Baía de Guanabara, cartão-postal do Rio de Janeiro, ganha obra científica sobre aspectos geoambientais

 

Bacia da Baía de Guanabara: Características Geoambientais, Formação e Ecossistemas

 

Editora Interciência lança nova versão, em dois volumes, de livro sobre símbolo do Rio de Janeiro: a Baía de Guanabara.

Após 10 anos da publicação do livro original ‘Baía de Guanabara e Ecossistemas periféricos – Homem e Natureza’, está sendo lançada uma nova versão revisada, ampliada e atualizada em dois volumes. Na primeira obra da Editora Interciência, Bacia da Baía de Guanabara: Características Geoambientais, Formação e Ecossistemas, o autor Elmo da Silva Amador retrata os principais aspectos geográficos deste símbolo do Rio de Janeiro.

Memória viva de Elmo Amador, o livro é um grande legado deixado pelo ponto de vista geológico-ambiental sobre a sua grande paixão: a Baía de Guanabara. Retomando estudos pioneiros de Hartt (1870), Backheuser (1918), Ruellan (1944) e Lamego (1948), o autor construiu a obra baseada em pesquisas realizadas desde o final da década de 1960. Inicialmente, os trabalhos foram produzidos referentes aos depósitos continentais encontrados no fundo da bacia.

No início da década de 1970, as praias fósseis da Baía de Guanabara foram objetos de análise por Elmo Amador. No ano de 1975, o autor realizou estudos sobre os sedimentos no fundo da bacia, revelando uma relação nas taxas de assoreamentos com ações antrópicas. Devido a essa descoberta, tornou-se impossível entender o quadro ambiental sem uma pesquisa da ocupação histórica. Em 1997 o autor defendeu sua tese de doutorado sobre a Baía de Guanabara na Geografia da UFRJ.

O livro objetiva a integração, a sistematização, a atualização desses estudos que vêm sendo produzidos na Bacia contribuinte da baía de Guanabara. Visa retomar a visão holistica, em um esforço de horizontalização e uma tentativa de resgate da abordagem geográfica global. A Baía de Guanabara foi escolhida como objeto de estudos, por ser emblemática e uma genuína representante dos frágeis e produtivos ecossistemas costeiros tropicais que foram submetidos a uma rápida degradação ambiental e social.

O primeiro capítulo de Bacia da Baía de Guanabara dedica-se aos aspectos relacionados à geologia, geomorfologia, hidrografia, clima e outras características geoambientais do local. No segundo capítulo são reconstituídos os cenários paleogeográficos mais significativos do processo de evolução da baía. No terceiro, o autor conceitua, classifica e caracteriza ecologicamente todos os ecossistemas encontrados na região. Ao final do livro, Elmo Amador relata uma breve história da ocupação humana e analisa as ocupações pré históricas da Guanabara.

Autor: Elmo da Silva Amador nasceu em 22/08/1943 em Itajaí-SC, e morou no Rio de Janeiro desde 1950. Geógrafo, Mestre e Doutor em Ciências pela UFRJ. Professor do IGEO – UFRJ, onde atuou na graduação e pós-graduação dos cursos de Geografia e Geologia. Ocupou diversos cargos públicos, entre os quais: Diretor do Instituto de Geociências da UFRJ; Diretor da FEEMA, Vice-Diretor da ADUFRJ; e Vice-Presidente da AGB-RJ. Também chefiou o Laboratório de Sedimentologia da Geologia UFRJ onde desenvolveu pesquisas desde 70, relacionadas à Geologia do Quaternário, Baía de Guanabara, ambientes costeiros e meio ambiente.

Como resultado de suas pesquisas e militância política-ambiental foram obtidas importantes vitórias para a Baía de Guanabara, entre as quais: a Criação da APA de Guapimirim; inclusão da Baía de Guanabara na Constituição Estadual como APP de Relevante Interesse Ecológico; declaração da Baía de Guanabara como Patrimônio da Humanidade na Rio-92; tombamento da orla de Botafogo e inclusão do assoreamento como problema ambiental da baía. Elmo Amador faleceu em 30 de junho de 2010 no Rio de Janeiro.

BACIA DA BAÍA DE GUANABARA – Características Geoambientais Formação e Ecossistemas
Autor: Elmo da Silva Amador
Editora: Interciência
Ano: 2012
Edição: 1ª
Número de páginas: 432
Formato: 18x25cm
Valor: R$ 138,00
ISBN: 9788571932609

EcoDebate, 28/09/2012

[ O conteúdo do EcoDebate é “Copyleft”, podendo ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, ao Ecodebate e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário do Portal EcoDebate
Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta clicar no LINK e preencher o formulário de inscrição. O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Remoção da lista de distribuição do Boletim Diário do Portal EcoDebate
Para cancelar a sua inscrição neste grupo, envie um e-mail para ecodebate@ecodebate.com.br. O seu e-mail será removido e você receberá uma mensagem confirmando a remoção. Observe que a remoção é automática mas não é instantânea.

Alexa

Um comentário em “Baía de Guanabara, cartão-postal do Rio de Janeiro, ganha obra científica sobre aspectos geoambientais

  1. Sentirei-me muito honrada em receber e participar da Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário do Portal EcoDebate.

    Agradeço a oportunidade e aqui declaro meu respeito ao Dr. Axel Graell, com tive o privilégio de trabalhar nas décadas de 80 e 90.

    Respeitosamente,
    Naidia

    Naidia,

    Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário do Portal EcoDebate

    Caso você queira ser incluída na lista de distribuição, basta utilizar o formulário de inscrição da nossa página do boletim: http://www.ecodebate.com.br/boletim-diario/ . O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

    O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

    Contato com o Portal EcoDebate

    Suas opiniões, sugestões e críticas são importantes para que possamos aperfeiçoar o Portal e seu conteúdo. Pode entrar em contato conosco através do e-mail: ecodebate@ecodebate.com.br . Este mesmo e-mail deve ser utilizado para solicitar a exclusão da lista de distribuição do boletim diário.

Comentários encerrados.

Top