COP25: Número recorde de investidores pede mais ambição climática dos governos em Madri

COP25

Grupo reúne número recorde de investidores, com ativos com valor acima de US$ 37 trilhões, para pedir aos governos que abandonem o carvão, precifiquem o carbono, acabem com os subsídios aos combustíveis fósseis e fortaleçam as contribuições nacionalmente determinadas (NDC) para o Acordo de Paris.

Uma declaração de 631 investidores internacionais, que administram mais de US$ 37 trilhões em ativos, pede aos governos que intensifiquem os esforços para enfrentar a crise climática global e alcançar os objetivos do Acordo de Paris. Apresentada hoje durante a Conferência do Clima de Madri (COP 25), a “Declaração de Investidores Globais aos Governos sobre Mudança Climática” insta os governos a eliminar gradualmente a energia térmica do carvão, precificar as emissões de carbono, acabar com os subsídios aos combustíveis fósseis e atualizar e fortalecer as contribuições nacionalmente determinadas (NDC) para cumprir as metas do Acordo de Paris.

A mudança global para a energia limpa já está em andamento, mas muito precisa ser feito pelos governos para acelerar a transição para o baixo carbono e melhorar a resiliência de nossa economia, sociedade e sistema financeiro aos riscos climáticos”, diz a declaração. Os signatários advertem que os atuais compromissos governamentais deixam uma “lacuna de ambição” que não impedirá que a temperatura média global suba além do limite de 1,5oC, algo que a ciência alerta que poderia desencadear efeitos catastróficos e irreversíveis no clima global.

O apelo dos investidores à ação foi sublinhado pelo Secretário-Geral das Nações Unidas, António Guterres, em sua declaração aos chefes de estado e de governo na abertura da COP 25. “Vejo a comunidade empresarial e a comunidade financeira muito ativas. Recebemos (…) uma carta dos líderes das entidades de gestão de ativos (…) pedindo aos líderes políticos que melhorem a ação climática, acabem com os subsídios aos combustíveis fósseis e coloquem um preço no carbono”, disse Guterres (texto aqui).

A assinatura da Declaração de Investidores Globais aos Governos sobre Mudança Climática é um exemplo de ação de policy advocacy da The Investor Agenda, lançada em 2018 por sete parceiros fundadores – Asia Investor Group on Climate Change, CDP; Ceres, Investor Group on Climate Change, Institutional Investors Group on Climate Change, Principles for Responsible Investment e UNEP Finance Initiative. A The Investor Agenda é uma iniciativa colaborativa que visa acelerar e ampliar as ações dos investidores em todo o mundo, que são fundamentais para enfrentar a mudança do clima e alcançar as metas do Acordo de Paris com o objetivo de manter o aumento da temperatura média global em não mais do que 1,5oC. Ela proporciona aos investidores um conjunto de ações em quatro áreas principais: investimento, engajamento corporativo, divulgação de informações aos investidores, e policy advocacy.

Investidores com US$ 37 trilhões em ativos sob gestão, exigindo que os líderes políticos atuem com rapidez e ousadia na crise climática, é algo extraordinário”, observou Mindy Lubber, CEO e presidente da Ceres. “Com a imensa influência que esses investidores possuem sobre nossa economia, os líderes políticos devem responder a esse chamado coletivo à ação com a urgência e a ambição necessárias para impulsionar uma economia de emissões líquidas zero”, concluiu.

Os investidores estão cientes de que os governos deveriam ser muito mais ambiciosos na abordagem da mudança climática”, disse Stephanie Pfeifer, CEO do Institutional Investors Group on Climate Change (IIGCC). “A ciência mostra que precisamos alcançar a neutralidade climática até 2050, no mais tardar. Várias economias já estabeleceram metas de emissões líquidas zero e outros países devem agora seguir seu exemplo”.

Como os investidores na Ásia e em todas as regiões estão cada vez mais buscando alocar seu capital em investimentos de baixo carbono, eles estão pedindo aos governos e formuladores de políticas que desbloqueiem as barreiras para permitir a transição necessária para economias de carbono líquido zero”, disse Rebecca Mikula-Wright, diretora do Asia Investor Group on Climate Change (AIGCC). “The Investor Agenda tem um papel fundamental a desempenhar como uma plataforma para apoiar os investidores a liderar a ambição e catalisar o investimento sustentável, enquanto promove o engajamento em todas as regiões e jurisdições”.

Para a diretora-executiva do Investor Group on Climate Change (IGCC), Emma Herd, “os investidores globais não poderiam ser mais claros: os governos devem intensificar e concretizar a ambição política necessária para gerir os custos da mudança do clima. Sem objetivos climáticos ambiciosos, apoiados por uma política de investimento, as mudanças do clima continuarão sendo um risco financeiro crescente”.

The Investor Agenda constitui um fórum mundial sem precedentes para os investidores acelerarem a ação em matéria de mudança do clima e impulsionarem a transformação dos mercados de capital, a fim de criar uma economia de baixo carbono compatível com a meta de 1,5oC”, aponta Paul Simpson, CEO da CDP. “Para isso, os investidores precisam tomar medidas adicionais por conta própria, mas também precisam de incentivos mais fortes dos governos”.

Ambição e ação significativa dos governos, empresas e setor financeiro são imperativos para frear a atual trajetória do aquecimento global. Esses grupos devem agir agora para conter a emergência climática que o mundo enfrenta, alcançando os objetivos do Acordo de Paris e sua meta de aquecimento em 1,5oC”, disse Fiona Reynolds, CEO da Principles for Responsible Investment.

Há uma urgência crescente para que os investidores e corporações ajam de acordo com os objetivos do Acordo de Paris. Hoje, a temperatura média global já subiu um grau centígrado com relação aos níveis pré-industriais”, disse Eric Usher, chefe da UNEP Finance Initiative. “Para manter o aumento da temperatura dentro da meta de 1,5oC, a liderança de dentro da comunidade de investidores será fundamental. The Investor Agenda é uma plataforma crítica para apoiar os investidores em suas ações individuais”.

Quase 1,2 mil investidores tomaram medidas em uma ou mais áreas de foco da The Investor Agenda desde 2018, de acordo com o relatório anual de progresso do projeto publicado em setembro passado. Mais de 750 investidores se envolveram ou influenciaram diretamente as empresas para agir sobre mudança do clima, e mais de 400 intensificaram sua própria divulgação de informações sobre clima, sendo que 260 deles estabeleceram metas climáticas para seus investimentos.

Fonte: AViV

 

in EcoDebate, ISSN 2446-9394, 10/12/2019

COP25: Número recorde de investidores pede mais ambição climática dos governos em Madri, in EcoDebate, ISSN 2446-9394, 10/12/2019, https://www.ecodebate.com.br/2019/12/10/cop25-numero-recorde-de-investidores-pede-mais-ambicao-climatica-dos-governos-em-madri/.

 

PUBLICIDADE / CONTEÚDO RELACIONADO



 

[CC BY-NC-SA 3.0][ O conteúdo da EcoDebate pode ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, à EcoDebate e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate, ISSN 2446-9394,

Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta enviar um email para newsletter_ecodebate+subscribe@googlegroups.com . O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Remoção da lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate

Para cancelar a sua inscrição neste grupo, envie um e-mail para newsletter_ecodebate+unsubscribe@googlegroups.com ou ecodebate@ecodebate.com.br. O seu e-mail será removido e você receberá uma mensagem confirmando a remoção. Observe que a remoção é automática mas não é instantânea.

Top