Ministério Público diz que União e SP devem pedir desculpas por crimes da ditadura militar

Além de denunciar três delegados da Polícia Civil de São Paulo por tortura, homicídio e outros crimes cometidos durante a ditadura Militar (1964-1985), o Ministério Público Federal (MPF) pediu, por meio de ação apresentada ontem (30), que a União e do estado de São Paulo repararem “danos imateriais causados pelas condutas de seus agentes durante a repressão aos dissidentes políticos da ditadura militar”.

A ação é assinada por seis procuradores federais que consideram que tanto a União como o estado de São Paulo precisam apresentar um pedido de desculpas formal a toda a população brasileira. O pedido de desculpas, no entender dos procuradores Eugênia Augusta Gonzaga, Jefferson Aparecido Dias, Marlon Alberto Weichert, Luiz Fernando Costa, Adriana da Silva Fernandes e Sério Gardenghi Suiama, autores da ação, deve ser acompanhado da citação dos crimes relatados na ação.

Entre as vítimas de crimes apontados na ação estão o secretário especial de Direitos Humanos da Presidência da República, ministro Paulo Vannuchi, e seu antecessor na pasta, o ex-ministro Nilmário Miranda.

A ação apresentada pelos procuradores pede o afastamento, perda de cargos e aposentadorias dos três delegados da Polícia Civil de São Paulo. Segundo o MPF, eles participaram diretamente de atos de tortura, abuso sexual, desaparecimentos e homicídios durante o regime militar.

Os procuradores querem a responsabilização pessoal dos delegados do antigo Departamento de Ordem Política e Social (Dops) Aparecido Laertes Calandra, David dos Santos Araújo e Dirceu Gravina. Além disso, o Ministério Público quer que os três sejam condenados a reparar danos morais coletivos e a devolver indenizações pagas pela União.

Outro pedido do MPF é que o estado de São Paulo seja obrigado a revelar os nomes e cargos dos seus servidores que, em qualquer tempo, foram requisitados, designados ou cedidos para atuar no Destacamento de Operações de Informações – Centro de Operações de Defesa Interna (DOI-Codi)

Reportagem de Luciana Lima, da Agência Brasil, publicada pelo EcoDebate, 31/08/2010

[ O conteúdo do EcoDebate é “Copyleft”, podendo ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, ao Ecodebate e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário do Portal EcoDebate
Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta clicar no LINK e preencher o formulário de inscrição. O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Um comentário em “Ministério Público diz que União e SP devem pedir desculpas por crimes da ditadura militar

  1. Se casos como esse fossem levados a sério, poderíamos finalmente começar a falar em democracia no nosso País. Quantas pessoas sofreram nesse período, quantas são ditas desaparecidas. Por que o governo do nosso País nunca fez nada até hoje? Talvez pretendam um novo golpe a juventude anda tão calma, tão passiva, tão alienada, não seria difícil… Temos de lutar novamente, são projetos como esse que deveriam valer não só em São Paulo e deveria ser algo do qual todos deveríamos apoiar e lutar até que se conseguisse. Vamos acordar antes que acontece conosco o que aconteceu com nossos outros irmãos em 64-85

Comentários encerrados.

Top