Energia solar no Brasil já ultrapassa marca de 1 gigawatt em geração distribuída

 

telhado solar
Energia solar fotovoltaica

 

Recorde alcançado no último dia 02 de agosto cimenta os painéis solares como a tecnologia mais usada por consumidores na hora de gerar a própria energia.

Por: Ruy Fontes – redator

Sete anos após a regulamentação da geração distribuída no Brasil, a energia gerada por placas solares em casas, empresas e demais estabelecimentos do país ultrapassou a marca histórica de 1 Gigawatt (GW).

Segundo os dados da ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica), que controla o número de conexões no país, a marca foi atingida na tarde da última sexta-feira, dia 02 de agosto.

Com esse novo recorde, a tecnologia dos sistemas fotovoltaicos, que converte a luz do sol diretamente em energia elétrica, se consolida definitivamente como a escolha dos brasileiros para gerar a própria energia, sendo mais de 99% de todos os geradores instalados no país.

Entre as razões para essa liderança estão as inúmeras vantagens da solar fotovoltaica em relação as demais tecnologias, como a sua longa vida útil de mais de 25 anos, geração totalmente silenciosa e rápido retorno sobre o seu investimento (payback).

Com a crescente popularização dos sistemas, ainda, o preço da energia solar registrou consecutivas quedas nos últimos anos no Brasil, e também no mundo, tanto em seus equipamentos como na mão de obra das empresas integradoras.

A nova marca alcançada pela energia solar no Brasil foi muito comemorada por entidades que fomentam a tecnologia no país, como a ABSOLAR (Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica).

Segundo seus dados, hoje existem 93.597 sistemas solares fotovoltaicos conectados à rede no Brasil, resultado de mais de R$ 5,6 bilhões em investimentos acumulados no país desde 2012, ano em que a geração distribuída foi regulamentada pela ANEEL.

Consumidores residenciais encabeçam o ranking de sistemas, com mais de 73% de todas as instalações, seguidos pelos comerciais de pequeno porte, com 17,3%, consumidores rurais (5,5%), indústrias (2,8%) e demais estabelecimentos fechando o restante.

Já entre os estados com mais geração de energia solar distribuída, Minas Gerais garante com folga o pódio, com mais de 196 megawatts (MW) gerados, seguido pelo Rio Grande do Sul, com 160,7 MW e São Paulo, com 125, 3 MW.

Ao que tudo indica, 2019 ainda deve registrar novos recordes para a energia solar. Somente no primeiro semestre foram registradas mais conexões do que todo o ano passado. Já para 2024, a ANEEL estima mais de 886 mil conexões em todo o país.

 

in EcoDebate, ISSN 2446-9394, 07/08/2019

Energia solar no Brasil já ultrapassa marca de 1 gigawatt em geração distribuída, in EcoDebate, ISSN 2446-9394, 7/08/2019, https://www.ecodebate.com.br/2019/08/07/energia-solar-no-brasil-ja-ultrapassa-marca-de-1-gigawatt-em-geracao-distribuida/.

 

[CC BY-NC-SA 3.0][ O conteúdo da EcoDebate pode ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, à EcoDebate e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate, ISSN 2446-9394,

Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta enviar um email para newsletter_ecodebate+subscribe@googlegroups.com . O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Remoção da lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate

Para cancelar a sua inscrição neste grupo, envie um e-mail para newsletter_ecodebate+unsubscribe@googlegroups.com ou ecodebate@ecodebate.com.br. O seu e-mail será removido e você receberá uma mensagem confirmando a remoção. Observe que a remoção é automática mas não é instantânea.

Deixe uma resposta

Top