nº 2.510, 2016 [18/04/2016]

    Filma eu, Galvão ! artigo de Montserrat Martins A paralisia econômica! artigo de Adrimauro Gemaque Licenciamento ambiental é feito por apenas 30% dos municípios, diz pesquisa do IBGE MPF processa Ibama por não julgar autos de infração sobre licenças ambientais no oeste da Bahia Ibama multa Norte Energia em R$ 35 milhões por mortandade de peixes em Belo Monte Assassinatos no Campo explodem em 2015 Onze anos após assassinato de Dorothy Stang, mortes em Anapu disparam 20

Filma eu, Galvão ! artigo de Montserrat Martins

    [EcoDebate] O espetáculo do impeachment foi marcado para domingo, 17 de abril, para passar ao vivo na TV e ter a audiência e a influência da ampla maioria da população favorável a tirar esse governo e colocar outro, qualquer que seja. Temer e Cunha já anteveem seu dia de glória, Temer até já gravou o discurso, que vazou antes. A preferência de 79% da população seria por novas eleições, se o

A paralisia econômica! artigo de Adrimauro Gemaque

[EcoDebate] A economia brasileira está paralisada já há algum tempo, uma paralisia causada em parte pelo ambiente político. Fruto de um modelo econômico equivocado e de uma má gestão nas contas públicas, segundo os especialistas, todos os indicadores divulgados atualmente são desfavoráveis ao crescimento econômico. Depois de não ver a proposta de ajuste fiscal ser aprovada pelo Congresso Nacional, os ministros da Fazenda e do Planejamento anunciaram dia 22 de

Licenciamento ambiental é feito por apenas 30% dos municípios, diz pesquisa do IBGE

  No Brasil, em 2015, apenas 30,4% (ou 1.696 cidades) dos 5.570 municípios realizavam licenciamento ambiental de empreendimentos e atividades de impacto ambiental local.   A informação é do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que divulgou na sexta-feira (15) a pesquisa Perfil dos Municípios Brasileiros 2015 -Munic 2015 - com informações relativas à estrutura dos municípios a partir da coleta de dados sobre temas como recursos humanos, planejamento urbano, recursos para

MPF processa Ibama por não julgar autos de infração sobre licenças ambientais no oeste da Bahia

  Órgão estava repassando, irregularmente, os processos de embargo de empreendimentos localizados no Oeste da Bahia, originados de suas fiscalizações, para a Sema   Imagem ilustrativa (istock foto) O Ministério Público Federal da Bahia (MPF/BA) ingressou na última terça-feira, 12 de abril, com ação civil pública contra o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). O MPF pede que a Justiça determine, liminarmente, sob pena de multa diária de R$

Ibama multa Norte Energia em R$ 35 milhões por mortandade de peixes em Belo Monte

    O Ibama multou em R$ 35,3 milhões a Norte Energia, responsável pela construção e operação da Usina Hidrelétrica de Belo Monte no Rio Xingu, no Pará, após a constatação da morte de 16,2 toneladas de peixes durante o processo de enchimento do reservatório. Além da mortandade, a empresa foi autuada por descumprir condicionante prevista na Licença de Operação (LO) e apresentar informações parcialmente falsas sobre a contratação de trabalhadores para

Assassinatos no Campo explodem em 2015

    2015 foi o ano em que o número de assassinatos no campo explodiu. Foram 50 assassinatos, o número mais elevado desde 2004, e 39% maior que em 2014, quando foram registrados 36. 47 destes assassinatos ocorreram no contexto de conflitos por terra, 1 em conflito trabalhista e dois em conflitos pela água. Mas o que mais chama a atenção é que 40 dos 50 assassinatos ocorreram na região Norte, sendo 19

Onze anos após assassinato de Dorothy Stang, mortes em Anapu disparam

   Com sete mortes registradas em 2015, de acordo com dados da Comissão Pastoral da Terra (CPT) divulgados na sext-feira (15), o município de Anapu, no sudoeste do Pará, volta a chamar atenção pela violência decorrente da disputa por terras. O ano passado foi o mais violento dos últimos 12 anos no meio rural brasileiro, com 50 mortes motivadas por conflitos agrários, segundo os Cadernos de Conflitos no Campo publicados nesta sexta-feira pela

20 anos após massacre, tensão persiste em Eldorado dos Carajás

   Passadas duas décadas do massacre em que 19 trabalhadores sem-terra foram mortos pela Polícia Militar, a região de Eldorado dos Carajás, no sudeste do Pará, volta a ser o centro das atenções da comunidade internacional dedicada à luta no campo e permanece uma das áreas de maior tensão no meio rural brasileiro. Como em todos os anos, as 690 famílias sobreviventes que hoje vivem no assentamento 17 de abril participam de

Top