EcoDebate: Índice da edição nº 3.278, de 05/09/2019

  Revista eletrônica EcoDebate, ISSN 2446-9394   Ecologia dos Saberes segundo Boaventura Santos, Parte 2/4, artigo de Roberto Naime A taxação de carbono sozinha dificilmente ajudará a alcançar as metas climáticas MPF recomenda correção da licença de operação da usina de Belo Monte para preservar a vida na Volta Grande do Xingu (PA) Construção da usina de Belo Monte descumpriu promessa de levar desenvolvimento sustentável à região amazônica Propriedades privadas na Amazônia registraram maior número de focos

Ecologia dos Saberes segundo Boaventura Santos, Parte 2/4, artigo de Roberto Naime

    [EcoDebate] SANTOS (2007) assinala que a permanência das linhas abissais globais ao longo de todo o período moderno não significa que elas tenham se mantido fixas, já que historicamente sofreram deslocamentos. No entanto, em cada momento histórico elas são fixas e sua posição é fortemente vigiada e preservada, assim como sucedia com as "linhas de amizade". Estas linhas sofreram grandes abalos. Com as lutas anticoloniais e os processos de independência das

A taxação de carbono sozinha dificilmente ajudará a alcançar as metas climáticas

  Pesquisadores mostram que apenas os impostos sobre o carbono não podem reduzir as emissões o suficiente para atingir as metas do Acordo de Paris. Por Hayley Dunning* ** O Acordo de Paris, assinado em 2015, exige que as nações limitem coletivamente o aquecimento global a 2 ° C até 2100 e busquem esforços para limitar o aumento da temperatura ainda mais a 1,5 ° C. No entanto, um novo estudo realizado por pesquisadores

MPF recomenda correção da licença de operação da usina de Belo Monte para preservar a vida na Volta Grande do Xingu (PA)

  Belo Monte: Técnicos do Ibama nunca atestaram viabilidade do desvio de água feito pela usina no trecho de 100 km do rio onde vivem comunidades indígenas e ribeirinhas. Cientistas apontam grave risco     O Ministério Público Federal (MPF) enviou recomendação ao Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama) para que seja realizada uma retificação na licença de operação da usina de Belo Monte, para assegurar a continuidade da vida na região conhecida como

Construção da usina de Belo Monte descumpriu promessa de levar desenvolvimento sustentável à região amazônica

    Construção da usina de Belo Monte contribuiu para o aumento do custo de vida e da energia elétrica para a população de Altamira, no Pará, além de agravar problemas nos sistemas de habitação e de água e saneamento, aponta estudo apoiado pela FAPESP Elton Alisson  |  Agência FAPESP – Em um intervalo de pouco mais de 40 anos, Altamira, no sudoeste do Pará, foi cenário de duas grandes obras de infraestrutura.

Propriedades privadas na Amazônia registraram maior número de focos de fogo em 2019, segundo análise do IPAM

    Queimadas na Amazônia - Grilagem em florestas públicas não destinadas gerou 20% dos casos e segundo maior crescimento em relação aos oito anos anteriores, mostra nova análise do IPAM As propriedades privadas responderam por 33% dos focos de calor registrados na Amazônia até agora. Em segundo lugar, vieram as áreas sem destinação fundiária específica, que somam 30% dos focos de calor – 20% apenas em florestas públicas não destinadas, um forte

NASA mapeia monóxido de carbono associado a incêndios na região amazônica do Brasil

    Por Tony Greicius, NASA / JPL-Caltech* Novos dados do instrumento Atmosphere Infrared Sounder (AIRS) da NASA, a bordo do satélite Aqua, mostram, na alta atmosfera, o movimento de monóxido de carbono associado a incêndios na região amazônica do Brasil. Esta série cronológica mapeia o monóxido de carbono a uma altitude de 5.500 metros de 18 a 22 de agosto de 2019. À medida que a série avança, a pluma de monóxido de

Como funciona o processo de liberação dos agrotóxicos no Brasil

  Por Katia Machado - EPSJV/Fiocruz No dia 18 de julho, marco dos 200 dias do governo do presidente Jair Bolsonaro, o país já havia liberado mais agrotóxicos do que a União Europeia em um período de oito anos. Segundo o Ministério da Agricultura, Pecuá-ria e Abastecimento (MAPA), responsável pelo registro dos pesticidas, até aquele momento, 262 produtos receberam sinal verde para uso nas lavouras brasileiras. O número supera o total dos

Top