Após morte de crianças na Índia, FAO volta a pedir banimento de pesticidas

 

Agência da ONU disse que tragédia no estado de Bihar prova que químicos têm que ser retirados de países em desenvolvimento; há duas semanas, 23 alunos morreram envenenados por merenda escolar que continha inseticida monocrotofós.

 

monocrotofós
Pesticida já foi banido da União Europeia, Austrália e Estados Unidos entre outros

 

A Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, FAO, emitiu um comunicado pedindo o banimento de pesticidas altamente tóxicos.

Segundo a agência da ONU, os pesticidas deveriam ser retirados das prateleiras dos mercados de países em desenvolvimento. O apelo ocorre duas semanas após 23 crianças terem morrido envenenadas numa escola do estado de Bihar, na Índia.

Meio Ambiente

Os alunos consumiram comida contaminada com o inseticida monocrotofós, que pertence ao grupo de químicos organofosforados e é altamente tóxico, como confirmado ainda pela Organização Mundial da Saúde, OMS.

A FAO afirmou que as experiências nos países em desenvolvimento provam que a distribuição e o uso desses produtos nocivos representam um risco para a saúde humana e também o meio ambiente.

A agência lembrou ainda que a morte dos alunos indianos que o estoque e descarte seguro desses pesticidas são uma questão de medidas de redução de risco tão importante como ações de máscaras e roupas de proteção para usá-los.

Medidas de Proteção

A FAO admite que as medidas de segurança são difíceis de manter em muitos países. Para os especialistas da agência, o ciclo completo de distribuição e de descarte dos pesticidas contém riscos consideráveis.

Além da OMS e da FAO, o Banco Mundial também já se pronunciou contra a venda de produtos altamente tóxicos para pequenos agricultores. O maior risco está na falta de conhecimento para manusear os pesticidas, além de medidas e proteção e estoque dos frascos.

Por isso, a FAO defende que os governos de países em desenvolvimento acelerem a retirada desses pesticidas do mercado. A agência da ONU lembra que existem alternativas não-químicas e menos tóxicas.

Governos

Além disso, é possível combater pragas de plantações com um programa mais sustentável e que utilize menos pesticidas.

Os países-membros da FAO adotaram um Código de Conduta Internacional sobre Gerenciamento de Pesticidas para todas as entidades públicas e privadas do setor agrícola.

No caso específico do monocrotofós, que matou as crianças na escola da Índia, vários governos decidiram proibi-lo incluindo países latino-americanos, asiáticos e africanos. Além disso, o pesticida foi banido também da China, da União Europeia, da Austrália dos Estados Unidos.

Matéria de Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York, publicada pelo EcoDebate, 31/07/2013


[ O conteúdo do EcoDebate pode ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, ao EcoDebate e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário do Portal EcoDebate
Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta clicar no LINK e preencher o formulário de inscrição. O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Remoção da lista de distribuição do Boletim Diário do Portal EcoDebate
Para cancelar a sua inscrição neste grupo, envie um e-mail para ecodebate@ecodebate.com.br. O seu e-mail será removido e você receberá uma mensagem confirmando a remoção. Observe que a remoção é automática mas não é instantânea.

Alexa

Top