França proíbe definitivamente milho transgênico

 

Senadores franceses adotam lei que proíbe milho transgênico

 

O milho transgênico da Monsanto, banido na França

O milho transgênico da Monsanto, banido na França. (Foto: AFP PHOTO/Philippe Huguen)
RFI

Os senadores franceses adotaram definitivamente nesta segunda-feira (5) uma proposta de lei apresentada pelo Partido Socialista que proíbe a produção de millho transgênico na França. O mesmo texto já havia sido aprovado pela Assembleia Nacional. O texto foi aprovado por 172 votos a favor e 147 contra.

A oposição representada pelo partido UMP, do ex-presidente Nicolas Sarkozy, julgou a nova lei inconstitucional e contrária ao direito europeu. De acordo com o ministro da Agricultura francês, Stéphane Le Foll, a lei é necessária para preencher o “vazio jurídico que existe hoje na França.’’

A medida recupera integralmente a proposta de lei do senador socialista Alain Fauconnier, rejeitada pelo Senado no dia 17 de fevereiro por 171 votos contra e 169 a favor. O partido socialista então decidiu propor um novo texto para proibir o milho transgênico antes do início da safra.

O alvo principal é o MON810 da Monsanto, autorizado na União Europeia e o Pioneer TC1507. O texto autoriza a destruição das plantações caso a proibição não seja respeitada.

Conselho de Estado apoia proibição

Os deputados também rejeitaram uma emenda da coalizão ecologista que proíbe o cultivo de todas as plantas geneticamente modificadas. No dia 2 de maio, dezenas de militantes anti-OGM, entre eles o deputado europeu José Bové, invadiram um terreno de 11 hectares situado a Saubens, perto de Toulouse, no sul do país.

Em 14 de março, a prefeitura de Paris também proibiu a utilização do milho da Monsanto, à espera da adoção definitiva da proposta de lei. O Conselho de Estado recusou na segunda-feira a suspensão urgente da medida, depois do recurso impetrado por uma associação de produtores de milho.

Matéria da RFI, reproduzida pelo EcoDebate, 06/05/2014


[ O conteúdo do EcoDebate pode ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, ao EcoDebate e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário do Portal EcoDebate
Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta clicar no LINK e preencher o formulário de inscrição. O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Remoção da lista de distribuição do Boletim Diário do Portal EcoDebate
Para cancelar a sua inscrição neste grupo, envie um e-mail para ecodebate@ecodebate.com.br. O seu e-mail será removido e você receberá uma mensagem confirmando a remoção. Observe que a remoção é automática mas não é instantânea.

Alexa

Um comentário em “França proíbe definitivamente milho transgênico

  1. Aqui a onda transgênica começou com uma “marolinha”. O que seria apenas liberação da safra já plantada virou uma tsunami. Se procurar fubá, óleo ou qualquer outro produto á base de milho vai encontrar bem escondidinho no rótulo cheio de desenhos o T de transgênico, nunca mais encontrei nada derivado de milho sem o T, que diante do esclarecimento da população brasileira fica quase invisível. Estamos ingerindo o que desconhecemos. Um dia a gente fica muito doente sem saber que a causa foi confiar nos produtos adquiridos de boa fé.

Comentários encerrados.

Top