Gestão do Conhecimento: Conceitos e Importância! por Andreia de Bem Machado e Lauro Charlet Pereira

 

GESTÃO DO CONHECIMENTO: CONCEITOS E IMPORTÂNCIA!

Andreia de Bem Machado1

Lauro Charlet Pereira2

[EcoDebate] O conhecimento pode ser compreendido segundo diferentes naturezas, formas e modos. Pode ser entendido como um processo de construção conceitual que se dá individual e coletivamente expresso em teorias, princípios, conteúdos, atitudes, comportamentos, artes e artefatos (CATAPAN, 2001). Pode ser visto sob o ângulo regulamentar, em que é concebido e externalizado como algo que pode ser registrado, trabalhado e armazenado de diversas formas, seja em textos impressos e digitais, em bancos de dados, incorporado em artefatos ou não. Assim, o conhecimento pode ser externo ao indivíduo e estar sujeito a regras generalizáveis, socializáveis culturalmente. Nesse sentido, o conhecimento pode ser entendido sob o aspecto interpretativo, como aquele relacionado à gestão do conhecimento, conforme assumem Nonaka e Takeuchi (1997).

As diversas teorias econômicas tratam o conhecimento segundo a ênfase que é dada ao seu tipo, no qual se define pela forma de adquirí-lo e utilizá-lo. Segundo (NONAKA e TAKEUCHI, 1997, pág. 38), o capital consiste em grande parte no conhecimento e na organização. O conhecimento é o motor mais poderoso da produção. Há dois tipos de conhecimentos intitulados: conhecimento implícito (tácito) e explícito que alimentam em dias atuais a discussão da gestão do conhecimento (Figura 1). O conhecimento explícito pode ser capturado e é interpretável por um padrão de comunicação. É fácil de ser transferido pelos métodos de aprendizagem padrão. Esse tipo de conhecimento é formal e sistemático. Pode ser facilmente repassado e partilhado. Pode ser articulado, expresso, registrado através de palavras, números, códigos matemáticos e científicos, fórmulas e anotações musicais. Por outro lado, o conhecimento Implícito (tácito), é um tipo de conhecimento difícil de explicitar, pois é subjetivo, ocorre na mente humana e não pode ser totalmente transferido pelos métodos de aprendizagem padrão. (MACHADO, 2018).

Modos de conhecimento

Figura 1- Modos de conhecimento

Fonte: Machado (2018)

Nos tempos mais recentes, Machado (2018) anuncia a entrada da sociedade do conhecimento, na qual o conhecimento é o recurso econômico básico. E as organizações que pretendem lidar com a dinâmica das mudanças, precisam criar informação e conhecimento e não apenas processá-los de forma eficiente. Para Nonaka e Takeuchi (1997), a gestão do conhecimento compreende a organização que a partir de sistemas existentes recria novas formas, ou seja, cria não só novas informações, mas conhecimentos novos que resultam em novos produtos, novos processos, novos métodos e novas formas organizações. Tratando-se de inovação, se faz necessário desenvolver uma nova teoria de criação do conhecimento organizacional. Sendo assim, podemos concluir que a gestão do conhecimento é um processo que cuida da criação de ativos de conhecimento de caráter social, econômico cultural.

REFERÊNCIAS

CATAPAN, A. H. Pedagogia e tecnologia: a comunicação digital no processo pedagógico. Educação, Porto Alegre, v. 50, n. XXVI, 2003, p. 141-153.2001.

MACHADO, Andreia de Bem. Habitat de inovação: construção do conhecimento em incubadoras. 2018. Tese de Doutorado em Engenharia e Gestão do Conhecimento. Programa de Pós-Graduação em Engenharia e Gestão do Conhecimento, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2018.

NONAKA, I.; TAKEUCHI, H.Criação de conhecimento na empresa: como as empresas japonesas geram a dinâmica da inovação. Rio de Janeiro: Campos, 1997.

1 Pedagoga. Pesquisadora no grupo de pesquisa via do conhecimento UFSC. Doutora em Engenharia e Gestão do Conhecimento. Avaliadora do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (BASis) Professora no Curso de Engenharia de Produção na UNIASSELVI. Av. Getúlio Vargas, 63 – Centro 2, Brusque – SC, 88353-900. E-mail: andreiadebem@gmail.com

2 Engenheiro Agrônomo. Doutor em Planejamento e Desenvolvimento Rural Sustentável, Pesquisador da Embrapa Meio Ambiente. Rod. SP 340, Km 127,5. Caixa Postal 69. Tanquinho Velho, Jaguariúna/SP. 13.820-000. E-mail: lauro.pereira@embrapa.br

 

in EcoDebate, ISSN 2446-9394, 09/07/2019

Gestão do Conhecimento: Conceitos e Importância! por Andreia de Bem Machado e Lauro Charlet Pereira

, in EcoDebate, ISSN 2446-9394, 9/07/2019, https://www.ecodebate.com.br/2019/07/09/gestao-do-conhecimento-conceitos-e-importancia-por-andreia-de-bem-machado-e-lauro-charlet-pereira/.

 

[CC BY-NC-SA 3.0][ O conteúdo da EcoDebate pode ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, à EcoDebate e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate, ISSN 2446-9394,

Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta enviar um email para newsletter_ecodebate+subscribe@googlegroups.com . O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Remoção da lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate

Para cancelar a sua inscrição neste grupo, envie um e-mail para newsletter_ecodebate+unsubscribe@googlegroups.com ou ecodebate@ecodebate.com.br. O seu e-mail será removido e você receberá uma mensagem confirmando a remoção. Observe que a remoção é automática mas não é instantânea.

Top