Força Nacional fica mais seis meses na Amazônia para combater crimes ambientais

 

ABr

 

Força Nacional participa de ação na Amazônia desde julho. Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
Força Nacional participa de ação na Amazônia desde julho. Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

 

O Ministério da Justiça e Segurança Pública prorrogou por mais seis meses a presença de integrantes da Força Nacional nos estados da Amazônia Legal. O objetivo é a participação no combate a crimes ambientais na região.

Entre as ações dos agentes da Força está o apoio a equipes de instituições públicas que atuam com fiscalização de irregularidades e a apuração de crimes ambientais na área, em especial o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), bem como contribuir para a preservação da ordem pública.

A operação com a participação da Força Nacional começou em julho do ano passado, na cidade de Novo Progresso, sudoeste do Pará, estendendo-se até outubro. Em seguida, as equipes foram remanejadas para as cidades de Itaituba, na mesma região; Juína, no noroeste de Mato Grosso, e Humaitá, no sul do Amazonas.

Organizada pelo Ministério da Justiça, a Força Nacional é formada por agentes das instituições de segurança dos governos estaduais, como policiais civis e militares, além de bombeiros. Os integrantes da força recebem treinamento específico e ficam em uma base centralizada em Brasília, denominada Batalhão Escola de Pronto Emprego (Bepe). Atualmente, as equipes estão em 16 operações em 10 estados.

“A Operação Onda Verde também tem o objetivo de combater o comércio ilegal de madeira e crimes em geral. As ações também têm apoio da Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal e dos órgãos locais de segurança pública dos estados”, afirma o secretário nacional de Segurança Pública, Carlos Alberto Santos Cruz.

Por Jonas Valente, da Agência Brasil, in EcoDebate, ISSN 2446-9394, 10/01/2018

 

[CC BY-NC-SA 3.0][ O conteúdo da EcoDebate pode ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, à EcoDebate e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate, ISSN 2446-9394,

Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta enviar um email para newsletter_ecodebate+subscribe@googlegroups.com . O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Remoção da lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate

Para cancelar a sua inscrição neste grupo, envie um e-mail para newsletter_ecodebate+unsubscribe@googlegroups.com ou ecodebate@ecodebate.com.br. O seu e-mail será removido e você receberá uma mensagem confirmando a remoção. Observe que a remoção é automática mas não é instantânea.

Top