulso extra nos últimos anos com a oferta de linhas de financiamento em energia solar.

Da mesma forma, esse crescimento do mercado também impulsiona o número de empresas para a venda e instalação dos sistemas, um nicho de alto potencial para empreendedores e que já conta com diversos modelos de franquia fotovoltaica.

Iniciado em 2012 com as regras da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica), o segmento de Geração Distribuída atingiu uma capacidade instalada de 2 GW ao final de 2019.

Isso demandou um total de R$8,4 bilhões de investimentos no país em micro e minigeradores solares, segundo o levantamento feito pela Absolar.

Para este ano, o órgão estima que serão mais de R$19,7 bilhões atraídos por todo o setor, sendo mais de 83% desses somente pelos projetos instalados em casas e empresas.

No total, o Brasil registra mais de 15 mil empresas em todo o setor solar e empregou 15.600 trabalhadores em 2018, segundo dados da IRENA (Agência Internacional para as Energias Renováveis).

 

in EcoDebate, ISSN 2446-9394, 25/03/2020

[cite]

 

[CC BY-NC-SA 3.0][ O conteúdo da EcoDebate pode ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, à EcoDebate com link e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate, ISSN 2446-9394,

Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta enviar um email para newsletter_ecodebate+subscribe@googlegroups.com . O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Remoção da lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate

Para cancelar a sua inscrição neste grupo, envie um e-mail para newsletter_ecodebate+unsubscribe@googlegroups.com ou ecodebate@ecodebate.com.br. O seu e-mail será removido e você receberá uma mensagem confirmando a remoção. Observe que a remoção é automática mas não é instantânea.

Top