Índice de nascimentos no Brasil cai abaixo da taxa de reposição

 

notícia

 

O estudo Saúde Brasil, divulgado ontem (29) pelo Ministério da Saúde, mostra que entre 2000 e 2012 o número de nascimentos no país caiu 13,3%. Mostra ainda que desde 2005 o número de filhos tem sido menor que 2,1 por mulher, índice considerado necessário para que a população não diminua no futuro.

Esse índice, chamado taxa de reposição, só é ultrapassado na Região Norte, onde a taxa de fecundidade é 2,24 filhos por mulher. A Região Sul é onde as mulheres menos têm filhos, com 1,66 filho em média por mulher, seguida do Sudeste (1,67), do Centro-Oeste (1,8) e do Nordeste (1,85). A média nacional é 1,77 filho por mulher.

De acordo com o estudo, seguindo essa tendência, o processo de envelhecimento da população deverá se intensificar, e em duas décadas o crescimento demográfico será estabilizado. Depois disso, a perspectiva é de redução do tamanho da população brasileira, o que confirma tendência verificada anteriormente pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística e pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada.

Por Aline Leal, da Agência Brasil.

Publicado no Portal EcoDebate, 30/10/2014


[ O conteúdo do EcoDebate pode ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, ao EcoDebate e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário do Portal EcoDebate
Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta clicar no LINK e preencher o formulário de inscrição. O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Remoção da lista de distribuição do Boletim Diário do Portal EcoDebate
Para cancelar a sua inscrição neste grupo, envie um e-mail para ecodebate@ecodebate.com.br. O seu e-mail será removido e você receberá uma mensagem confirmando a remoção. Observe que a remoção é automática mas não é instantânea.

Alexa

3 comentários em “Índice de nascimentos no Brasil cai abaixo da taxa de reposição

  1. Graças a Deus.
    Infelizmente, a outra metade da devastação do planeta, o superconsumo, persiste em ascensão.

  2. É URGENTE QUE RECUPEREMOS AS CONDIÇÕES DE VIDA NO PLANETA TERRA.

    Se desejamos conter a devastação do meio ambiente é necessário que se contenha a expansão da agropecuária, interrompendo a exportação de grãos e carnes, no menor espaço de tempo possível. Se junto a essa medida, forem adotadas, através dos Ministérios da Saúde e da Educação, e utilizando a mídia para promover grande divulgação, uma política que tenha por objetivo reduzir a reprodução humana, a população começará a diminuir, e o meio ambiente será beneficiado, pois cessará a derrubada de florestas, e os rios que estão com suas vidas ameaçadas poderão ser salvos. Haverá. também, melhoria nas condições climáticas. Em conjunto, todos esses benefícios contribuirão para melhorar as condições de vida humana e das demais espécies animais e vegetais.
    Junto a todo esse trabalho, deverá ser feita a recuperação de todos os rios, lagos e lagoas, através de intensa fiscalização que não permita que esgotos e lixo sejam lançados em cursos d’água, os quais deverão ter suas margens e nascentes protegidas por ampla faixa com cobertura vegetal. Também não deverá ser permitido que edificações de qualquer natureza ocupem áreas que estejam a menos de 200m dos cursos d’água.
    São essas medidas que devem ser adotadas para a recuperação do meio ambiente e para que tenhamos condição de sobreviver.

  3. Que notícia boa. Pena que na região norte a taxa de fecundidade não está ainda abaixo da reposição. Mas pelo que me lembro, ela vem diminuindo também. Provavelmente se se investir em saneamento básico e consequente diminuição da mortalidade infantil a taxa por lá caia abaixo da de reposição também.

    O tamanho da torta (meio ambiente) é limitado. É necessário diminuir o número de garfos (diminuir a população, coisa que é muito melhor feita com uma taxa de natalidade baixa) e melhorar as maneiras (diminuir a desigualdade) para que todos tenham como encher o estômago.

Comentários encerrados.

Top