O consumidor brasileiro e a sustentabilidade, artigo de Helio Mattar

[O Dia] A nova pesquisa ‘O Consumidor Brasileiro e a Sustentabilidade’, realizada por iniciativa dos institutos Akatu e Ethos, revelou boa notícia: em um momento de forte crescimento do consumo no Brasil, quando se poderia esperar que “se deixaria a consciência de lado na hora de consumir”, o segmento de consumidores mais conscientes manteve-se praticamente estável em relação ao que foi encontrado na pesquisa de quatro anos atrás.

Um em cada 3 consumidores faz parte de um grupo mais aguerrido, especialmente na Internet, que busca informações sobre o que as empresas estão fazendo em termos de Responsabilidade Social e Ambiental, e que é ativo no processo de influenciar consumidores.

Por outro lado, houve crescimento de 25% para 37% dos consumidores entre aqueles do segmento menos consciente, pouco preocupados com os impactos coletivos e de mais longo prazo da produção e do consumo sobre a sustentabilidade social e ambiental.

A pesquisa aponta também que 37% dos consumidores, um contingente expressivo, afirmam acreditar no que dizem as empresas “dependendo de qual é”. Este é um dado que reforça a importância da transparência nas informações, relatando não apenas o que fazem bem, mas também o que está em processo de melhoria, desta forma alinhando o seu discurso e a sua prática.

O desafio do Instituto Akatu é “traduzir” os conceitos de consumo consciente, de Responsabilidade Social, e de Sustentabilidade em ações concretas do consumidor que, se realizadas cotidianamente, trarão impactos positivos para a sociedade.

Por outro lado, as práticas mais conscientes não podem formar um conjunto de imposições que deixem um gosto ruim de restrição ao consumo, o que desmobilizaria os consumidores. Ao contrário, devem ser uma boa alternativa ao consumismo vazio, angustiante e insustentável, e uma possibilidade de contribuir para uma sociedade melhor para nós, nossos filhos e netos.

Helio Mattar é diretor-presidente do Instituto Akatu pelo Consumo Consciente

Artigo originalmente publicado em O Dia, RJ.

EcoDebate, 21/12/2010

[adrotate group=”1″]


Compartilhar

[ O conteúdo do EcoDebate é “Copyleft”, podendo ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, ao Ecodebate e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário do Portal EcoDebate
Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta clicar no LINK e preencher o formulário de inscrição. O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Top