Incêndios florestais aceleram o derretimento da neve no oeste dos EUA

 

Os incêndios florestais estão causando o derretimento da neve no início da temporada, uma tendência que afeta o abastecimento de água e provoca ainda mais incêndios, de acordo com um novo estudo de uma equipe de pesquisadores da Portland State University (PSU), Desert Research Institute (DRI) e University of Nevada, Reno.

É um ciclo que só será exacerbado à medida que a frequência, duração e gravidade dos incêndios florestais aumentam com um clima mais quente e seco.

Por Cristina Rojas*

 

Incêndios florestais aceleram o derretimento da neve no oeste dos EUA
Kelly Gleason e sua equipe em uma floresta recentemente queimada para coletar amostras de neve. (Crédito da foto: Christina Aragon | PSU)

 

O estudo, publicado em 2 de maio na revista Nature Communications , fornece uma nova visão sobre a magnitude e a persistência do incêndio florestal em recursos críticos de água de neve.

Os pesquisadores descobriram que mais de 11% de todas as florestas do oeste estão sofrendo com o derretimento do gelo e da neve como resultado de incêndios.

A equipe utilizou medições laboratoriais de última geração em amostras de neve, realizadas no Laboratório Analítico de Núcleos de Gelo Ultra-Trace da DRI em Reno, Nevada, bem como transferência radiativa e modelagem geoespacial para avaliar os impactos de incêndios florestais na neve por mais do que uma década após um incêndio. Eles descobriram que não só a neve derretia uma média cinco dias antes depois de um incêndio, como antes, em todo o Ocidente, mas o tempo acelerado do derretimento da neve continuou por até 15 anos.

“Este efeito de fogo no início do derretimento do gelo é generalizado em todo o Ocidente e é persistente por pelo menos uma década após o incêndio”, disse Kelly Gleason, principal autor e professor assistente de ciência e administração ambiental da Faculdade de Artes Liberais e Ciências da PSU.

Gleason, que conduziu a pesquisa como bolsista de pós-doutorado no Instituto de Pesquisa do Deserto, e sua equipe citam duas razões para o derretimento de neve anterior.

Primeiro, a sombra proporcionada pela copa das árvores é removida por um incêndio, permitindo que mais luz solar atinja a neve. Em segundo lugar e mais importante, a fuligem – também conhecida como carbono negro – e a madeira carbonizada, casca e detritos deixados para trás de um incêndio escurecem a neve e diminuem sua refletividade. O resultado é como a diferença entre usar uma camiseta preta em um dia ensolarado em vez de uma branca.

Nos últimos 20 anos, houve um aumento de quatro vezes na quantidade de energia absorvida pela neve devido a incêndios em todo o oeste.

“A neve é tipicamente muito reflexiva, e é por isso que parece branca, mas apenas uma pequena mudança no albedo ou refletividade da superfície da neve pode ter um impacto profundo na quantidade de energia solar absorvida pela camada de neve”, disse Joe. McConnell, professor de pesquisa de hidrologia e chefe do Laboratório Analítico de Núcleo de Gelo Ultra-Trace na DRI. “Esta energia solar é um fator-chave para o derretimento da neve”.

Para os estados ocidentais, que dependem de depósitos de neve e seu escoamento em córregos e reservatórios locais de água, o derretimento precoce do gelo pode ser uma grande preocupação.

“O volume de neve acumulada e o momento do degelo são os condutores dominantes de quanta água existe e quando a água está disponível a jusante”, disse Gleason. “O momento é importante para as florestas, os peixes e como alocamos as operações dos reservatórios; no inverno, tendemos a controlar as inundações, enquanto no verão, tentamos retê-las.”

O início do derretimento do gelo também deve alimentar incêndios maiores e mais severos em todo o Ocidente, disse Gleason.

“A neve já está derretendo mais cedo por causa da mudança climática”, disse ela. “Quando derrete mais cedo, está causando incêndios maiores e mais duradouros na paisagem. Esses incêndios então têm um feedback sobre a própria neve, provocando um degelo ainda mais cedo, que então causa mais incêndios. É um ciclo vicioso.”

Gleason continuará a desenvolver essa pesquisa em seu laboratório na PSU. Ela está no primeiro ano de uma concessão da NASA que examinará os efeitos dos incêndios florestais no albedo da neve, ou quanta energia solar sua superfície reflete de volta na atmosfera.

Referência:

Four-fold increase in solar forcing on snow in western U.S. burned forests since 1999
Kelly E. Gleason, Joseph R. McConnell, Monica M. Arienzo, Nathan Chellman & Wendy M. Calvin
Nature Communications volume 10, Article number: 2026 (2019)
https://doi.org/10.1038/s41467-019-09935-y

Link no formato PDF: https://rdcu.be/bAeSn

 

* Tradução e edição de Henrique Cortez, EcoDebate.

in EcoDebate, ISSN 2446-9394, 06/05/2019

"

Incêndios florestais aceleram o derretimento da neve no oeste dos EUA

," in EcoDebate, ISSN 2446-9394, 9/05/2019, https://www.ecodebate.com.br/2019/05/09/incendios-florestais-aceleram-o-derretimento-da-neve-no-oeste-dos-eua/.

 

[CC BY-NC-SA 3.0][ O conteúdo da EcoDebate pode ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, à EcoDebate e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate, ISSN 2446-9394,

Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta enviar um email para newsletter_ecodebate+subscribe@googlegroups.com . O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Remoção da lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate

Para cancelar a sua inscrição neste grupo, envie um e-mail para newsletter_ecodebate+unsubscribe@googlegroups.com ou ecodebate@ecodebate.com.br. O seu e-mail será removido e você receberá uma mensagem confirmando a remoção. Observe que a remoção é automática mas não é instantânea.

Um comentário em “

Incêndios florestais aceleram o derretimento da neve no oeste dos EUA

Deixe uma resposta

Top