RJ: Mancha de óleo que atinge as praias da Região dos Lagos pode ser de lavagem de tanque de navios

Algas e óleo mudaram o cenário das praias da Região dos Lagos neste domingo (8). (Foto: Reprodução TV Globo)
Algas e óleo mudaram o cenário das praias da Região dos Lagos neste domingo (8). (Foto: Reprodução TV Globo)

A mancha de óleo que atinge as praias de Cabo Frio e Arraial do Cabo, na Região dos Lagos, pode ter sido proveniente da limpeza malfeita em tanque de navios. Isso afasta, num primeiro momento, a possibilidade de um desastre ambiental. A avaliação preliminar foi feita na tarde de hoje (9) pela Capitania dos Portos. O óleo apareceu nas praias na tarde de 8/8.

As amostras do óleo recolhidas por técnicos do Instituto de Estudos do Mar Almirante Paulo Moreira estão sendo analisadas pelo órgão de pesquisas da Marinha, em Arraial do Cabo, e o laudo deve ser concluído em 20 dias.


A Capitania dos Portos informou, em nota, que está fazendo o monitoramento do tráfego de navios que tiveram o Rio de Janeiro como destino nos últimos quatro dias e também um mapeamento das embarcações que estão nas adjacências, com o objetivo de coletar amostras.

Após um sobrevoo na manhã de hoje pela área atingida, uma equipe técnica do Instituto Estadual do Ambiente (Inea), órgão executivo da Secretaria Estadual do Ambiente (SEA), constatou “a ocorrência de pelotas de óleo pesado, em forma de borra, nas praias das Dunas e do Forte, em Cabo Frio, e Prainha, Pontal e do Foguete, em Arraial do Cabo.

Segundo os agentes do Serviço de Operações de Emergência do Inea, pela forma altamente esparsa da mancha, uma vez que a maior quantidade de óleo está espalhada nas areias das praias, não houve necessidade de colocação de boias de contenção, usadas para evitar que vazamentos atinjam outras regiões. As operações de limpeza estão sendo realizadas pelas prefeituras.

O Inea alerta os frequentadores das praias atingidas que evitem utilizar solvente para a limpeza das partes do corpo sujas de óleo, devido ao risco de intoxicação, e recomenda o uso somente de óleo de cozinha.

Praias de Búzios não foram atingidas por mancha de óleo

No fim desta manhã, o prefeito de Búzios, Mirinho Braga, vistoriou as praias do município e confirmou que nenhuma mancha de óleo foi encontrada na região costeira da península, diferentemente do que foi publicado em alguns sites. De acordo com a secretária de Meio Ambiente de Búzios, Adriana Saad, fiscais estão monitorando, tanto por terra quanto por mar, todas as praias do balneário, mas até o momento não foram detectados sinais de óleo. A prefeitura continuará acompanhando a situação.

Reportagem de Cristiane Ribeiro, da Agência Brasil, com informações complementares de Roberta Costa, de Búzios, publicada pelo EcoDebate, 10/08/2010

[ O conteúdo do EcoDebate é “Copyleft”, podendo ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, ao Ecodebate e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário do Portal EcoDebate
Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta clicar no LINK e preencher o formulário de inscrição. O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Top