CPI Tráfico de Pessoas vai ouvir depoimentos sobre trabalho escravo em Jirau

 

Notícia

 

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Câmara do Tráfico de Pessoas vai investigar denúncias de trabalho escravo nas obras da usina hidrelétrica de Jirau, em Rondônia. A audiência pública marcada para 21 de agosto, às 10 horas, vai ouvir representantes do governo do estado, das empresas e da sociedade.

A comissão aprovou nesta quarta-feira a convocação do jovem Raimundo Braga de Souza, de 22 anos, que afirma ter sido vítima de prisão e tortura quando trabalhava na obra da hidrelétrica.

Para o deputado Luiz Couto (PT-PB), é preciso investigar se houve tráfico de pessoas de outros estados para Rondônia. “Há uma denúncia de que um desses trabalhadores foi vítima de tortura, nós queremos saber se isso veio a acontecer. Ele vem aqui como convocado para que ele possa afirmar e, é claro, sob juramento, dizer a verdade.”

O deputado Moreira Mendes (PSD-RO) disse que a audiência será uma excelente oportunidade para desmascarar o que classificou de farsa. “Conheço aquela usina do primeiro movimento, da primeira máquina, até hoje. Conheço os detalhes, a obra e sua estrutura. Já almocei e jantei lá várias vezes junto com todas as pessoas que trabalham na obra, do engenheiro mais graduado ao pessoal da cozinha, com eles. Não vejo nenhuma diferença. Eu sei como e onde moram, como foram recrutados, como foram preparados, qualificados pelo Senai, pelo Senac, em um convênio com as empresas que estão lá dirigindo os trabalhos”

Convidados
Também estão convidados para a audiência, entre outros, o diretor de Energia do Grupo Camargo Corrêa, Luiz Carlos Martins; o diretor-presidente do Consórcio Energia Sustentável do Brasil (ESBR), Victor Paranhos; o advogado Ermógenes Jacinto de Souza; Cleonilde Nunes Serrão, mãe do trabalhador Mailson Serrão, que foi enviado para Rondônia; o arcebispo de Porto Velho (RO), Dom Esmeraldo Barreto; o secretário de Segurança, Defesa e Cidadania do Estado de Rondônia, Marcelo Nascimento Bessa; e o juiz titular da 2ª Vara Criminal da Comarca de Porto Velho (RO), Valdecir Castelar Citon.

Prorrogação
A CPI do Tráfico de Pessoas, que deveria encerrar os trabalhos em agosto, foi prorrogada por mais 60 dias. Deverá funcionar até 10 de outubro. A intenção dos deputados é aproveitar os períodos de esforço concentrado para promover reuniões de audiência pública e votar novos requerimentos.

Reportagem – Geórgia Moraes
Edição – Regina Céli Assumpção

Matéria da Agência Câmara de Notícias, publicada pelo EcoDebate, 02/08/2012

[ O conteúdo do EcoDebate é “Copyleft”, podendo ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, ao Ecodebate e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário do Portal EcoDebate
Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta clicar no LINK e preencher o formulário de inscrição. O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Alexa

Top