SBPC pede a Alckmin que não desative e nem venda fazendas de pesquisas científicas

 

SBPC

 

Em carta ao governador de São Paulo, a presidente da SBPC alerta que somente com políticas públicas que priorizam o setor de CT&I, além da educação, será possível superar crises e retomar o caminho da estabilidade econômica e do desenvolvimento social sustentável

A presidente da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), Helena Nader, encaminhou nesta segunda-feira, 18, uma carta ao governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, pedindo que o governo paulista abandone a iniciativa de desativar e vender fazendas dedicadas à pesquisa científica e tecnológica localizadas em diversos municípios do interior do Estado. “É uma atitude que nos preocupa bastante”, alerta a biomédica.

Segundo a presidente da SBPC, os resultados com essas pesquisas, ao longo da história, apresentaram impactos marcantes no desenvolvimento econômico de São Paulo. Ela lembra que o Estado de São Paulo é o principal centro de pesquisas científicas e tecnológicas do País e que, graças ao planejamento e investimentos que vêm sendo executados desde o final do século XIX, com a implementação do Instituto Agronômico de Campinas, o Estado foi pioneiro na realização de pesquisas agrícolas.

Na carta, Nader diz que reconhece o esforço para o equilíbrio das contas públicas, diante da recessão econômica, mas frisa que os ajustes fiscais não devem prejudicar o investimento contínuo e permanente no desenvolvimento científico. “Somente com políticas públicas que priorizam o setor de CT&I, além da educação, poderemos superar esta e outras crises, e retomar o caminho da estabilidade econômica e do desenvolvimento social sustentável”, afirma.

Veja a carta aqui.

Fonte: Jornal da Ciência / SBPC

 

in EcoDebate, 19/07/2016

 

[CC BY-NC-SA 3.0][ O conteúdo da EcoDebate pode ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, à Ecodebate e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate

Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta enviar um email para newsletter_ecodebate+subscribe@googlegroups.com . O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Remoção da lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate

Para cancelar a sua inscrição neste grupo, envie um e-mail para newsletter_ecodebate+unsubscribe@googlegroups.com ou ecodebate@ecodebate.com.br. O seu e-mail será removido e você receberá uma mensagem confirmando a remoção. Observe que a remoção é automática mas não é instantânea.

Top