Mais de mil pessoas protestam no Ibirapuera contra alterações no Código Florestal

A ex-senadora Marina Silva discursou neste domingo em protesto contra o novo código florestal (Foto: Letícia Macedo/G1)
A ex-senadora Marina Silva discursou neste domingo em protesto contra o novo código florestal (Foto: Letícia Macedo/G1)

Mais de mil pessoas protestaram ontem (22) em frente ao Parque Ibirapuera, na capital paulista, contra as alterações no Código Florestal que estão em discussão na Câmara dos Deputados. O diretor de Políticas Públicas da organização não governamental (ONG) SOS Mata Atlântica, Mário Mantovani, disse que a manifestação comprova o quanto a população está mobilizada. “Nós hoje estamos muito mais animados, você vê a reação da cidade, está cada vez maior”, disse.

Para Mantovani, as lideranças favoráveis à alteração da lei estão contribuindo para o desmatamento confiantes que o novo código anistiará os crimes ambientais.

A ex-senadora, Marina Silva, afirmou que vai entregar ao Congresso Nacional e à presidenta da República, Dilma Rousseff, uma carta assinada por ela e outros ex-ministros do Meio Ambiente pedindo a manutenção da legislação. “A presidenta Dilma se comprometeu com o Brasil inteiro que vetaria qualquer mudança no Código Florestal, que promovesse desmatamento”, lembrou Marina após discursar, durante o protesto.

Ela relacionou o aumento do ritmo de devastação da Amazônia, verificado nos últimos meses, com as propostas do novo código. Segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), houve aumento no desmatamento na Amazônia Legal de 27% entre agosto de 2010 e abril de 2011, na comparação com o mesmo período anterior.

Reportagem de Daniel Mello, da Agência Brasil, publicada pela EcoDebate, 23/05/2011

[ O conteúdo do EcoDebate é “Copyleft”, podendo ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, ao Ecodebate e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário do Portal EcoDebate
Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta clicar no LINK e preencher o formulário de inscrição. O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Alexa

Top