Índice da edição nº 2.666, 2016 [12/12/2016]

    O Brasil sem futuro, artigo de José Eustáquio Diniz Alves De 1 milhão de mortos para 1 milhão de cisternas, artigo de Roberto Malvezzi (Gogó) Estudos sobre conservação da natureza em Bornéu e África, por William F. Laurance Organizações sociais assinam manifesto sobre cenário desafiador da Amazônia coberta por hidrelétricas Sudão pode ser primeiro país a se tornar inabitável devido a mudanças climáticas   Creative Commons [CC BY-NC-SA 3.0][ O conteúdo

O Brasil sem futuro, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

    [EcoDebate] Um dos mitos nacionais mais recorrentes é que o “Brasil é o país do futuro”. No hino nacional está escrito que o Brasil é um “gigante pela própria natureza” e, por suposto, em constante crescimento e com um futuro grandioso pela frente. Vários sociólogos e ícones da brasilidade difundiram a ideia de que esse gigante, em algum momento, iria se levantar de seu berço esplêndido e surgiria uma maravilhosa sociedade

De 1 milhão de mortos para 1 milhão de cisternas, artigo de Roberto Malvezzi (Gogó)

    [EcoDebate] Na seca de 82 a estimativa foi que pelo menos 1 milhão de Nordestinos ainda morreram de inanição, isto é, fome ou sede. Nessa seca que vem de 2012 até 2016, não há registros de mortes por inanição, nem o fenômeno das grandes migrações, nem frentes de emergência e muito menos saques nas cidades do sertão. O IX ENCONASA – Encontro da Articulação no Semiárido Brasileiro (ASA) -, acontecido entre

Estudos sobre conservação da natureza em Bornéu e África, por William F. Laurance

  Caros colegas, Encontram-se, abaixo, links para acesso/download de dois documentos que acabam de ser publicados, centrados na conservação da natureza em Bornéu e na África: Laurance, W. F. 2016. Lições da pesquisa para o desenvolvimento sustentável e conservação em Bornéu. Forests 7: 314; Doi: 10.3390 / f7120314. Laurance 2016-Borneo conservation   Sloan, S., B. Bertzky e W. F. Laurance. 2016. Corredores africanos de desenvolvimento cruzam áreas-chave protegidas. African Journal of Ecology, DOI: 10.1111/aje.12377. Sloan et al.

Organizações sociais assinam manifesto sobre cenário desafiador da Amazônia coberta por hidrelétricas

  Por Sucena Shkrada Resk/ICV     Nas próximas décadas, o cenário que se constrói na Amazônia leva a uma discussão para o centro do debate: qual o futuro hídrico, climático e dos povos da região, onde estão em estudo cerca de 1.000 empreendimentos hidrelétricos de pequeno a grande porte, segundo dados da Superintendência de Concessões da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel)? Na atualidade, povos ribeirinhos já vivenciam a falta de escuta nos processos

Sudão pode ser primeiro país a se tornar inabitável devido a mudanças climáticas

    Da Agência Sputnik / ABr As mudanças climáticas estão se tornando uma ameaça cada vez mais grave para a humanidade, podendo causar a devastação de regiões inteiras por escassez de água e alimentos. A informação é da Agência Sputnik. Os cientistas continuam alertando sobre as consequências das mudanças. Uma prova disso é a possibilidade de um país africano se tornar inabitável e desértico em apenas 100 anos. Segundo o jornal canadense The

Top