As novas opções laborais do mundo tecnológico

Todos os millennials já ouviram, pelo menos uma vez, os mais velhos reclamar do mundo digital. Expressões como “largue esse computador, ou não irá a lado nenhum” ou “se continuam a pôr máquinas, não haverá empregos” fazem parte da memória de todos nós.

Contrariando essa ideia, no entanto, a verdade é que, à medida que o mundo se torna mais tecnológico e que as lógicas da economia se tornam mais desafiantes, é o próprio mundo digital que começa a criar oportunidades para que as pessoas possam obter rendimentos melhores e ter uma vida mais estável e promissora.

A evolução da tecnologia, nos dias de hoje, é muito rápida e, além dos grandes engenheiros informáticos e criadores digitais, um grande grupo de pessoas começa a encontrar, nos computadores e na Internet, alternativas para os trabalhos mais tradicionais e também formas de equilibrar o rendimento, conquistando um extra.

Seja em trabalhos de tempo inteiro, como um biscate além do trabalho regular ou mesmo enquanto empresárias, a verdade é que as pessoas começam a encontrar, aqui, a solução para conseguirem viver, mesmo quando as crises econômicas e a falta de emprego ameaçam corromper as finanças familiares.

A grande diversidade de opções oferecidas pelo mundo digital e pelas novas tecnologias faz com que pessoas com diversas formações e proveniências possam encontrar, aqui, uma solução viável para equilibrar os seus orçamentos e garantir uma vida mais estável. Basicamente, as novas lógicas internacionais, estimulam a imaginação, a criatividade e o empreendedorismo, dando, depois, os meios para tornar viável uma aplicação dos mesmos que gere lucro.
Hoje, olharemos para as novas opções laborais do mundo tecnológico e para a forma como estas estão a contribuir para equilibrar as tendências assustadoras da economia internacional.

mundo tecnológico

1. Criadores de conteúdo nos novos mídia


A mídia social ocupa, hoje, um lugar de destaque entre os trabalhos mais desejados pelos millennials. A sua utilização é diversa e existem cada vez mais criadores de conteúdos que usam estas plataformas para obter os seus salários mensais ou para
ganhar dinheiro extra.

Exemplo de pessoas que conseguem rentabilizar as caraterísticas e as funcionalidades deste tipo de plataforma são os influencers. Nos dias de hoje, os criadores de conteúdos para o Facebook (ou facebookers), para o Instagram (instagramers), para o Youtube (youtubers) ou para os blogues (bloggers) conseguem atingir públicos vastíssimos e obter rendimentos através de patrocinadores e patronos que apreciam os conteúdos publicados.

O uso da Internet para esta finalidade já não é apenas excepcional. Hoje, este é um dos trabalhos mais desejados pelos jovens que, como sabemos, vivem uma grande das suas vidas online.

2. Vendedores online

As lojas online são, talvez, a forma favorita para se fazer todo o tipo de compra nos nossos tempos e, talvez por isso, o número de lojas online aumenta de dia para dia e existem cada vez mais estruturas que promovem a difusão do e-commerce.

Hoje, abrir este tipo de loja é mais fácil do que nunca e fazer a sua gestão torna-se também mais simples, através de métodos como o Dropshipping e pela utilização de ferramentas que ajudam na criação de marcas mais sólidas e viáveis. Estas ferramentas fazem, pois, com que qualquer pessoa que conheça um consumidor em potencial possa vir a tornar-se um comerciante online, gerando rentabilidade a partir de casa.

Se, por um lado, é verdade que a concorrência neste meio é cerrada, por outro existe sempre a possibilidade de criação de marcas fortes, com potencial de se destacarem das demais.

3. Freelancers

A Internet veio, também, facilitar a vida dos trabalhadores por conta própria, ao permitir que estes passassem a ter uma forma mais simples de apresentarem os seus serviços ao grande público e de chegarem até aos potenciais clientes.

Assim, existe um vasto leque de freelancers, em inúmeros setores, que aproveitam as lógicas digitais para promover serviços como a criação de conteúdos musicais, criação de conteúdos textuais ou mesmo espetáculos e outros eventos artísticos.

Revisores de texto, copywriters, contabilistas, artistas, jornalistas, fotógrafos e personal trainers são alguns exemplos de profissionais que utilizam as redes sociais e os sites a seu favor, para fazerem a promoção dos seus serviços. Ao fazerem isto, torna-se mais simples conquistar clientes e, como tal, melhorar os rendimentos.

4. Formadores e explicadores online

A venda de conhecimentos, através de cursos ou de explicações nas plataformas digitais está também na moda e com uma tendência para o crescimento.

Hoje em dia, a venda destes produtos imateriais pode ser feita com relativa facilidade graças às novas tecnologias e não faltam pessoas interessadas em fornecer a sua experiência e as suas competências para aumentar os rendimentos mensais, ensinando virtualmente as mais diversas temáticas.

Atualmente, na Internet, é possível encontrar cursos de artesanato, de escrita criativa e até de tarot: cursos que parecem, também, ter cada vez mais procura.

 

in EcoDebate, ISSN 2446-9394, 08/08/2019

As novas opções laborais do mundo tecnológico, in EcoDebate, ISSN 2446-9394, 8/08/2019, https://www.ecodebate.com.br/2019/08/08/as-novas-opcoes-laborais-do-mundo-tecnologico/.

 

[CC BY-NC-SA 3.0][ O conteúdo da EcoDebate pode ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, à EcoDebate e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate, ISSN 2446-9394,

Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta enviar um email para newsletter_ecodebate+subscribe@googlegroups.com . O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Remoção da lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate

Para cancelar a sua inscrição neste grupo, envie um e-mail para newsletter_ecodebate+unsubscribe@googlegroups.com ou ecodebate@ecodebate.com.br. O seu e-mail será removido e você receberá uma mensagem confirmando a remoção. Observe que a remoção é automática mas não é instantânea.

Deixe uma resposta

Top