Prefeitura do Rio distribui contêineres de coleta de lixo feitos de bagaço de cana

 

Contêineres de coleta de lixo feitos de bagaço de cana
Contêineres de coleta de lixo feitos de bagaço de cana

De olho na Rio+20, a prefeitura do Rio de Janeiro começou a distribuir nesta terça-feira (10) o primeiro lote de 50 mil novos contêineres feitos de bagaço de cana-de-açúcar. Os recipientes serão distribuídos pela Companhia Municipal de Limpeza Urbana (Comlurb) para o recolhimento de resíduos domiciliares.

“Além do objetivo final de melhorar a coleta no Rio de Janeiro, você tem um produto pela primeira vez na cidade totalmente sustentável”, afirmou o prefeito do Rio, Eduardo Paes.

Segundo Paes, os contêineres contribuirão para a melhora da coleta de lixo e da limpeza da cidade. O prefeito afirmou que o uso de matéria-prima renovável é um “atestado do comprometimento” do Rio de Janeiro com a agenda de sustentabilidade, em consonância com a realização da Rio+20 na cidade, em junho deste ano.

Ao todo, foram gastos R$ 7 milhões para a compra dos 50 mil contêineres, de 240 litros, que serão distribuídos até o mês de junho em toda a cidade. Inicialmente, a prefeitura irá entregar 5 mil recipientes, nos bairros de Copacabana, na zona sul do Rio, e do Realengo, na Zona Oeste – os primeiros beneficiados pela medida.

De acordo com o secretário de Conservação do Rio de Janeiro, Carlos Osório, o sistema de vedação dos contêineres de bagaço serão um avanço para as condições de higiene na cidade. Como o recipiente é vedado, o que impede a entrada de água da chuva, não há proliferação de roedores e mosquitos vetores de doenças e formação de chorume (líquido poluente, de odor nauseante, proveniente da decomposição do lixo).

Os contêineres de bagaço reduzem em 85% a emissão de poluentes em relação ao material de origem petroquímica (como o plástico) e têm o certificado Green Made (garantia de uso de matéria-prima renovável e com baixa emissão de carbono).

Reportagem de Nielmar de Oliveira, da Agência Brasil, publicada pelo EcoDebate, 11/04/2012

[ O conteúdo do EcoDebate é “Copyleft”, podendo ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, ao Ecodebate e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário do Portal EcoDebate
Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta clicar no LINK e preencher o formulário de inscrição. O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Alexa

Um comentário em “Prefeitura do Rio distribui contêineres de coleta de lixo feitos de bagaço de cana

  1. Fico contente de ver que a minha tese de doutorado ganha, cada vez mais, importância científica na medida em que o bagaço da cana-de-açúcar, que até pouco tempo era tratado como um lixo sem uso pelo setor sucroalcooleiro, é transformado hoje em um bem de excelente utilização, como bem exposto pelo Portal EcoDebate – Cidadania & Meio Ambiente divulgando a decisão da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro em distribuir 50.000 contêineres de coleta de lixo fabricados a partir do bagaço da cana-de-açúcar.

    Muitas outras novidades de novos produtos a partir do bagaço da cana-de-açúcar virão com certeza.

    Que o Rio de Janeiro seja efetivamente um bom exemplo na questão ambiental. São Paulo poderia fazer o mesmo!!!!

Comentários encerrados.

Top