Energia solar não é coisa de rico por um único motivo

Por: Michelle Martins – Agência #movidos

economia com a energia solar

Há quem diga que ter energia solar em casa ou empresa aqui no Brasil é só para rico.

Bom, vamos pensar nisso?

A tecnologia que transforma o sol em eletricidade e torna a conta de luz dos brasileiros 95% mais barata ganhou independência há pouco mais de 7 anos.

Foi a partir da Resolução 482 de 2012 que, finalmente, foi regulamentado no Brasil que os consumidores pudessem produzir sua própria energia elétrica a partir de fontes renováveis.

Desde então, foi uma verdadeira revolução em números, expectativas e superação das projeções ano a ano no setor.

Pra você ter uma ideia, de 2016 até março de 2019 a instalação de placas fotovoltaicas no Brasil saltou de 7 mil para 75 mil, segundo a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Será que é tão difícil assim adquirir um sistema solar? Vejamos se essa fama faz sentido!

Financiamento de sistema de energia solar

Segundo os dados do último estudo da Greener, o mercado fotovoltaico de geração distribuída apresentou uma redução de 16% no custo da mão de obra para instalação.

Com equipamentos mais acessíveis e mais facilidades de aquisição de um sistema solar, o cenário atual é propício para garantir a sua própria geração de energia elétrica.

Como esse salto no número de sistemas instalados continua sendo surpreendente?

Linhas de financiamento.

A maioria dos bancos no Brasil já oferecem financiamento para energia solar específicos para PF e PJ.

E foi assim que milhares de brasileiros deixaram de pagar contas de energia que só aumentavam.

Também é assim para os bens de consumo como carros, equipamentos, reformas etc.

E te perguntamos: quem compra um carro também é rico?

E que sejamos justos, tem muitos carros mais caros por aí do que um belo telhado solar funcionando na sua casa.

E as linhas financiam até 100% do custo com equipamentos, instalação e mão de obra.

Retorno do Investimento em menos de 5 anos

Melhor ainda é saber que seu investimento vai se pagar em menos de 5 anos e sua conta de energia elétrica vai continuar 95% mais barata por mais de 25 anos!

Para esse cálculo também é considerada a tarifa aplicada de cada distribuidora.

Segundo a Empresa de Energia COMERC, o índice leva em consideração os seguintes critérios:

Os valores vigentes das tarifas residenciais;

O payback considera valores médios de investimentos e o custo evitado com o sistema fotovoltaico para cada concessionária;

A geração de energia do sistema considera condições ideais de instalação, tais como inclinação, orientação e ausência de sombreamento.

E nem precisa ser rico para enxergar o quanto a energia solar vai dar retorno para seu bolso.

Valorização do Imóvel E Baixa Manutenção do Painéis Solares

O futuro é o consumo de energias renováveis e que preservem o meio ambiente.

Se a tua casa é sustentável e ainda garante a geração da própria energia, imagina quanto ela pode valer no mercado?

Especialmente com a tendência das tarifas energéticas que só aumentam e das fontes não renováveis que só diminuem.

Você terá um imóvel mais bem avaliado e com painéis solares de baixíssima manutenção.

O máximo que você vai precisar fazer é lavar os módulos a cada 6 meses se ficarem muito sujos.

Isso geralmente quando a chuva não se encarrega da limpeza, como em casos de dejetos de pássaros e poluição.

Tudo se resolve com um jato d’água ou vassouras de cerdas macias.

Quer saber mais detalhes e quais bancos oferecem essa facilidade? Só conferir as 9 melhores linhas de financiamento de energia solar para você obter o melhor retorno financeiro.

 

in EcoDebate, ISSN 2446-9394, 06/11/2019

Energia solar não é coisa de rico por um único motivo, in EcoDebate, ISSN 2446-9394, 6/11/2019, https://www.ecodebate.com.br/2019/11/06/energia-solar-nao-e-coisa-de-rico-por-um-unico-motivo/.

 

[CC BY-NC-SA 3.0][ O conteúdo da EcoDebate pode ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, à EcoDebate e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate, ISSN 2446-9394,

Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta enviar um email para newsletter_ecodebate+subscribe@googlegroups.com . O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Remoção da lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate

Para cancelar a sua inscrição neste grupo, envie um e-mail para newsletter_ecodebate+unsubscribe@googlegroups.com ou ecodebate@ecodebate.com.br. O seu e-mail será removido e você receberá uma mensagem confirmando a remoção. Observe que a remoção é automática mas não é instantânea.

Deixe uma resposta

Top