Imazon divulga dados do desmatamento na Amazônia em fevereiro de 2019

 

Por Stefânia Costa

O Imazon publicou os dados do Boletim do Desmatamento (SAD) referentes ao mês de fevereiro de 2019. No total, foram detectados 93 km² de desmatamento na Amazônia Legal. Esse número é 57% inferior ao desmatamento detectado em fevereiro de 2019, quando o desmatamento somou 214 km². Mas o dado não deixa de ser preocupante porque, considerando os 7 primeiros meses do calendário do desmatamento 2019 (agosto/2018 a fevereiro/2019), há um aumento de 46% em relação ao mesmo período do ano anterior. Os estados que mais desmataram nesse período foram o Pará (39%), Mato Grosso (22%) e Amazonas (15%)

As áreas privadas e sob diversos estágios de posse (69%) e os assentamentos (24%) foram as categorias fundiárias que mais desmataram no mês. Considerando os 7 primeiros meses do calendário do desmatamento 2019, há um aumento de 46% em relação ao mesmo período do ano anterior. Ainda de acordo com o boletim do Imazon, em fevereiro de 2019, a maioria (69%) do desmatamento ocorreu em áreas privadas ou sob diversos estágios de posse. O restante do desmatamento foi registrado em assentamentos (24%), Unidades de Conservação (4%) e Terras Indígenas (3%).

Saiba mais a seguir:

 

Desmatamento na Amazônia, fevereiro 2019
Clique na imagem para ampliar

 

Clique aqui e confira o boletim completo.

 

in EcoDebate, ISSN 2446-9394, 29/03/2019

"Imazon divulga dados do desmatamento na Amazônia em fevereiro de 2019," in EcoDebate, ISSN 2446-9394, 29/03/2019, https://www.ecodebate.com.br/2019/03/29/imazon-divulga-dados-do-desmatamento-na-amazonia-em-fevereiro-de-2019/.

 

[CC BY-NC-SA 3.0][ O conteúdo da EcoDebate pode ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, à EcoDebate e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate, ISSN 2446-9394,

Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta enviar um email para newsletter_ecodebate+subscribe@googlegroups.com . O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Remoção da lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate

Para cancelar a sua inscrição neste grupo, envie um e-mail para newsletter_ecodebate+unsubscribe@googlegroups.com ou ecodebate@ecodebate.com.br. O seu e-mail será removido e você receberá uma mensagem confirmando a remoção. Observe que a remoção é automática mas não é instantânea.

Top