Grandes e pequenas usinas solares no Brasil geram mais de 3,4 Gigawatts

MAPA MOSTRA A PRODUÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA POR MEIO DE TECNOLOGIA SOLAR FOTOVOLTAICA
Mapa mostra a produção de energia elétrica por meio de tecnologia solar fotovoltaica. Fonte: https://www.labgis.uerj.br

Por: Ruy Fontes – Agência #movidos

A capacidade instalada da energia solar no Brasil já ultrapassou 3,4 Gigawatts (GW), somando os projetos de grandes usinas e os micro / minigeradores distribuídos em todo o país.

Segundo os dados da ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica), são 2,26GW em geração centralizada e 1,19 GW no segmento distribuído, totalizando cerca de 3,45 GW de energia gerados pelo sol brasileiro.

O total é superior ao projetado em janeiro pela Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR), quando estimou 3,3 GW para o Brasil em 2019.

Na época, o país registrava uma capacidade instalada total de 2,29 GW de placas solares, sendo 1,79 nas usinas e 501,9 Megawatts (MW) em telhados.

Entre os segmentos, a geração distribuída foi o de maior crescimento, cerca de 137% a mais, enquanto a centralizada cresceu aproximados 26,2%.

No segmento centralizado, a energia solar ultrapassou as usinas nucleares como a 7ª maior fonte da matriz elétrica brasileira em março deste ano.

Mas, é pelo interesse dos brasileiros em gerar a sua própria energia que a tecnologia mais cresce, sendo a escolha de 99% dos consumidores com GD.

Hoje, das 111.356 conexões registradas no segmento, 111.033 são provenientes da energia solar e dos sistemas fotovoltaicos.

Através de placas solares instaladas nos telhados, milhares de casas, empresas, agronegócios e demais estabelecimentos conseguem uma redução de até 95% na conta de luz.

Com essa popularização, a tecnologia apresenta quedas consecutivas em seus custos, sendo mais de 70% nos últimos 10 anos.

As linhas de financiamento para energia solar, que já são mais de 70 em todo o país, também ajudam quem deseja gerar sua energia, mas não possui capital para o investimento inicial.

E, quanto maior o crescimento, maiores os investimentos, sendo estimados cerca de R$3 bilhões ao país em 2019 somente pela GD, segundo projeções da ABSOLAR.

Somada aos projetos centralizados, a expansão da energia solar no Brasil em 2019 deve trazer aproximadamente R$5,2 bilhões em investimentos ao país.

 

in EcoDebate, ISSN 2446-9394, 26/09/2019

Grandes e pequenas usinas solares no Brasil geram mais de 3,4 Gigawatts, in EcoDebate, ISSN 2446-9394, 27/09/2019, https://www.ecodebate.com.br/2019/09/27/grandes-e-pequenas-usinas-solares-no-brasil-geram-mais-de-34-gigawatts/.

 

[CC BY-NC-SA 3.0][ O conteúdo da EcoDebate pode ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, à EcoDebate e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate, ISSN 2446-9394,

Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta enviar um email para newsletter_ecodebate+subscribe@googlegroups.com . O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Remoção da lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate

Para cancelar a sua inscrição neste grupo, envie um e-mail para newsletter_ecodebate+unsubscribe@googlegroups.com ou ecodebate@ecodebate.com.br. O seu e-mail será removido e você receberá uma mensagem confirmando a remoção. Observe que a remoção é automática mas não é instantânea.

Top