Os caminhos no século XXI do desenvolvimento sustentável, por Andréia de Bem Machado e Lauro Charlet Pereira

 

Os caminhos no século XXI do desenvolvimento sustentável

Andréia de Bem Machado1

Lauro Charlet Pereira2

 [EcoDebate] O Relatório Brundtland, no documento intitulado ”Nosso Futuro Comum”, definiu desenvolvimento sustentável como aquele que atende as necessidades do presente sem comprometer as demandas das gerações futuras.

Entretanto, os termos sustentável, sustentabilidade e desenvolvimento sustentável, são conceitos diferentes dentro da literatura acadêmica. Para Prugh e Assadourian (2003), o conceito de sustentabilidade se relaciona com duradouro, por ser flexível e aberto à interpretações.

Já nas interpretações e reflexões de Barter e Russell (2012), o conceito de desenvolvimento sustentável não pretende referir-se apenas a salvar a natureza, mas também à internalização de estratégias, acrescentando, assim, novos recursos para consentir o crescimento econômico e a prosperidade compartilhada por todos. A conceitualização do desenvolvimento sustentável, faz referência a um desenvolvimento de processos e práticas que envolve ação e tem como objetivo a melhoria da qualidade de vida humana no planeta. A ONU, adotou uma nova agenda de desenvolvimento sustentável. Nessa agenda há 17 objetivos, que listamos a seguir:

Objetivo 1: Acabar com a pobreza em todas as suas formas, em todos os lugares.

Objetivo 2: Acabar com a fome, alcançar a segurança alimentar e melhoria da nutrição, e promover a agricultura sustentável.

Objetivo 3: Assegurar uma vida saudável e promover o bem-estar para todos, em todas as idades.

Objetivo 4: Assegurar a educação inclusiva, equitativa e de qualidade, e promover oportunidades de aprendizagem ao longo da vida para todos.

Objetivo 5: Alcançar a igualdade de gênero e empoderar todas as mulheres e meninas.

Objetivo 6: Assegurar a disponibilidade e gestão sustentável da água, e saneamento para todos.

Objetivo 7: Assegurar o acesso confiável, sustentável, moderno e a preço acessível à energia para todos.

Objetivo 8: Promover o crescimento econômico inclusivo e sustentável, emprego pleno e produtivo, e trabalho decente para todos.

Objetivo 9: Construir infraestruturas resilientes, promover a industrialização inclusiva e sustentável, e fomentar a inovação.

Objetivo 10: Reduzir a desigualdade dentro dos países e entre eles.

Objetivo 11. Tornar as cidades e os assentamentos humanos inclusivos, seguros, resilientes e sustentáveis.

Objetivo 12. Assegurar padrões de produção e de consumo sustentáveis.

Objetivo 13. Tomar medidas urgentes para combater a mudança climática e seus impactos.

Objetivo 14. Conservação e uso sustentável dos oceanos, dos mares e dos recursos marinhos para o desenvolvimento sustentável.

Objetivo 15. Proteger, recuperar e promover o uso sustentável dos ecossistemas terrestres, gerir de forma sustentável as florestas, combater a desertificação, deter e reverter a degradação da terra e deter a perda de biodiversidade.

Objetivo 16. Promover sociedades pacíficas e inclusivas para o desenvolvimento sustentável, proporcionar o acesso à justiça para todos e construir instituições eficazes, responsáveis e inclusivas em todos os níveis.

Objetivo 17. Fortalecer os meios de implementação e revitalizar a parceria global para o desenvolvimento sustentável, objetivos esses ilustrados na Figura 1.

 

Figura 1: Objetivos do desenvolvimento sustentável

ods
Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS)

Fonte: http://nacoesunidas.org/conheca-os-novos-17-objetivos-de-desenvolvimento-sustentavel-da-onu/

Assim podemos concluir com os objetivos propostos nessa agenda que o termo desenvolvimento sustentável, está agregado/associado ao termo ação ou ato de agir, explicitando que a sobrevivência da raça humana não pode ser terceirizada, ou seja, as atitudes estratégi­cas que auxiliam nesta sobrevivência devem partir da própria humanidade.

Complementarmente, pode-se também destacar que o desenvolvimento sustentável são práticas ecológicas implementadas pela população, que visam integrar a economia, sociedade e meio ambiente, resultando na manutenção dos ecossistemas, bem-estar social e melhoria da qualidade de vida.

Referências

BARTER, N.; RUSSELL, S. Sustainable Development: 1987 to 2012 – Don’t Be Naive, it’s not about the Environment. In: 11TH AUSTRALASIAN CONFERENCE ON SOCIAL AND ENVIRONMENTAL ACCOUNTING

PRUGH, T.; ASSADOURIAN, E. What is sustainability, anyway? World Watch, v. 16, n. 5, p. 10-21, 2003.

1 Pedagoga. Pesquisadora no grupo de pesquisa via do conhecimento UFSC. Doutora em Engenharia e Gestão do Conhecimento. Avaliadora do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (BASis) Professora no Curso de Engenharia de Produção na UNIASSELVI. Av. Getúlio Vargas, 63 – Centro 2, Brusque – SC, 88353-900. E-mail: andreiadebem@gmail.com

2 Engenheiro Agrônomo. Doutor em Planejamento e Desenvolvimento Rural Sustentável, Pesquisador da Embrapa Meio Ambiente. Rod. SP 340, Km 127,5. Caixa Postal 69. Tanquinho Velho, Jaguariúna/SP. 13.820-000. E-mail: lauro.pereira@embrapa.br

 

in EcoDebate, ISSN 2446-9394, 14/08/2019

Os caminhos no século XXI do desenvolvimento sustentável, por Andréia de Bem Machado e Lauro Charlet Pereira, in EcoDebate, ISSN 2446-9394, 14/08/2019, https://www.ecodebate.com.br/2019/08/14/os-caminhos-no-seculo-xxi-do-desenvolvimento-sustentavel-por-andreia-de-bem-machado-e-lauro-charlet-pereira/.

 

PUBLICIDADE / CONTEÚDO RELACIONADO



 

[CC BY-NC-SA 3.0][ O conteúdo da EcoDebate pode ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, à EcoDebate e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate, ISSN 2446-9394,

Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta enviar um email para newsletter_ecodebate+subscribe@googlegroups.com . O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Remoção da lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate

Para cancelar a sua inscrição neste grupo, envie um e-mail para newsletter_ecodebate+unsubscribe@googlegroups.com ou ecodebate@ecodebate.com.br. O seu e-mail será removido e você receberá uma mensagem confirmando a remoção. Observe que a remoção é automática mas não é instantânea.

Um comentário em “Os caminhos no século XXI do desenvolvimento sustentável, por Andréia de Bem Machado e Lauro Charlet Pereira

  1. A MELHOR FORMA DE DIZER NADA É FICAR CALADO.
    Todos os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Organização das Nações Unidas (ONU) se opõem aos interesses capitalistas, portanto, são inexequíveis dentro desse regime; são apenas um discurso vazio.

Deixe uma resposta

Top