Índice da edição nº 2.896, 2017 [de 03/01/2018]

    Sobre o futuro, artigo de Montserrat Martins Cidades de São Paulo onde os evangélicos ultrapassaram os católicos, artigo de José Eustáquio Diniz Alves Resíduos de carvão podem acelerar as emissões de CO2 após incêndios florestais Serras gaúcha e de Santa Catarina e o noroeste da Amazônia têm maior estoque de carbono no solo Governo publica nova portaria sobre trabalho escravo e volta a adotar critérios já estabelecidos internacionalmente Pnad Contínua: 24,8 milhões das pessoas de

Sobre o futuro, artigo de Montserrat Martins

    [EcoDebate] O que podemos esperar de 2018? O que o futuro nos reserva? O futuro é um seguimento do presente, raramente há saltos bruscos. Então, o que o presente nos indica? “O passado não reconhece seu lugar, ele está sempre presente”, escreveu Mário Quintana. O presente também é um contínuo no tempo, então somos a continuação dessa história. Você sabe quem é – e quem se encaminha para ser – a

Cidades de São Paulo onde os evangélicos ultrapassaram os católicos, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

    [EcoDebate] O Brasil está passando por uma grande transição religiosa que se manifesta em 4 aspectos: Declínio absoluto e relativo das filiações católicas; Aumento acelerado das filiações evangélicas (com diversificação das denominações e aumento dos evangélicos não institucionalizados); Crescimento lento do percentual das religiões não cristãs; Aumento absoluto e relativo das pessoas que se declaram sem religião. O quadro que deve surgir num futuro próximo é de mudança de hegemonia entre

Resíduos de carvão podem acelerar as emissões de CO2 após incêndios florestais

  Hokkaido University* O carvão que permanece após um incêndio florestal ajuda a decompor raízes finas no solo, potencialmente acelerando as emissões de CO 2 nas florestas boreais.     As florestas boreais são um enorme depósito de carbono. As raízes finas, não apenas as folhas, hastes e galhos de árvores, contribuem amplamente para a acumulação de carbono. O Extremo Oriente russo teve um número cada vez maior de incêndios florestais, muitos dos quais pelas

Serras gaúcha e de Santa Catarina e o noroeste da Amazônia têm maior estoque de carbono no solo

    Um mapa digital, produzido pela Embrapa Solos, mostra quanto os solos brasileiros estocam de carbono. Sediada no Rio de Janeiro, a unidade calculou a quantidade de carbono em uma profundidade de 0-30 centímetros nos solos do país. De acordo com o levantamento, o estoque é de aproximadamente 36 bilhões de toneladas de carbono. Por meio do mapa, foi constatado que as maiores manchas de acúmulo de carbono acumulado estão nas serras

Top