nº 2.388, 2015 [24/09/2015]

    Compensação de áreas desmatadas, artigo de Roberto Naime Cuidar do Planeta é ótima oportunidade para o Brasil, artigo de João Guilherme Sabino Ometto Funções eco-hidrológicas das florestas nativas e o Código Florestal Dilma anuncia domingo nos Estados Unidos as metas nacionais para a COP21 Brasil pode reduzir emissão de gases do efeito estufa, dizem especialistas Relatório do WRI-Brasil e USP mostra que é possível produzir mais energia emitindo menos Maior

Compensação de áreas desmatadas, artigo de Roberto Naime

desmatamento

    [EcoDebate] O novo código florestal, tema das maiores contendas já registradas no Congresso Nacional nos últimos tempos, permite regularizar de três formas legais as áreas de reserva legal. Pela recomposição induzida pelo plantio de espécies, pela regeneração natural, muitas vezes obtida com a proteção da área desmatada, ou por mecanismos de compensação da área anteriormente desmatada, em um mesmo bioma ou ecossistema considerado, ainda que em outro estado da federação. A

Cuidar do Planeta é ótima oportunidade para o Brasil, artigo de João Guilherme Sabino Ometto

cuidar do planeta

    [EcoDebate] Com a proximidade da COP21 (Conferência das Partes da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudança do Clima), que será realizada de 30 de novembro a 11 de dezembro, em Paris, a declaração conjunta do Brasil e dos Estados Unidos sobre mudanças do clima ganha relevância. Anunciada pelos presidentes Dilma Rousseff e Barack Obama, em 30 de junho, sinaliza ações que devem pautar as iniciativas de nosso País voltadas à

Funções eco-hidrológicas das florestas nativas e o Código Florestal

    Estudos Avançados versão On-line ISSN 1806-9592 Estud. av. vol.29 no.84 São Paulo maio/ago. 2015 http://dx.doi.org/10.1590/S0103-40142015000200010   Funções eco-hidrológicas das florestas nativas e o Código Florestal Leandro Reverberi Tambosi I  , Mariana Morais Vidal II  , Silvio Frosini de Barros Ferraz III  , Jean Paul Metzger IV   IDepartamento de Ecologia, Universidade de São Paulo. São Paulo/SP, Brasil IIInstituto de Biociências, Universidade de São Paulo. São Paulo/SP, Brasil IIIEscola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, Universidade de São Paulo. Piracicaba/SP, Brasil IVInstituto de Biociências, Universidade

Dilma anuncia domingo nos Estados Unidos as metas nacionais para a COP21

    A presidenta Dilma Rousseff anuncia domingo (27), durante discurso na Cúpula das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, as metas nacionais de redução da emissão de gases de efeito estufa que serão levadas à 21ª Conferência das Partes da Convenção-Quadro sobre Mudança do Clima (COP21), que ocorrerá em dezembro, em Paris. “Ela não fará a apresentação do documento todo, mas dará os principais aspectos da contribuição brasileira. O documento que o Brasil

Brasil pode reduzir emissão de gases do efeito estufa, dizem especialistas

  O debate sobre o Plano Decenal de Energia 2014, elaborado pela Empresa de Pesquisa Energética (EPE) e em fase de consulta pública, deveria ser um momento estratégico para o país reavaliar sua matriz energética. “O Brasil deve investir aproximadamente US$500 milhões em infraestrutura energética na próxima década. A forma como o país escolher alocar esses recursos pode prendê-lo a uma infraestrutura de uso intensivo de carbono ou fazer com que avancemos

Relatório do WRI-Brasil e USP mostra que é possível produzir mais energia emitindo menos

eólica

Recomendações têm como objetivo subsidiar o governo na definição de metas para a negociação do acordo do clima, em dezembro Investir na redução das emissões do setor de transportes através de mais integração com ferrovias e hidrovias, em melhorias no transporte público, acabar com subsídios para combustíveis fósseis, investir mais em biocombustíveis;  incentivar a eficiência e a consequente economia do uso de energia na indústria e priorizar fontes modernas de

Maior acordo global sobre biodiversidade não deve ser cumprido no prazo

  Alerta foi feito pelo secretário executivo da Convenção da Diversidade Biológica (CDB) da ONU, Bráulio Dias, durante evento internacional no Brasil Apesar dos esforços e dos avanços significativos em todos os países, o maior acordo global para proteção da biodiversidade já firmado no mundo não deve ser cumprido até 2020, prazo inicialmente acordo. O alerta foi feito pelo secretário executivo da Convenção da Diversidade Biológica, Bráulio Dias, que participa do VIII

Ibama não libera operação de Belo Monte até cumprimento de exigências ambientais

    O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) emitiu parecer em que nega a emissão da licença de operação da Usina Hidrelétrica de Belo Monte, no Pará, até que a concessionária Norte Energia, responsável pela usina, comprove o cumprimento de todos os itens previstos no programa de compensações ambientais. Sem a licença, a empresa fica impedida de encher o reservatório e dar início à geração de

Relatório sobre os impactos da exploração de urânio será lançado em Caetité e Lagoa Real

radiação

    Por Zoraide Vilasboas, in EcoDebate. O Impacto Radiológico da Mina de Urânio da INB em Caetité (BAHIA/BRASIL) é o título do relatório sobre a investigação dos impactos ambientais da exploração de urânio feita pelo engenheiro em física nuclear, Bruno Chareyron, da França, que será lançado no próximo fim de semana em Lagoa Real e Maniaçu, distrito de Caetité. O documento será lançado também na sede do município, segunda-feira (28 de setembro),

CPI na Assembleia Legislativa do MS faz parte da estratégia de ataques ruralistas aos povos indígenas e seus aliados

    “Felizes os que são perseguidos por causa da justiça, porque deles é o Reino de Deus” (MT 5, 10). O Conselho Indigenista Missionário lamenta que a Assembleia Legislativa do Mato Grosso do Sul (MS) perca seu tempo com uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a ação missionária da entidade junto aos povos originários. A CPI em questão faz parte da estratégia de ataques ruralistas aos povos indígenas e seus aliados.

Top