China deve fechar este ano 300 fábricas poluidoras; Pequim é considerada ‘imprópria para viver’

 

poluição em Pequim
Índices de poluição em Pequim aumentaram desde janeiro. Foto de Fernanda Morena / BBC

 

O governo municipal de Pequim anunciou, nessa quarta-feira (12), que vai encerrar este ano 300 fábricas poluidoras para tentar “melhorar a qualidade do ar na cidade”, considerada uma das capitais mais poluídas do mundo. A lista das fábricas será publicada até o fim de abril, adiantou a agência de notícias oficial chinesa.

De acordo com o novo plano para combater a poluição em Pequim, indústrias com grande consumo de energia, como de cimento e siderurgia, não serão, “em princípio”, aprovadas pelo município.

“Manufaturas de mão-de-obra intensiva também não serão uma opção para o desenvolvimento da cidade”, defende o plano, aprovado em 2013.

Pequim é a sede de um município com cerca de 20 milhões de habitantes e área superior à metade da Bélgica.

Pequim é considerada “imprópria para viver” devido à poluição

No último ano, desde janeiro de 2013 – mês em que Pequim teve apenas cinco dias de sol – a poluição tornou-se uma das principais fontes de descontentamento popular na China, ao lado da corrupção e das desigualdades sociais.

Em avaliação sobre a qualidade ambiental em 40 cidades no mundo, feita pela Academia de Ciências Sociais de Xangai e divulgada hoje na imprensa oficial, Pequim ficou em penúltimo lugar e foi considerada “imprópria para viver”.

A capital chinesa, Pequim, ficou em penúltimo lugar em uma avaliação sobre a qualidade ambiental em 40 cidades globais, sendo considerada “imprópria para viver”, informou ontem (13) a imprensa oficial chinesa.

No levantamento, feito pela Academia de Ciências Sociais de Xangai, a capital chinesa é ultrapassada apenas por Moscou. “A grave poluição do ar tornou Pequim imprópria para viver”, diz o relatório da Academia, citado pelo Diário de Xangai.

Estocolmo (Suécia), Viena (Áustria) e Zurique (Suíça) ocupam os três primeiros lugares. Mais duas cidades chinesas avaliadas – Hong Kong e Xangai – aparecem no 34º e 36ºlugares, respectivamente.

Quanto à tolerância social, Pequim e Xangai estão entre as dez primeiras e na área econômica (atração e estabilidade do mercado) figuram entre as 20 primeiras.

Ontem (13) de manhã, os indicadores sobre a qualidade do ar na capital chinesa estavam no nivel considerado “altamente poluído”, com a densidade das particulas PM2.5 seis vezes acima do máximo recomendado pela Organização Mundial da Saúde.

Matéria da Agência Brasil, com informações da Agência Lusa, publicada pelo EcoDebate, 14/02/2014


[ O conteúdo do EcoDebate pode ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, ao EcoDebate e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário do Portal EcoDebate
Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta clicar no LINK e preencher o formulário de inscrição. O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Remoção da lista de distribuição do Boletim Diário do Portal EcoDebate
Para cancelar a sua inscrição neste grupo, envie um e-mail para ecodebate@ecodebate.com.br. O seu e-mail será removido e você receberá uma mensagem confirmando a remoção. Observe que a remoção é automática mas não é instantânea.

Alexa

Top