Índice da edição nº 2.982, 2018 [de 21/05/2018]

    O eleitorado brasileiro cada vez mais feminino e envelhecido, artigo de José Eustáquio Diniz Alves Estudo revela que um terço das áreas protegidas do mundo estão sob intensa pressão humana Estudo internacional inédito aponta risco de perda de 82% dos campos rupestres no país Professor rebate argumentos apresentados por apoiadores do projeto de flexibilização do registro de agrotóxicos No Brasil, 11,5 milhões de pessoas que ainda não sabem ler e escrever IBGE: Número de jovens

O eleitorado brasileiro cada vez mais feminino e envelhecido, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

  [EcoDebate] O Brasil passou por grandes transformações nos últimos 150 anos, com enormes impactos nas relações de gênero e geração. O país mudou sua configuração econômica, social, demográfica e política desde o final do século XIX. Entre 1822 e 1888, a única monarquia das Américas se sustentava em uma sociedade escravocrata, atrasada e pobre. A Proclamação da República, em 1889, aconteceu sem participação popular e a República Velha (1889-1930), manteve

Estudo revela que um terço das áreas protegidas do mundo estão sob intensa pressão humana

    Por Michelle Hampson*, American Association for the Advancement of Science Globalmente, um terço das terras protegidas está sob intensa pressão de construção de estradas, pastagens, urbanização e outras atividades humanas, de acordo com um novo estudo publicado na edição de 18 de maio da revista Science . Os resultados sugerem que áreas protegidas, como a área selvagem designada, parques nacionais e áreas de reabilitação de habitat criadas para conter a perda

Estudo internacional inédito aponta risco de perda de 82% dos campos rupestres no país

  UNESP Um estudo desenvolvido em colaboração entre pesquisadores da Unesp Rio Claro, Standford University (dos EUA) e Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG), alerta para mudanças no uso do solo que podem levar à perda de 82% desses ecossistema no futuro, prejudicando o acesso à água e a segurança alimentar em escala regional. Os campos rupestres são complexos vegetacionais antigos, datando de milhares de anos e megadiversos, que abrigam mais de 5000

Professor rebate argumentos apresentados por apoiadores do projeto de flexibilização do registro de agrotóxicos

    Mudanças na lei de agrotóxicos afetam saúde, ambiente e exportação Rádio USP   https://jornal.usp.br/wp-content/uploads/AGROTOXICOS-FLEXIBILIZA%C3%87%C3%83O-2.mp3   O projeto de lei que propõe a flexibilização do registro de agrotóxicos no país, em tramitação na Câmara dos Deputados, tem provocado duros embates nas últimas semanas. De um lado estão Ministérios da Saúde e do Meio Ambiente, Ibama e Anvisa; do outro, bancada ruralista e Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Além das implicações referentes à segurança alimentar, o

No Brasil, 11,5 milhões de pessoas que ainda não sabem ler e escrever

  IBGE A taxa de analfabetismo da população com 15 anos ou mais de idade no Brasil caiu de 7,2% em 2016 para 7,0% em 2017, mas não alcançou o índice de 6,5% estipulado, ainda para 2015, pelo Plano Nacional de Educação (PNE). As informações estão no módulo Educação da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios, divulgado hoje pelo IBGE. Em números absolutos, a taxa representa 11,5 milhões de pessoas que ainda não

IBGE: Número de jovens que não estudam nem trabalham ou se qualificam cresce 5,9% em um ano

  IBGE Em 2017, das 48,5 milhões de pessoas com 15 a 29 anos de idade, 23,0% (11,2 milhões) não trabalhavam nem estudavam ou se qualificavam, contra 21,9% em 2016. De um ano para o outro, esse contingente cresceu 5,9%, o que equivale a mais 619 mil pessoas nessa condição. Em 2017, a taxa de escolarização (proporção de estudantes em um grupo etário) das crianças de 0 a 5 anos aumentou em relação

Top