Escolas do campo do MST: No meio do Sertão surge um novo jeito de Aprender e um novo jeito de Educar

As praticas pedagógicas sempre, sonhadas e colocadas em praticas por Paulo Freire e por um dos seus principais seguidores Movimento dos Trabalhadores rurais sem terra MST, vem causando uma revolução no sertão do ceará, região popularmente conhecida como sertão central, região mais seca do estado, a escolas do campo vem surgindo com suas paredes salas e instalações para mudar a realidade sofrida do povo do sertão.

Assentamento 25 de maio, 20 anos de lutas resistências e conquistas, essa é mais uma conquista dos trabalhadores sem terra, o primeiro assentamento do MST no Ceará, com 425 famílias assentadas e mais de 2 mil habitantes. È onde vai ser inaugurada a primeira das 11 escolas conquistadas pelo MST, a inauguração será dia 06 as 19hs da manhã e o governador CID GOMES estará presente no ato.

Mas a construção da escola não se deu apenas com pedras paredes tijolos e concreto, que por sinal esta ficando uma paisagem exuberante, a escola surgiu na cabeça das pessoas da comunidade que tinha um sonho de que seus filhos de fato pudessem estudar em uma escola diferente, e esse sonho foi sendo colocado em pratica e agora vai ser uma realidade.

A escola esta localizada no município de Madalena a 180 km da capital, no assentamento 25 de maio a casa da escola, com suas 14 comunidades e 18 associações, que dão suporte tanto na produção como na construção coletiva da escola, a comunidade do Quieto esta abrigando as estruturas da escola, para tanto ela é uma estrutura do povo e para o povo do campo.

Vera Mariano do Setor de educação do MST nos fala como irá funcionar as escolas. “O coletivo de educação do MST DAS BRIGADAS é que comandarão as escolas, a gestão é coletiva, os tempos educativos são diferentes das escolas tradicionais e as famílias assentadas participarão diretamente da gestão, é assim de forma organizada que fazemos a diferença. “Na escola terá um Campo experimental onde os educandos irão produzir agro ecologicamente por isso nossa escola é diferente” acrescenta Vera.

As demais escolas estão sendo construídas em outros Assentamentos com grande numero de famílias, no assentamento Santana em Monsenhor Tabosa, Lagoa do Mineiro em Itarema, Santana da Cal em Canindé e no Assentamento Maceió em Itapipoca, as outras, estão com projetos prontos e a construção irá começar ainda esse ano de acordo com a secretaria de educação do estado Isolda Cela, que também estará presente no ato dia 06/04.

Antonio de Sousa silva Assentado no 25 de maio, diz que “a escola vai facilitar a vida da juventude por que antes os jovens se deslocavam para a sede de Madalena á 28 km do assentamento para estudar, ou para Quixeramobim 44 km, é a realização de um sonho agora os jovens podem concluir seus estudos e pensar em um futuro diferente e permanecer no campo.

E é assim como dizia Paulo Freire “A alegria não chega apenas no encontro do achado, mas faz parte do processo da busca. E ensinar e aprender não pode dar-se fora da procura, fora da boniteza e da alegria

“Cercas no chão, o povo vai ver, a nossa tarefa é acabar com o latifúndio do saber” Palavra de ordem do Setor de educação do MST

* Colaboração de Marcelo Matos, MST Ceará, para o EcoDebate, 08/04/2010

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário do Portal EcoDebate
Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta utilizar o formulário abaixo. O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Participe do grupo Boletim diário EcoDebate
E-mail:
Visitar este grupo

Comentários encerrados.

Top