Uranium Film Festival, Festival de Filmes sobre Energia Nuclear do Rio de Janeiro, faz grande sucesso na Índia

 

Uranium Film Festival, Festival de Filmes sobre Energia Nuclear do Rio de Janeiro, faz grande sucesso na Índia

 

O festival de filmes sobre energia nuclear nascido no Rio de Janeiro, realizou mostra na Índia com grande sucesso. Entre 04 de Janeiro a 12 de Fevereiro de 2013, o festival – conhecido internacionalmente como Uranium Film Festival – viajou por 10 metrópoles da Índia: New Delhi, Shillong, Ranchi, Manipal, Hyderabad, Pune, Bangalore, Chennai, Thrissur e finalmente Mumbai.

O festival atraiu cerca de 5000 espectadores e também vários jornalistas e cineastas. Dezenas de artigos sobre o festival e seus filmes foram publicados nos principais jornais da Índia. “O festival recebeu uma recepção da imprensa extraordinária na Índia, atraindo vários jornalistas que redigiram artigos sobre o Uranium Film Festival e seus filmes em Inglês, Hindi e outras línguas oficias deste grande pais”, fala a diretora executiva do festival, Marcia Gomes de Oliveira, do Rio de Janeiro. Dezenas de artigos, entrevistas e relatórios foram publicados em jornais de qualidade, como “The Times of India”, “The Telegraph”, “The Hindu”, “The Eastern Chronicle” e “Deccan Herald”, além de estações locais de TV e rádio.

Também foram realizadas sessões especiais nas universidades e colégios como Manipal University Institute of Communication e Manipal Film Study Centre, University of Hyderabad, Sarojini Naidu School of Arts and Communications, Indira School of Communication (WAKAD), Mandal´s College of Engineering (MMCOE) em Pune, Asian College of Journalism em Chennai, Indira School of Communication e St. Pious X Degree College for Women e Vidyaranya School de Hyderabad e o importante Rajendra Institute of Medical Sciences (RIMS), em Ranchi.

Marcia Gomes de Oliveira: “Mais do que quantidade, o festival atingiu um público de qualidade entre universitários, cineastas, artistas, profissionais liberais e formadores de opinião. O público em sua maioria se declarou impressionado com a quantidade de informação até então desconhecida. Nas universidades onde o festival aconteceu, alguns sentiram-se estimulados a refletir sobre o assunto e produzirem pesquisas em suas áreas de atuação. O festival também aconteceu em faculdades de jornalismo e gerou uma grande reflexão sobre como agir concretamente para evitar as consequências nocivas do uso da tecnologia nuclear.”

O festival não só mostra filmes sobre a problemática de gerar energia nuclear e mineração de urânio que é o combustível das usinas e bombas nucleares. O festival também estimula a discussão neutra sobre este assunto em toda a sociedade, trabalhadores, estudantes, donas de casa, jornalistas, cineastas, artistas, sindicalistas. Por que todos nós somos afetados com os acidentes de Chernobyl, Goiânia e Fukushima. E também porque todos nós pagamos por isso, em nossa conta de luz e impostos”, explica o diretor geral do festival e jornalista alemão Norbert G. Suchanek que mora no Rio de Janeiro.

O festival na Índia começou no famoso Siri Fort Auditoroium de New Delhi. Um outro destaque foi a glamourosa abertura do festival a céu aberto, em Hyderabad. Esta cerimônia foi inaugurada pela famosa atriz indiana Amala Akkineni. Depois do evento ela falou: “O filme Into Eternity foi impressionante. Nós artistas precisamos ajudar eventos como este. Foi uma honra estar presente e apresentar a minha fala aqui no Uranium Film Festival.”

O coordenador do festival na Índia, o cineasta indiano Shriprakash, completa: “Eu estou muito feliz com este sucesso do Uranium Film Festival no meu país. E isto é só o começo. Neste primeiro ano, nós conseguimos estar em dez cidades. Mas a demanda na Índia é grande, um país de quase um bilião de habitantes e de maior produção de filmes no mundo. Por isso, o Uranium Film Festival Brasil – Índia precisa e vai continuar!” Além disso o festival também recebeu convites para chegar a capitais de países vizinhos à Índia: Colombo, no Siri Lanka, e Kathmandu, no Nepal, além de outros convites para Nova York e Londres.

Mas o próximo passo vai acontecer na casa do festival, no Rio de Janeiro.

O 3º Internacional Uranium Film Festival Rio de Janeiro está planejado para 16 a 26 de maio de 2013 na Cinemateca do famoso Museu de Arte Moderna (MAM-Rio). “Com certeza vamos contar com uma grande presença de filmes e cineastas da Índia”, diz a diretora Marcia.

Os organizadores do festival agradecem ao Governo da Índia, Ministry of Information and Broadcasting, por autorizar a realização do Uranium Film Festival na Índia e os apoiadores e parceiros Fundação Heinrich Boell Brasil, Escola Técnica Estadual Adolpho Bloch/FAETEC, Global Green Funds e Siemenpuu Foundation. Agradecem também os parceiros locais Khasi Student’s Union em Shillong, Kirloskar Vasundhara International Film Festival e Lokayat em Pune, Suchitra Film Society em Bangalore, Solidarity Group for Koodankulam Struggle em Chennai,ViBGYOR International Film Festival of Thrissur em Kerala, 7-Islands International Film Festival e Bhavan´s Cultural Centre em Mumbai.

Mais informações:

Urânio em Movi(e)mento – Uranium Film Festival
Rua Monte Alegre 356 / 301
Santa Teresa
Rio de Janeiro / RJ
CEP 20.240-194
Brasil

info@uraniumfilmfestival.org
http://www.uraniumfilmfestival.org/index.php/pt/

 

EcoDebate, 26/02/2013


[ O conteúdo do EcoDebate pode ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, ao EcoDebate e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário do Portal EcoDebate
Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta clicar no LINK e preencher o formulário de inscrição. O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Remoção da lista de distribuição do Boletim Diário do Portal EcoDebate
Para cancelar a sua inscrição neste grupo, envie um e-mail para ecodebate@ecodebate.com.br. O seu e-mail será removido e você receberá uma mensagem confirmando a remoção. Observe que a remoção é automática mas não é instantânea.

Alexa

Top